Direito Administrativo exercícios
52 pág.

Direito Administrativo exercícios


DisciplinaIntrodução ao Direito I82.532 materiais496.538 seguidores
Pré-visualização30 páginas
terceiro.
11.9 \u2013 As responsabilidades Administrativa, Civil, Penal do Agente Público
O Ministério Público moveu ação de improbidade administrativa contra o secretário e o presidente da câmara municipal de determinado município. A ação sustentou-se na ocorrência de desvios de verbas da câmara municipal por ato do secretário, que desviava valores por meio da emissão de cheques em duplicidade. O presidente da câmara, por sua vez, assinava os cheques de forma negligente, assinando o que lhe era apresentado pelo secretário, sem qualquer questionamento. Com referência a essa situação hipotética e à responsabilidade civil do agente público, julgue os itens a seguir.
(AGENTE COMUNITÁRIO MUNICÍPIO DE VITÓRIA CESPE/2007) A ação de improbidade administrativa é uma forma de responsabilização dos agentes públicos.
(AGENTE COMUNITÁRIO MUNICÍPIO DE VITÓRIA CESPE/2007) Na hipótese em apreço, tendo havido o ajuizamento de uma ação de improbidade, fica vedada a responsabilização criminal dos agentes já processados, para se evitar duplicidade de penalidades.
(AGENTE COMUNITÁRIO MUNICÍPIO DE VITÓRIA CESPE/2007) Na hipótese considerada, apenas o secretário deve ser responsabilizado pelo Poder Judiciário, pois agiu dolosamente, enquanto o presidente da câmara agiu culposamente.
Quanto à evolução doutrinária da responsabilidade civil da administração pública e à reparação do dano causado pelos agentes públicos.
(PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA PROCURADOR CESPE/2007) No atual estágio da doutrina da responsabilidade da administração pública pelos atos de seus agentes, a indenização decorrente de atos lesivos limita-se aos danos materiais.
 (DETRAN/DF ANALISTA DE TRANSPORTES CESPE/2008) As ações de ressarcimento ao erário, movidas pelo Estado contra agentes que tenham praticado ilícitos dos quais decorram prejuízos aos cofres públicos, prescrevem em 5 anos.
(TJ/CE ANALISTA ADMINISTRATIVO CESPE/2008) Na hipótese de o servidor público causar danos patrimoniais a terceiros, indenizados pelo poder público em condenação judicial, caberá ação regressiva, mas o lesado pode acionar diretamente apenas o servidor, ou este e o Estado, conjuntamente, nos casos em que a lesão decorra de culpa ou dolo do referido agente.
12 \u2013 Controle da Administração
12.1 \u2013 Conceito
(TJ/CE ANALISTA ADMINISTRATIVO CESPE/2008) Cada poder é dotado de mecanismos de controle sobre os demais poderes, assegurando o equilíbrio e a harmonia caracterizada pelo sistema de freios e contrapesos. Nesse sentido, a atuação do Ministério Público, como fiscal institucional por excelência, consiste em demandar perante o Poder judiciário, participando do controle jurisdicional, provocando sua incidência.
12.2 \u2013 Controle Administrativo
Alvarás de pesquisa minerária, concedidos à empresa Zeta Minerações e Pavimentações Ltda., foram revogados pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), autarquia vinculada ao Ministério de Minas e Energia (MME), após o Comando do Exército ter solicitado, sob o fundamento da prevalência do interesse público, permissão para que a área fosse utilizada e explorada pelo 9.º Batalhão de Engenharia e Construções do Exército Brasileiro, tendo em vista a necessidade de que o Exército construísse, diretamente e em local próximo à área em exploração, instalações necessárias ao funcionamento de suas atividades. A empresa, então, solicitou ao ministro de Estado de Minas e Energia que este avocasse o processo administrativo e reformasse o ato nele praticado, tendo em vista a sua ilegalidade. A respeito dessa situação hipotética, do regime jurídico dos recursos minerais e da avocação administrativa, julgue os itens que se seguem.
(AGU PROCURADOR FEDERAL CESPE/2007) A extração de recursos minerais desejada pelo Comando do Exército, feita pelo 9.º Batalhão de Engenharia e Construções do Exército Brasileiro, caracteriza-se como atividade econômica, que é vedada pela CF.
