Custos - apostila 2013 2
74 pág.

Custos - apostila 2013 2


DisciplinaAnálise de Custos1.448 materiais12.972 seguidores
Pré-visualização13 páginas
concedidos, os tributos recuperáveis e acrescidos de todos os gastos 
necessários para colocar a matéria prima em condições de uso. 
 
Será apurado com a seguinte estrutura: 
 
Valor da compra 
(-) Descontos incondicionais 
(=) Base de Cálculo dos Tributos 
(-) Tributos Recuperáveis 
 ICMS 
 IPI 
 PIS (se lucro real) 
 COFINS (se lucro real) 
C 
Professor Cleber Batista de Sousa 20
Centro Universitário Newton Paiva 
Curso Administração de empresas 
Disciplina: Análise de Custos 
 (+) Outros gastos 
(=) Valor de aquisição da matéria prima 
 
Também de forma idêntica à apuração do custo da mercadoria, este valor de 
aquisição da matéria prima, será o valor que irá compor, num primeiro momento, o 
estoque da empresa, ou seja, o investimento que a empresa fez com a aquisição da 
matéria prima 
 
O custo será determinado pelo método de avaliação do estoque que poderá ser 
PEPS, UEPS ou preço médio. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
C 
Professor Cleber Batista de Sousa 21
Centro Universitário Newton Paiva 
Curso Administração de empresas 
Disciplina: Análise de Custos 
 
 
EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO 
 
1) Apurar o valor do estoque final, sabendo que sobre as compras há ICMS de 18%, 
a empresa é optante pelo lucro presumido e utiliza o preço médio para avaliar os 
estoques. 
Data Histórico 
05 Compra de 1.000 unidades a 22,00 cada 
10 Compra de 2.000 unidades a 20,00 cada 
20 Requisição de 2.200 unidades para a produção 
25 Compra de 1.200 unidades a 21,00 cada 
30 Requisição de 900 unidades para a produção 
 
2) A Indústria Em Foco Ltda., optante pelo lucro real e estabelecida em Belo 
Horizonte/MG, apresenta os eventos abaixo, e informa que adota o método PEPS 
para avaliação dos estoques e que a quantidade produzida no período foi de 180 
unidades. 
Pede Informar o estoque final de matéria-prima e o custo unitário de produção. 
 
A) Em 02 de março, compra, em São Luiz/MA, de 600 unidades de matéria prima, à 
prazo, no valor bruto de R$ 23.400,00, com desconto de 10% destacado na Nota 
Fiscal. Foi pago separadamente da Nota Fiscal o valor de R$ 280,00 referente 
seguro para transporte da matéria prima. 
 
B) Em 15 de março, compra, em Curitiba/PR, de 500 unidades de matéria prima, no 
valor liquido de 22.300,00, já deduzido um desconto de 15% destacado na Nota 
Fiscal. Foi pago o valor de 450,00 para carga e descarga do caminhão. 
 
C) Em 20 de março, compra, em Salvador/BA, de 420 unidades de matéria-prima. 
Foi pago ao fornecedor o valor de R$ 2.250,00, já deduzido um desconto de 10%, 
em função do pagamento à vista. O referido desconto não foi destacado na Nota 
Fiscal. O frete no valor de R$ 260,00 foi por conta do fornecedor. 
 
D) Em 15 de março, requisição de 150 unidades de matéria-prima para produção. 
C 
Professor Cleber Batista de Sousa 22
Centro Universitário Newton Paiva 
Curso Administração de empresas 
Disciplina: Análise de Custos 
 
 
 
3.3.1.2 APURAÇÃO DO CUSTOS COM MÃO DE OBRA 
 
A) Mão de obra direta 
 
A MOD é composta por todo o trabalho aplicado diretamente na execução do 
produto ou de seus componentes pelos operários diretos, Seja esse trabalho 
especializado ou não. 
 
Exemplo: O trabalho do tecelão para a fabricação do tecido, o trabalho das 
costureiras na confecção dos vestuários, do padeiro na produção do pão, etc. 
 
B) MÃO-DE-OBRA INDIRETA 
 
A MOI é composta pelas horas não aplicadas diretamente na produção pelos 
operários diretos mais o total de horas dos operários indiretos. 
 
