Não Chame Ninguém de Mestre - Joyce Collin-Smith
261 pág.

Não Chame Ninguém de Mestre - Joyce Collin-Smith


DisciplinaLivros17.014 materiais92.468 seguidores
Pré-visualização50 páginas
absurdo, se não blasfemo, mas em vez de 
discutir com ele continuamos a utilizar o papel de cartas comum. Quando ele 
descobriu, ficou intrigado e cada vez mais exasperado. Finalmente, após um encontro 
um tanto agitado com os conselheiros, ele disse:
\u2014 Vocês estão todos despedidos. Vão! Vão!
Derrotados, cada um tomou seu próprio rumo. Ele anunciou que, dali em 
diante, Nina seria a líder do Movimento e da casa. Ela era bastante dedicada e tinha 
um bom insight.
\u2014 É como ser a ponta-de-lança de um exército \u2014 disse ela. \u2014 Estamos nos 
forjando num país difícil. Temos falta de suprimentos, equipamentos e pessoal 
administrativo, mas isso é muito menos importante do que as pessoas imaginam. No 
devido tempo, vamos estar totalmente equipados.
Essa perspectiva parecia boa, mas Nina não tinha cabeça para negócios, 
estava sempre tomando dinheiro emprestado e acumulando dívidas, lidava com 
ocultismo, freqüentava clarividentes e curandeiros, e lia a sorte com cartas. Via-se 
claramente que não conseguiria fazer nada de muito prático para realizar suas metas 
a longo prazo, e ele acabou percebendo isso.
Entre as pessoas que freqüentavam a casa, havia uns oito ou nove antigos 
membros da Sociedade para o Estudo do Homem Normal, e muitos outros que ainda 
mantinham um pé na Casa Colet e o outro na estrada Prince Albert. Os ensinamentos 
de Maharishi eram bastante atraentes para aqueles que já conheciam o sistema de 
Ouspensky \u2014 que o Homem é um ser que evolui e se cria por si mesmo, e que para 
pôr em prática todo o seu potencial precisa de um 'método direto' para abrir os centros 
superiores da mente. Tudo que envolvesse modos de meditar ou de orar parecia digno 
de exame, especialmente para aqueles que também tivessem mantido algum contato 
com Rodney Collin, sabendo que ele se dedicara bastante ao conceito da prece nos 
últimos tempos.
O próprio Francis Roles foi apresentado ao Maharishi, por meio de Beatrice 
Mayor. Aparentemente, ele sentiu que a MT dava mostras de ter saído da mesma 
fonte que o Quarto Caminho. Ele achou a MT, diferentemente do Subud, parecia 
perfeitamente segura. Assim sendo, apresentou seus seguidores a Maharishi num 
grande encontro na Casa Colet. Contudo, depois de terem sido mantidos sob rédeas 
curtas, abalaram-se profundamente com esse desvio da normalidade, dividindo-se em 
duas facções: os que gostaram da personalidade forte de Maharishi e os que queriam 
'manter o sistema puro', sem qualquer contato com flores, incensos e invocações em 
sânscrito. Devido ao furor causado, o dr. Roles fez reduzir rapidamente a ligação entre 
os dois grupos.
Durante um bom tempo, Maharishi tratou com frieza os seguidores de 
Ouspensky. Ele não estava interessado em seu 'sistema', que considerava uma salada 
de pedaços e fragmentos de antigos ensinamentos pouco valiosos. Ao mesmo tempo, 
aceitou dinheiro de Roles, usando-o para alugar o Albert Hall. Entretanto, o chamado 
Congresso Mundial foi um desastre. Pela primeira vez, ele encontrou reações hostis, e 
a imprensa que antes o ridicularizava passou à agressão, publicando artigos que iam 
de "De onde vem o dinheiro de Maharishi?" e "O iogue sorridente: charlatão?" a "Será 
a MT uma prática perigosa?" Além disso, a falta de instalações apropriadas para 
acompanhamento e 'avaliação' teve como efeito o fato de que o número 
potencialmente grande de novos iniciados logo se reduziu a zero.
Olhando para Nina com olhos grandes e tristes, ele disse:
\u2014 Os deuses estão irados comigo. Não estou indo rápido o suficiente. Devo 
voltar ao silêncio.
