Quadro comparativo CPC atual e PL 8046-10 - CD
588 pág.

Quadro comparativo CPC atual e PL 8046-10 - CD


DisciplinaDireito Processual Civil I39.607 materiais714.104 seguidores
Pré-visualização50 páginas
devolução dos autos no
prazo de duas horas, o procurador perderá, no
mesmo processo, o direito a que se refere o §
3º
Seção II
Da Advocacia Pública
Art. 105. Incumbe à Advocacia Pública, na
forma da lei, defender e promover os interesses
públicos da União, dos Estados, do Distrito
Federal e dos Municípios, por meio da
representação judicial, em todos os âmbitos
federativos, das pessoas jurídicas de direito
público que integram a Administração direta e
indireta.
§ 1º No caso dos Municípios desprovidos de
procuradorias jurídicas, a Advocacia Pública
poderá ser exercida por advogado com
procuração.
§ 2º O membro da Advocacia Pública será
civilmente responsável quando, no exercício de
suas funções, agir com dolo ou fraude.
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Comissão Especial destinada a proferir parecer ao Projeto de Lei nº 6025, de 2005, ao Projeto de Lei nº 8046, de 2010,
ambos do Senado Federal, e outros, que tratam do "Código de Processo Civil" (revogam a Lei nº 5.869, de 1973) -
PL602505
Quadro elaborado pela Seção de Edição de Textos da Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados.
Quadro comparativo entre o Código de Processo Civil em vigor e o PL 8046/10
Redação do Código de Processo Civil em
vigor (CPC/1973)
Projeto de Lei do
8046, de 2010
Alterações apresentadas pelo
relator-geral na Câmara dos
Deputados
Art. 188. Computar-se-á em
quádruplo o prazo para contestar e
em dobro para recorrer quando a
parte for a Fazenda Pública ou o
Ministério Público.
Art. 106. A União, os Estados, o Distrito
Federal, os Municípios e suas respectivas
autarquias e fundações de direito público
gozarão de prazo em dobro para todas as suas
manifestações processuais, cuja contagem terá
início a partir da vista pessoal dos autos.
CAPÍTULO V - DA SUCESSÃO DAS PARTES
E DOS PROCURADORES
Art. 41. Só é permitida, no curso do
processo, a substituição voluntária
das partes nos casos expressos em
lei.
Art. 107. Só é lícita, no curso do processo, a
sucessão voluntária das partes nos casos
expressos em lei.
Art. 42. A alienação da coisa ou do
direito litigioso, a título particular,
por ato entre vivos, não altera a
legitimidade das partes.
Art. 108. A alienação da coisa ou do direito
litigioso, a título particular, por ato entre vivos
não altera a legitimidade das partes.
§ 1º O adquirente ou o cessionário
não poderá ingressarem juízo,
substituindo o alienante, ou o
cedente, sem que o consinta a parte
contrária.
§ 1º O adquirente ou o cessionário não poderá
ingressar em juízo, sucedendo o alienante ou o
cedente, sem que o consinta a parte contrária.
§ 2º O adquirente ou o cessionário
poderá, no entanto, intervir no
processo, assistindo o alienante ou
o cedente.
§ 2º O adquirente ou o cessionário poderá, no
entanto, intervir no processo, assistindo o
alienante ou o cedente.
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Comissão Especial destinada a proferir parecer ao Projeto de Lei nº 6025, de 2005, ao Projeto de Lei nº 8046, de 2010,
ambos do Senado Federal, e outros, que tratam do "Código de Processo Civil" (revogam a Lei nº 5.869, de 1973) -
PL602505
Quadro elaborado pela Seção de Edição de Textos da Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados.
Quadro comparativo entre o Código de Processo Civil em vigor e o PL 8046/10
Redação do Código de Processo Civil em
vigor (CPC/1973)
Projeto de Lei do
8046, de 2010
Alterações apresentadas pelo
relator-geral na Câmara dos
Deputados
§ 3º A sentença, proferida entre as
partes originárias, estende os seus
efeitos ao adquirente ou ao
cessionário.
§ 3º A sentença proferida entre as partes
originárias estende os seus efeitos ao
adquirente ou ao cessionário.
Art. 43. Ocorrendo a morte de
qualquer das partes, darse-á a
substituição pelo seu espólio ou
pelos seus sucessores, observado o
disposto no art. 265.