Em outras palavras podemos dizer que a MOD é aquela relativa ao pessoal que 
trabalha diretamente sobre o produto em elaboração, sendo possível determinar 
qual o tempo despendido e quem executou o trabalho, sem necessidade de 
qualquer apropriação indireta ou rateio. Havendo qualquer tipo de alocação por meio 
de estimativas ou divisões proporcionais, passa a desaparecer a característica de 
\u201cdireta\u201d, transformando-se neste caso a mão-de-obra, em \u201cMão-de-Obra Indireta\u201d. 
Em muitos casos, mesmo havendo a possibilidade de medir a mão-de-obra, a 
empresa não o faz por razões econômicas (Custo x Benefício). Nesse caso temos a 
existência física da Mão-de-Obra Direta, mas a contabilidade de custos a tratará 
como indireta. 
 
COMPOSIÇÃO DO CUSTO DA MÃO DE OBRA, SEJA DIRETA OU INDIRETA 
 
\u2022 Valor contratual 
\u2022 Encargos sociais (descanso remunerado, férias, 13º salário, contribuição ao 
INSS, remuneração dos feriados, faltas abonadas, FGTS, etc.). 
C 
Professor Cleber Batista de Sousa 23
Centro Universitário Newton Paiva 
Curso Administração de empresas 
Disciplina: Análise de Custos 
 
 
 
EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO 
 
1) Apurar o custo com mão-de-obra da Indústria de sacolas Seletiva Ltda., 
considerando os dados abaixo e responder: 
A) Qual o custo com mão-de-obra direta na fabricação do produto? 
B) qual o custo com mão-de-obra indireta? 
C) quantas horas por semana gasta em cada departamento? 
D) quantas horas são necessárias, em média, para produzir cada unidade? 
E) qual o custo com mão-de-obra direta por unidade produzida. 
 
FUNÇÃO SALÁRIO 
HORA 
NÚMERO DE EMPREGADOS TRABALHANDO EM CADA 
DIA 
SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA 
Corte 2,00 3 2 1 2 4 
Costura 3,00 1 3 3 4 6 
Bordado 4,00 0 2 3 1 4 
 
Hora trabalhadas por dia, por empregado: 8 horas 
Encargos sociais: Calcular considerando o mínimo previsto na legislação 
Total da Folha na semana referente à fábrica ( inclusive com encargos): $ 6.500,00 
Quantidade produzida no período: 350 sacolas 
 
2) Com os dados abaixo, referentes janeiro/2012, determinar o custo da mão-de-
obra direta e indireta da Indústria Química Quiçá Ltda. 
 
DADOS VALOR 
Salário pago para cada um dos três operadores de máquinas R$ 4,00 por hora 
Horas contratadas por empregado 220 horas mensais 
Salário supervisor de produção R$ 2.800,00 por mês 
Salário funcionário de manutenção das máquinas R$ 1.000,00 por mês 
INSS parte da empresa 26,8% 
FGTS 8% 
C 
Professor Cleber Batista de Sousa 24
Centro Universitário Newton Paiva 
Curso Administração de empresas 
Disciplina: Análise de Custos 
 Vale Refeição (por empregado e somente de segunda a sexta) 
Obs.: A empresa desconta do empregado o valor máximo 
permitido por lei 
R$ 10,00 por dia 
Vale Transporte (por empregado e de segunda a sábado) 
Obs.: A empresa desconta do empregado o valor máximo 
permitido por lei 
R$ 4,60 por dia 
Horas aplicadas diretamente na produção, por empregado Segunda a sexta: 6 horas diárias 
Sábado: 3 horas 
Dias úteis no mês Segunda a sexta: 20 dias 
Sábados: 04 
 
 
3.3.1.3 CUSTOS INDIRETOS DE FABRICAÇÃO - CIF 
 
CIF é todo custo que não pode ser identificado facilmente com uma unidade de 
produto. Um custo é indireto quando não pode ser identificado diretamente aos seus 
portadores finais, isto é, aos objetivos que consomem os recursos ou às atividades 
que geraram esses custos. 
 
Em alguns casos, os custos são identificados, mas por serem de montante 
irrelevante eles não são considerados como custos diretos. Os custos indiretos em 
sua grande maioria são custos comuns a dois ou mais objetos de custeio. 
 
São formados, normalmente, pelos seguintes elementos: 
 
 
 
MATERIAIS INDIRETOS 
 
É o material empregado nas atividades auxiliares da produção, ou cuja pertinência 
ao produto inexiste ou é praticamente nula. 
 
Exemplo: os materiais utilizados pela manutenção da fábrica, material de 
expediente, material de segurança, ferramentas de consumo, etc. 
 
C 
Professor Cleber Batista de Sousa 25
Centro