(AGU PROCURADOR FEDERAL CESPE/2007) A avocação, caso realizada, constituir-se-á em método de realização de controle externo, que propiciará ao ministro orientar e corrigir o ato ilegal porventura tomado pelo DNPM, caso assim venha a entender o MME.
(PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO CONTADOR CESPE/2007) A fiscalização das contas das prefeituras é efetuada pelos sistemas de controle interno, representado pelos tribunais de contas municipais, e de controle externo, representado pelo Ministério Público estadual.
(TRF 5ª REGIÃO JUIZ FEDERAL SUBSTITUTO CESPE/2007) Os órgãos de controle interno da administração pública têm, praticamente, as mesmas competências deferidas constitucionalmente aos tribunais de contas, no que se refere ao objeto do controle das matérias sindicadas, sendo diversas somente a forma de exteriorização e as conseqüências do exercício desse controle.
Na fase de execução dos contratos feitos à luz da Lei n.º 8.666/1993, diversos cuidados devem ser seguidos pelos profissionais da área administrativa dos órgãos e entidades públicos, sob pena de responsabilização civil, penal e administrativa. Tendo em vista esse assunto e suas implicações, julgue os itens subsequentes.
(TRE/GO ANALISTA ADMINISTRATIVO CESPE/2008) As atribuições do Departamento de Administração de Serviço Público (DASP), previstas em seu ato de criação, não incluem
A) selecionar os candidatos aos cargos públicos federais, excetuados os das secretarias da Câmara dos Deputados e do Conselho Federal.
B) auxiliar o presidente da República no exame dos projetos de lei submetidos à sanção.
C) coordenar os órgãos integrantes do sistema de controle interno do serviço público federal.
D) estudar e fixar os padrões e especificações do material para uso nos serviços públicos.
(HEMOBRAS ANALISTA DE GESTÃO CORPORATIVA ADMINISTRADOR CESPE/2008) A Caixa Econômica Federal possui a responsabilidade objetiva na modalidade risco administrativo pelos danos causados por atuação de seus agentes.
(ANATEL ANALISTA ADMINISTRATIVO CESPE/2008) Para efeitos de fiscalização dos contratos, a lei em apreço prevê a possibilidade de contratação de terceiros pela administração para se desincumbir de tal mister.
Como princípio fundamental da administração pública, previsto já no Decreto-lei n.º 200/1967, o controle da administração pública federal envolve o exercido pela chefia imediata, pelos órgãos próprios de cada sistema, pelos órgãos responsáveis pela aplicação dos dinheiros públicos e guarda dos bens da União e pelos órgãos próprios do sistema de contabilidade e auditoria. Acerca do controle na administração pública federal e da atuação do TCU nesse sentido, julgue os itens seguintes.
(ANATEL ANALISTA ADMINISTRATIVO CESPE/2008) As agências reguladoras, por fazerem parte da categoria de autarquias especiais, criadas por lei, não se submetem a controle por parte do Poder Executivo; contudo, não escapam ao controle externo feito pelo Poder Legislativo, auxiliado pelo TCU.
(ANATEL ANALISTA ADMINISTRATIVO CESPE/2008) Conforme o disposto no Decreto n.º 3.591/2000, os termos auditoria e fiscalização têm significação diferente.
(ANATEL ANALISTA ADMINISTRATIVO CESPE/2008) A auditoria interna é classificada em: avaliativa da gestão, contábil, operacional e especial.
(ANATEL ANALISTA ADMINISTRATIVO CESPE/2008) Os certificados de auditoria interna são classificados em sem ressalva, com ressalva, adverso e com abstenção de opinião.
(ANATEL ANALISTA ADMINISTRATIVO CESPE/2008) A auditoria interna deve-se subordinar diretamente ao diretor de administração, ou ao cargo de denominação equivalente.
(ANATEL ANALISTA ADMINISTRATIVO CESPE/2008) O TCU, quanto à decisão em processos de prestação ou tomada de contas, pode proferir julgamento preliminar, definitivo ou terminativo.
(ANATEL ANALISTA ADMINISTRATIVO CESPE/2008) O TCU poderá, mediante novos elementos, autorizar o desarquivamento e determinar que se ultime a prestação ou tomada de contas no caso das decisões definitivas, desde que nos cinco anos subsequentes