2-Fatos Juridicos - 2013.2
11 pág.

2-Fatos Juridicos - 2013.2


DisciplinaBens e Negócios Jurídicos13 materiais177 seguidores
Pré-visualização3 páginas
interferem nesse plano são: a condição, o termo e o modo ou encargo; elementos acidentais do negócio jurídico.
ELEMENTOS ACIDENTAIS DO NEGÓCIO JURÍDICO.
dependem da vontade das partes, 
não são essenciais à formação dos mesmos, mas, em impostos, tornam-se essenciais. 
limitadores da eficácia,
I. CONDIÇÃO
art. 121 CC;
Clóvis Bevilácqua: determinação acessória que faz a eficácia da vontade declarada dependente de algum acontecimento futuro e incerto
Evento futuro e incerto a subordinar ou a resolver (findar) determinado efeito jurídico de um negócio jurídico
1.Regras: 
fato condicionador da eficácia deve ser futuro;
 direito condicionalmente adquirido é transmitido inter vivos e causa mortis
 antes de cumprida a obrigação, recebendo o credor a dívida condicional, deverá restituir \u2013 876 CC
 não é passível de cobrança a dívida condicional antes de realizada a condição.
2.Requisitos: 
\u2022	cláusula emane da vontade dos agentes: elemento volitivo.
\u2022	Acontecimento determinado 
\u2022	acontecimento futuro 
\u2022	Acontecimento incerto 
\u2022	Acontecimento possível 
Acontecimento lícito - art. 122 CC
lícitas
 condições ilícitas propriamente ditas 
 Condições imorais 
 condições impossíveis 
 as condições fisicamente impossíveis
 condições juridicamente impossíveis 
 condições puramente potestativas - a doutrina divide a condição potestativa em: pura, simples e mista.
 art. 123 CC - condições incompreensíveis ou contraditórias, perplexas.
3.CONDIÇÕES IMPRÓPRIAS:
a) acontecimentos do passado ou do presente.
b) condições necessárias 
c) condições impossíveis: ponto de vista fático e jurídico \u2013 condição imprópria
d) condições legais: advindas da lei e não da vontade das partes.
ESPÉCIES:
condição suspensiva: acontecimento futuro e incerto. Expectativa na ocorrência do evento. Durante o período de expectativa NÃO HÁ AQUISIÇÃO DO DIREITO.
condição resolutiva: os efeitos são imediatos, tendo início com o ato negocial, EXTINGUINDO-SE O DIREITO na hipótese do fato previsto vir a acontecer.
dúvidas quanto a ser condição suspensiva ou resolutiva? Controvérsia.
II. TERMO
CONCEITO: acontecimento futuro e certo que subordina o início ou o fim da eficácia jurídica de determinado ato negocial (Pablo Stolze Galiano)
Características: futuridade e certeza
negócios de execução diferida:
não havendo data para o cumprimento: puro, instantâneo, de exigibilidade imediata \u2013 134 CC
termo inicial a partir do qual as obrigações serão exigíveis
termo final para extinção dos efeitos de determinado negócio jurídico
o termo inicial suspende o exercício mas não a aquisição do direito \u2013 art. 131 CC \u2013 a exigibilidade do negócio jurídica é suspensa até a implementação do termo, já tendo as partes aquirido o direito
O TERMO NÃO SUBORDINA A AQUISIÇÃO DO DIRIETO E SIM O SEU EXERCÍCIO
TERMO CERTO: certeza da ocorrência do evento futuro e do período de tempo
TERMO INCERTO: indeterminado o momento de ocorrência
PRAZO: intervalo entre termo inicial e final
Dies a quo
Dies ad quem
TERMO CONVENCIONAL: fixado pela vontade das partes
TERMO LEGAL: por força de lei
TERMO DE GRAÇA: por decisão judicial para o cumprimento da obrigação
III. ENCARGO OU MODO
CONCEITO: é a determinação acessória acidental do negócio jurídico que impõe ao beneficiário um ônus a ser cumprido em prol de uma liberalidade ainda maior (Stolze)
autolimitação de vontade
típica dos negócios gratuitos
não cumprimento do encargo?
137 CC \u2013 encargo ilícito ou impossível: não escrito, inexistente; o ato é valido de forma pura sem o encargo.
\ufffd NADER, Paulo. Cursod e Direito Civil, Parte Geral. Rio de janeiro: Forense. 2011. Pg.426
\ufffdPAGE \ufffd
\ufffdPAGE \ufffd6\ufffd