Art. 109. Ocorrendo a morte de qualquer das
partes, dar-se-á a sucessão pelo seu espólio
ou pelos seus sucessores, observado o
disposto no art. 288.
Parágrafo único. Na ausência de sucessores
conhecidos, será nomeado curador especial.
Art. 44. A parte, que revogar o
mandato outorgado ao seu
advogado, no mesmo ato constituirá
outro que assuma o patrocínio da
causa.
Art. 110. A parte que revogar o mandato
outorgado ao seu advogado constituirá, no
mesmo ato, outro que assuma o patrocínio da
causa.
Parágrafo único. Não sendo constituído novo
procurador no prazo de quinze dias, observar-
se-á o art. 76.
Art. 45. O advogado poderá, a
qualquer tempo, renunciar ao
mandato, provando que cientificou o
mandante a fim de que este nomeie
substituto. Durante os 10 (dez) dias
seguintes, o advogado continuará a
Art. 111. O advogado poderá, a qualquer
tempo, renunciar ao mandato, provando, na
forma prevista neste Código, que comunicou a
renúncia ao mandante, a fim de que este
nomeie sucessor.
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Comissão Especial destinada a proferir parecer ao Projeto de Lei nº 6025, de 2005, ao Projeto de Lei nº 8046, de 2010,
ambos do Senado Federal, e outros, que tratam do "Código de Processo Civil" (revogam a Lei nº 5.869, de 1973) -
PL602505
Quadro elaborado pela Seção de Edição de Textos da Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados.
Quadro comparativo entre o Código de Processo Civil em vigor e o PL 8046/10
Redação do Código de Processo Civil em
vigor (CPC/1973)
Projeto de Lei do
8046, de 2010
Alterações apresentadas pelo
relator-geral na Câmara dos
Deputados
representar o mandante, desde que
necessário para lhe evitar prejuízo.
Vide artigo 45 acima. § 1º Durante os dez dias seguintes, o advogado
continuará a representar o mandante, desde
que necessário para lhe evitar prejuízo.
§ 2º Dispensa-se a comunicação referida no
caput deste artigo, quando a procuração tiver
sido outorgada a vários advogados e a parte,
apesar da renúncia, continuar representada por
outro.
TÍTULO V - DO LITISCONSÓRCIO
Art. 46. Duas ou mais pessoas
podem litigar, no mesmo processo,
em conjunto, ativa ou passivamente,
quando:
Art. 112. Duas ou mais pessoas podem litigar,
no mesmo processo, em conjunto, ativa ou
passivamente, quando:
I - entre elas houver comunhão de
direitos ou de obrigações
relativamente à lide;
I \u2013 entre elas houver comunhão de direitos ou
de obrigações relativamente à lide;
II - os direitos ou as obrigações
derivarem do mesmo fundamento
de fato ou de direito;
II \u2013 os direitos ou as obrigações derivarem do
mesmo fundamento de fato ou de direito;
III - entre as causas houver conexão
pelo objeto ou pela causa de pedir;
III \u2013 entre as causas houver conexão pelo
objeto ou pela causa de pedir;
IV - ocorrer afinidade de questões
por um ponto comum de fato ou de
IV \u2013 ocorrer afinidade de questões por um
ponto comum de fato ou de direito.
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Comissão Especial destinada a proferir parecer ao Projeto de Lei nº 6025, de 2005, ao Projeto de Lei nº 8046, de 2010,
ambos do Senado Federal, e outros, que tratam do "Código de Processo Civil" (revogam a Lei nº 5.869, de 1973) -
PL602505
Quadro elaborado pela Seção de Edição de Textos da Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados.
Quadro comparativo entre o Código de Processo Civil em vigor e o PL 8046/10
Redação do Código de Processo Civil em
vigor (CPC/1973)
Projeto de Lei do
8046, de 2010
Alterações apresentadas pelo
relator-geral na Câmara dos
Deputados
direito.
Parágrafo único. O juiz poderá
limitar o litisconsórcio facultativo
quanto ao número de litigantes,
quando este comprometer a rápida
solução do litígio ou dificultar a
defesa. O pedido de limitação
interrompe o prazo para resposta,
que recomeça da intimação da
decisão.
§ 1º O juiz poderá limitar o litisconsórcio
facultativo quanto ao número de litigantes, na
fase de conhecimento ou na de execução,
quando este comprometer a rápida solução do
litígio, dificultar a defesa ou