Metodologia Científica
186 pág.

Metodologia Científica


DisciplinaMetodologia Científica47.250 materiais977.387 seguidores
Pré-visualização25 páginas
os métodos estão classificados em 
dois grandes grupos:
a) métodos de abordagem: que se caracterizam por 
uma abordagem mais ampla em nível de abstração dos 
fenômenos da natureza e da sociedade. Tratam da linha 
de raciocínio adotada no desenvolvimento do trabalho, 
constituindo-se nos procedimentos gerais, que norteiam 
o desenvolvimento das etapas fundamentais de uma pes-
quisa científica. Deteremos-nos aos principais, que são: 
 método indutivo;
 método dedutivo;
 método hipotético-dedutivo;
131Tema 3 | Conhecimento, Ciência e Método
 método dialético;
 método fenomenológico.
b) métodos de procedimentos: constituem etapas 
mais concretas de investigação, com finalidade mais restri-
ta em termos de explicação geral dos fenômenos e menos 
abstratos. Não são exclusivos entre si, mas é necessário 
que se adaptem a cada área de pesquisa. Relacionam-se 
com as etapas do plano de estudos, à obtenção, proces-
samento e validação dos dados pertinentes à problemá-
tica que está sendo investigada, sendo os mais usuais:
 método histórico;
 método comparativo;
 método estatístico;
 método tipológico;
 método funcionalista;
 método estruturalista;
 método experimental;
 método clínico.
Veremos agora como esses métodos se caracterizam.
Métodos de Abordagens
\u2022 Método Indutivo
O que é?
Metodologia Científi ca132
O Método indutivo é aquele pelo qual, através de 
observações particulares, chega-se à afirmação de um 
princípio geral. Baseia-se no princípio de que: se, em 
dadas condições, um determinado fenômeno, sempre 
que pesquisado, se repetiu, em futuras verificações o 
mesmo ocorrerá. É uma forma de raciocínio que, partin-
do de casos particulares suficientemente documentados 
e enumerados, obtém-se uma conclusão ou lei universal. 
É processo próprio da ciência experimental.
O método indutivo busca construir leis e teorias 
a partir de casos particulares, pelo uso de mecanismos 
lógicos de generalização. É um raciocínio que consiste 
em tirar conclusões gerais a partir de casos particu-
lares considerados como portadores de relações ge-
rais. O argumento vai do particular para o geral.
Exemplo:
133Tema 3 | Conhecimento, Ciência e Método
\u2022 Método Dedutivo
O que é?
É um processo de raciocínio que de princípios e 
proposições gerais ou universais chega-se a conclusões 
menos universais ou particulares. A forma ideal e perfeita 
da dedução é o silogismo (este é um raciocínio que cons-
ta simplesmente de duas premissas e de uma conclusão). 
É, portanto, o método cujo antecedente é constituído de 
princípios universais, plenamente inteligíveis, do qual se 
chega a um consequente menos universal.
Exemplo:
Todo homem é mortal. (premissa universal).
André é homem. (premissa particular, contida 
dentro da universal).
Logo, André é mortal. 
\u2022 Método Hipotético-Dedutivo
O que é?
O método hipotético-dedutivo possui uma podero-
sa ferramenta, pois as teorias são testadas através de hi-
póteses alternativas e falseáveis. Consiste na construção 
de conjecturas, que devem ser submetidas a testes, os 
mais diversos possíveis, à crítica intersubjetiva, ao contro-
le mútuo pela discussão crítica, à publicidade crítica e ao 
confronto com os fatos, para ver quais as hipóteses que 
permanecem a partir das tentativas de refutação e false-
amento. Podemos sintetizar na seguinte forma: um pes-
quisador apresenta uma ideia nova, com princípios claros, 
em linguagem científica, que pode ser testada e, desse 
modo, corroborada ou falseada por meio de experimen-
tações ou observações. Se uma teoria for continuamente 
corroborada, não significa que ela seja considerada como 
verdadeira. Ela é apenas uma teoria ainda não falseável. 
Metodologia Científi ca134
O método hipotético-dedutivo é considerado ló-
gico por excelência. Acha-se historicamente relacionado 
com a experimentação, sendo bastante utilizado no cam-
po das ciências naturais.
Exemplo: 
Estudando um fenômeno um pesquisador supõe (hi-
pótese) que a causa da mortalidade infantil numa favela seja 
a proliferação aí, de mosquitos e vala negra (sujas). Logo, 
solicita a melhora da higiene e o saneamento geral desse 
meio. Se a hipóteses do pesquisador é justa, a taxa de mor-
talidade infantil deve baixar; se ela não baixa é porque a sua 
hipótese é falsa, insuficiente ou dela não foi tirado todas 
as conseqüentes (JAPIASSÚ; MARCONDES, 1996, p. 127-128).