Quando estava discutindo esse período com Colin Wilson, alguns anos depois, 
comentei que Maharishi foi se entendendo com o mundo pouco a pouco, perdendo 
sua pureza de intenções no processo. A história não era exatamente como a de 
Fausto \u2014 Maharishi nunca fez pactos com o demônio. Contudo, buscou uma solução 
intermediária para a sua situação. Colin chamou a atenção para as palavras de Camus 
em The rebel (O rebelde): "A inocência, no momento que começa a agir, comete 
homicídios".
Wagner simbolizou isto na figura de Wotan. Ele é o representante arquetípico 
da inspiração pura. No entanto, não pode pôr em prática sua inspiração, a menos que 
tenha algum tipo de poder. Para obter esse poder, é forçado a trocar um de seus olhos 
pela "força da lei". Toda a tragédia de The ring (O anel) vem dessa barganha duvidosa.
Assim, Maharishi também teve de fazer sua barganha. Ele não caía de amores 
pelo dr. Roles, que estava apenas procurando um método para complementar o 
sistema de Ouspensky, e não uma prática que o superasse. Contudo, vira na Casa de 
Colet um grupo de pessoas com aparência profissional, bem organizadas, 
excessivamente disciplinadas e eficientes, com dinheiro e contatos úteis. Ele precisava 
de sua ajuda. Eles a dariam. Ele procurou o dr. Roles.
Vi quando ele submeteu a vontade do dr. Roles à sua própria, graças à sua 
habilidade verbal, em diversas ocasiões, e estou certa de que, apesar de inteligente, o 
dr. Roles não percebeu o que estava acontecendo. Ele se sentiu lisonjeado. Recebera 
o poder de iniciar outras pessoas. Sentia-se em pé de igualdade com o guru. Ele 
manteria o núcleo esotérico dos ensinamentos de Ouspensky e o núcleo esotérico da 
tradição de Maharishi, misturando-os de modo plausível e oferecendo a mistura 
através da Sociedade para o Estudo do Homem Normal: propiciaria crescimento da 
"linha do conhecimento", e este o crescimento da "linha do ser".
Quase que da noite para o dia, deu-se uma grande mudança no nº 2 da estrada 
Prince Albert, quando o dr. Roles passou a tomar conta da organização e a "pôr o 
Movimento em pé", como pediu o Maharishi. Ele olhou com espanto para o grupo 
bizarro de 'devotos' e para a equipe heterogênea de seguidores que acampavam e 
comiam na casa sem pagar nada.
\u2014 Há muitas pessoas aqui que não queremos mais ter por perto \u2014 disse 
rispidamente para os moradores.
A casa foi logo varrida de todos os que não se enquadrassem no conceito de 
modo correto de vida de Ouspensky. O escritório e os acordos comerciais foram 
organizados adequadamente. Os folhetos e panfletos em estilo oriental foram 
descartados sem muita piedade. Jornalistas profissionais que pertenciam à 
organização de Roles produziram literatura moderna e atualizada. Foi aberta uma 
conta bancária, contrataram-se contadores e advogados. Logo, o nome Movimento de 
Regeneração Espiritual da Grã-Bretanha foi apresentado à Comissão de Empresas de 
Caridade e aceito, dando finalmente à obra de Maharishi no país um status adequado 
e uma aura de respeitabilidade.
 11
Por motivos pessoais, estive ausente da estrada Prince Albert durante alguns 
meses. Quando voltei, havia um silêncio anormal na casa. Fui espiar a recepção. 
Estava cheia de novos iniciados, sentados numa fila de cadeiras, com as mãos postas 
sobre as pernas, esperando sua 'avaliação' em silêncio. Alguns rostos tímidos e 
nervosos se viraram para olhar para mim. No escritório ao lado, meus velhos 
conhecidos da Casa Colet eram agora encarregados do grupo. Ninguém sorria, 
ninguém ria. Obviamente, bancavam os mandões, embora se posicionassem 
curiosamente na defensiva.
Fui até a cozinha, lugar onde sempre houve barulho e conversa. Estava em 
silêncio. Umas dez ou doze pessoas sentadas à volta da longa mesa se agitaram com 
minha chegada, exibindo um ar de culpa. Eram os antigos moradores da casa. 
Desalojados dos
Jessica
Jessica fez um comentário
Todos deveriam ler!
0 aprovações
Carregar mais