Direito Administrativo exercícios
52 pág.

Direito Administrativo exercícios


DisciplinaIntrodução ao Direito I82.429 materiais496.281 seguidores
Pré-visualização30 páginas
de utilização dos recursos, à combinação ótima dos meios, dos fatores de produção dos bens e serviços. É, pois, relevante estabelecer e verificar uma adequada ou a mais adequada relação custo-benefício.
12.4 \u2013 Controle judicial
(PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO FISCAL DE TRIBUTO CESPE/2007) Por meio da ação civil pública, é possível ao Ministério Público impugnar a constitucionalidade de um tributo.
Considere que um agente público da ANVISA lavrou auto de infração contra determinada empresa, por violação de normas jurídicas relativas à vigilância sanitária. 
(ANVISA TECNICO ADMINISTRATIVO CESPE/2007) Caso a empresa considere ilegal essa autuação, é cabível impugná-la mediante mandado de segurança.
(BANCO DA AMAZÔNIA TECNICO CIENTÍFICO ARÉA DIREITO CESPE/2007) Não cabe mandado de segurança contra ato praticado em licitação promovida por sociedade de economia mista ou por empresa pública.
QUESTÃO 29
(TJ/TO JUIZ SUBSTITUTO CESPE/2007) Acerca do controle judicial dos atos administrativos, assinale a opção correta.
A) O Ministério Público não tem legitimidade para propor ação civil pública para deduzir pretensão alusiva a benefício fiscal concedido por meio de portaria com violação à lei de regência.
B) Conforme entendimento do STJ, contra decisão originária do ministro de Estado que aplicou a penalidade de demissão de servidor público federal, com delegação do presidente da República, não cabe recurso hierárquico.
C) Conforme entendimento do STJ, diante da ausência de previsão de prazo prescricional para propositura da ação civil pública, não se aplica, por analogia, o prazo prescricional de 5 anos previsto para a ação popular.
D) O Poder Judiciário se limita a examinar apenas os aspectos extrínsecos do ato administrativo.
(TRF 5ª REGIÃO JUIZ FEDERAL SUBSTITUTO CESPE/2007) Compete ao tribunal de contas realizar por iniciativa própria, e não, por requisição de qualquer das casas do Congresso Nacional ou de comissão parlamentar de inquérito, inspeções e auditorias de natureza contábil e financeira, orçamentária, operacional e patrimonial em qualquer das atividades administrativas dos três poderes.
Paulo ingressou com pedido formal de consulta perante determinado órgão público federal, visando esclarecer como deveria ser aplicada a Lei X, em vigor há mais de 5 anos. Por meio dessa consulta, Paulo descobriu que a administração tinha emitido ato administrativo baseado em parecer jurídico emitido por membro da Advocacia-Geral da União, que mudou o entendimento existente até então, conferindo à referida lei uma nova interpretação. Quanto à situação hipotética descrita, aos princípios aplicáveis à administração pública e aos atos administrativos, julgue os itens seguintes.
(SEGER-ES ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL CESPE/2007) O Poder Judiciário pode analisar e rever o mérito de um ato administrativo.
(STJ ANALISTA ADMINISTRATIVO CESPE/2008) Se uma agência reguladora federal aplicar multa a uma empresa motivada por determinada infração administrativa cuja lei de regência autorize a aplicação de multa a ser fixada entre R$ 500,00 e R$ 1.000.000,00, nesse caso, como a penalidade de multa emana de poder do administrador, o qual está balizado pelos critérios de conveniência e oportunidade, o Poder Judiciário não poderá alterar o valor da multa, mesmo que o considere exacerbado, mas tão somente anular a própria sanção (multa), se houver ilegalidade, sob pena de violação do princípio da separação dos poderes.
(TCM/GO PROCURADOR DO MUNICÍPIO CESPE/2007) Um município situado no estado de Goiás celebrou um convênio com um órgão público federal, por meio do qual foram repassados recursos ao município para a construção de um posto de saúde. O prefeito responsável pela celebração do convênio não construiu o posto de saúde nem prestou contas do convênio ao órgão repassador dos recursos. 