\u2022 Método Dialético
O que é?
O método dialético procura contestar uma reali-
dade posta, enfatizando as suas contradições. Para toda 
tese existe uma antítese que, quando contraposta, tende 
a formar uma síntese. O método dialético se fundamenta 
em três princípios:
a) a unidade dos opostos: os fenômenos apresentam 
no seu interior aspectos contraditórios, que são organicamen-
te unidos e vivem em luta. 
b) quantidade e qualidade: mostra que quanti-
dade e qualidade se inter-relacionam. São as mudanças 
quantitativas que geram as mudanças qualitativas. 
c) negação da negação: as mudanças se proces-
sam em espiral, com a repetição em estágios superio-
res de certos aspectos e traços de estágios inferiores. 
Sempre há algo que nasce e se desenvolve e algo que 
se desagrega e se transforma. É a tese-antítese-síntese. 
Exemplo:
O método dialético é o conflito dos contrários, 
como: \u201cA flor precisa murchar para se formar o fruto. O 
135Tema 3 | Conhecimento, Ciência e Método
fruto precisa apodrecer para se ter a semente. A semente 
precisa \u2018morrer\u2019 para que germine uma nova planta\u201d. 
\u2022 Método Fenomenológico
O que é?
O método fenomenológico é o estudo dos fenô-
menos em si mesmos, apreendendo sua essência, es-
trutura de sua significação. Pode-se dizer que é uma 
\u201cvolta às coisas mesmas\u201d, isto é, aos fenômenos, àquilo 
que aparece à consciência, que se dá como objeto in-
tencional. Trata de descrever, compreender e interpretar 
os fenômenos que se apresentam à percepção. É uma 
tentativa de dar uma explicação puramente \u201cneutra\u201d da 
consciência que a pessoa tem do mundo. É um método 
sem pressuposições.
Ele não é dedutivo, nem empírico e nem procu-
ra explicar os fenômenos a partir de leis, mas procura 
mostrar o que é dado e em explicar esse dado da forma 
como ele se dá à consciência. 
Segundo Gil (1999, p. 32), a intenção da feno-
menologia é de proporcionar uma descrição direta da 
experiência tal como ela é, sem nenhuma consideração 
de sua gênese psicológica e das explicações causais que 
os especialistas podem dar. 
Exemplos: 
Entender a percepção dos catadores de lixo em 
relação as suas condições de vida, compreensão de la-
zer para quem não trabalha, a condição dos portadores 
de HIV no hospital Santa Marta; a percepção dos inter-
nautas frente às novas tecnologias.
Uma das objeções a este método fica por conta 
da dúvida de que existe uma maneira de abordar o mun-
do totalmente, sem pressuposições.
Metodologia Científi ca136
3.4 Métodos de procedimentos
\u2022 Método Comparativo
Orienta a investigação observando dois ou mais 
fatos, fenômenos, indivíduos ou classes, procurando res-
saltar as diferenças e similaridades entre eles. Sua ampla 
utilização nas ciências sociais deve-se ao fato de possi-
bilitar o estudo comparativo de grandes grupos sociais, 
separados pelo espaço e pelo tempo. Assim, por exem-
plo, podemos verificar as características de semelhança e 
diferenças de subdesenvolvimento entre dois países. 
\u2022 Método Histórico
Direciona a investigação, a partir do estudo dos 
acontecimentos, processos e instituições das civilizações 
passadas, procurando explicar as origens da vida social 
contemporânea, já que as mesmas alcançaram sua for-
ma atual, através das alterações de suas partes compo-
nentes, ao longo do tempo, influenciadas pelo contexto 
cultural particular de
Danger
Danger fez um comentário
Ninguém desconhece o sacrifício de quase totalidade
0 aprovações
Edvan
Edvan fez um comentário
Indique se as afirmações são VERDADEIRAS com "V" ou FALSAS com "F":( ) O resumo analítico deve apresentar em sua estrutura um único parágrafo. ( ) Pode-se elaborar um resumo descritivo em uma ficha. ( ) No resumo deve ser apresentada a referência bibliográfica do texto que foi resumido. ( ) Através da Análise Textual elabora-se o resumo crítico.Marque o item com a sequência CORRETA: Opções de pergunta 1: V, F, F, V. V, V, V, V. V, V, V, F. V, V, F, F.... Veja mais
3 aprovações
Danilo
Danilo fez um comentário
Metodologia científica
2 aprovações
Lidiani
Lidiani fez um comentário
Que maravilhoso esse livro... gostaria de agradecer à alma caridosa que o postou aqui, foi de extrema importância para meu projeto de TCC. Muitíssimo obrigado.
7 aprovações
Carregar mais