A partir da situação hipotética descrita, assinale a opção incorreta.
A) A principal distinção entre convênio e contrato é que o convênio tem por objetivo a execução de programas, projetos ou eventos de interesse recíproco, em regime de mútua cooperação, enquanto que o contrato objetiva a realização de interesses diversos e opostos entre os participantes, ou seja, de um lado o objeto do contrato e, do outro, a contraprestação correspondente.
B) Diante da omissão no dever de prestar contas e da nãoexecução do objeto do convênio, cabe ao órgão repassador dos recursos instaurar o processo de tomada de contas especial contra o prefeito e encaminhá-lo ao TCU, via controle interno.
C) A conduta do prefeito de deixar de prestar contas ao órgão competente, no devido tempo, da aplicação dos recursos recebidos é tipificada como crime de responsabilidade.
D) No caso de a conduta do prefeito ser tipificada como crime comum, a competência para o seu julgamento é do TJ/GO, consoante disposição expressa da CF.
(SEPRO ADVOGADO CESPE/2008) A constituição do estado X determina que os mandados de segurança contra secretário de estado devem ser julgados pelo tribunal de justiça do referido estado. Nesse caso, o mandado de segurança impetrado por empresa pública federal contra ato de secretário de Estado deverá ser julgado pelo tribunal regional federal da respectiva região.
(TRT 5ª REGIÃO ANALISTA JUDICIÁRIO CESPE/2008) Todas as pessoas físicas ou jurídicas são partes legítimas para propor ação popular que vise anular ato lesivo ao patrimônio público ou de entidade de que o Estado participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural.
(TRT 5ª REGIÃO ANALISTA JUDICIÁRIO CESPE/2008) O mandado de segurança é cabível contra ato de pessoa jurídica que, embora privada, exerça atribuição do poder público.
(HEMOBRAS ANALISTA DE GESTÃO CORPORATIVA ADMINISTRADOR CESPE/2008) É legítimo o Poder Judiciário realizar controle de mérito de atos administrativos.
(HEMOBRAS ANALISTA DE GESTÃO CORPORATIVA ADMINISTRADOR CESPE/2008) Uma das formas das espécies de controle judicial é a ação civil pública, que pode ser promovida por qualquer cidadão.
O art. 37 da CF afirma que a administração pública direta e indireta de qualquer dos poderes da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. Para que a administração pública atinja seus objetivos institucionais e mantenha-se dentro dos limites impostos pelos princípios constitucionais citados, é preciso que o sistema de controle público se faça sempre presente. A respeito desse assunto.
(ME ADMINISTRADOR CESPE/2008) Do ponto de vista do controle judiciário, o ato administrativo é chamado de vinculado quando está restrito às condições e aos requisitos da lei, enquanto o ato denominado discricionário não está vinculado à lei.
(ME ADMINISTRADOR CESPE/2008) Caso houvesse uma denúncia de que o Banco Central do Brasil teria comprado títulos emitidos pela União, em desacordo com as normas estabelecidas pela Lei Complementar n.º 101/ 2000 \u2014 Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) \u2014, o TCU teria competência formal para examinar tal denúncia.
A sociedade de economia mista federal X, que tem por objeto a produção e comercialização de combustível e derivados do petróleo, tem uma subsidiária integral que foi criada para lhe fornecer asfalto. Foi firmado convênio entre a citada estatal e certo estado-membro visando recuperar a malha rodoviária do estado, tendo sido acertado que a estatal iria fornecer uma certa quantidade de asfalto e o estado iria pavimentar as estradas com o seu próprio pessoal. Ocorre que, antes de se iniciar o serviço público de construção e reforma das estradas, o caminhão da referida sociedade de economia mista, que transportava o asfalto, colidiu com o carro de Maria, tendo derramado o produto, causando dano ao meio ambiente e a morte de Maria.
(MTE ADMINISTRADOR CESPE/2008) Caso uma empresa que já tenha fornecido asfalto para o citado estado-membro