circulatório
25 pág.

circulatório


DisciplinaAnatomia Veterinária I6.500 materiais85.842 seguidores
Pré-visualização1 página
SISTEMA CIRCULATÓRIO 
Angiologia \u2013 é a descrição dos órgãos da circulação sanguínea 
e linfática. 
 (angeios = vaso) daí os termos angina, angioma, 
angiografia, etc. 
Sist circulatório 
Sistema 
Cardiovascular 
Sistema linfático 
coração 
Vasos sanguíneos 
Órgãos hemocitopoéticos 
(hematopoiéticos) 
Órgãos linfóides 
Vasos linfáticos 
Tipos de circulação 
Circulação aberta 
Ex. em crustáceos, moluscos, 
insetos 
A hemolinfa difunde-se pelos 
tecidos e depois retorna aos 
vasos 
Circulação fechada 
Ex. em vertebrados 
O sangue flui por um sistema 
contínuo de vasos 
Evolução do coração 
O coração do peixe tem 1 átrio e 1 ventrículo, o dos anfíbios 2 átrios e 1 ventrículo 
e das aves e mamíferos 2 átrios e dois ventrículos. 
Funções do Sistema Circulatório/sangue: 
 
 . Condução de nutrientes e gases para os 
 tecidos 
 . Transporte de hormônios 
 . Drenagem de catabólitos 
 . Distribuição de células de defesa 
 . Termorregulação, etc. 
Coração Topografia e posição: 
. Localiza-se no mediastino. 
. De forma geral, entre o 2º e 6º espaço 
intercostal 
 
Pericárdio 
Saco fibroso que envolve a cavidade pericárdica 
O líquido da cavidade pericárdica (líquido 
pericárdico) é produzido pelo pericárdio. Tem 
por função diminuir o atrito da superfície do 
coração com outras estruturas vizinhas. 
Coração 
Camadas do coração: 
a) Endocárdio \u2013 reveste as 
cavidades. 
b) Miocárdio \u2013 camada média, 
muscular do coração. 
Constituído por tecido 
muscular estriado cardíaco 
 
c) Epicárdio \u2013 reveste o coração 
 Base 
Ápice 
A) Borda ventricular direita (cranio-ventral) 
B) Borda ventricular esquerda (caudo-dorsal) 
 
C) Sulco coronário (entre átrios e 
ventrículos) 
D) Sulco interventricular direito 
E) Sulco interventricular esquerdo 
ANATOMIA EXTERNA DO CORAÇÃO 
Face auricular ou 
esquerda 
Face atrial ou 
direita 
A 
B 
C 
D 
E 
Morfologia externa do coração 
Cônico nos grandes animais 
Ovóide nos carnívoros 
FACE AURICULAR OU ESQ. 
1. VE 
2. R. interventricular paraconal 
3. VD 
4. Cone arterial 
5. A. Tronco pulmonar 
6. Ligamento arterial 
7. A. Aorta 
8. A. subclávia esq 
9. Tronco braquiocefálico 
10. Aurícula do átrio direito 
11. Arurícula do átrio esquerdo 
12. Sulco coronário 
13. V. cava caudal 
VE VD 
AD AE 
Óstio 
atrioventricular 
direito 
Óstio 
atrioventricular 
esquerdo 
Óstio da artéria 
tronco pulmonar Óstio da aorta 
Sangue hipoxigenado Sangue oxigenado 
Os óstios cardíacos são guarnecidos por valvas. 
 
Valva atrioventricular 
direita ou tricúspide \u2013 
constituída por 3 válvulas 
ou cúspides 
Valva atrioventricular 
esquerda ou bicúspide ou 
mitral \u2013 constituída por 2 
válvulas ou cúspides 
 
Valva aórtica 
Valva do tronco 
pulmonar 
Possuem três 
válvulas 
semilunares 
cada 
FUNÇÃO DAS VALVAS ATRIOVENTRICULARES 
Impedem o refluxo de sangue dos ventrículos para os átrios durante a 
sístole ventricular 
Sangue chegando aos 
átrios 
Sístole atrial \u2013 sangue 
passa para os ventrículos 
Sístole ventricular \u2013 sangue 
ejetado as artérias da base 
Cordas Tendíneas \u2013 são 
cordas fibromusculares 
entre as valvas e os 
músculos papilares 
Musculos papilares \u2013 
saliências do miocárdio 
ventricular onde se prendem 
as cordas tendíneas 
FUNÇÃO DAS VALVAS DA AORTA 
E TRONCO PULMONAR 
Impedem o refluxo de sangue das 
artérias para os ventrículos 
durante a diástole ventricular. 
Pequena circulação (ou 
circulação pulmonar): 
VD => artéria tronco 
pulmonar => artérias 
pulmonares direita e 
esquerda => PULMÕES 
(hematose) => veias 
pulmonares => AE 
Grande circulação (ou 
circulação sistêmica): 
 
VE => artéria aorta => 
TECIDOS (exceto 
pulmonares) => veias cavas 
cranial e caudal, seio 
coronário => AD 
 Constituição: 
 capilares linfáticos (onde se forma a linfa) 
-Vasos linfáticos vasos linfáticos (transportam a linfa até os 
 linfonodos e destes para uma veia (sangue) 
 
 
 medula óssea vermelha 
 linfonodos 
 baço 
Órgãos linfáticos timo 
 bolsa cloacal 
 tonsilas 
 
Sistema linfático 
Linfa (do latim -água nascente/pura) \u2013 
 
 Líquido com características do plasma. Não há eritrócitos. É 
uma rota alternativa para que líquido e outros compostos retornem ao 
sangue 
 A linfa intestinal (quilo) é branca, devidos aos lipídios 
absorvidos pelos capilares linfáticos. 
 A linfa é formada nos capilares linfáticos pela 
drenagem do líquido tissular, moléculas nele contidas e células 
(principalmente linfócitos). 
 
Início do sistema vascular linfático: capilares linfáticos no leito da 
microcirculação. 
Todos os vasos linfáticos do corpo após receberem linfa dos tecidos 
a transporta para os linfonodos onde será filtrada, pois a linfa pode 
conter compostos indesejáveis, como células tumorais malignas, 
microorganismos, etc., pois os líquidos teciduais que irão formar a 
linfa penetram os capilares linfáticos sem seleção. 
Logo o trajeto da linfa é: 
Líquido tissular + células e outros compostos => capilares 
linfáticos (reúnem como linfa) => vasos linfáticos => 
linfonodo (filtração) => vasos linfáticos => veia (sangue) 
BAÇO 
Órgão linfóide que filtra o sangue (remove material estranho e 
hemácias velhas), armazena sangue e promove respostas imunológicas. 
Topografia \u2013 porção cranial esquerda do abdômen, voltado para a 
curvatura maior do estômago. 
BAÇO 
Morfologia 
Face parietal do baço das espécies domésticas 
cão 
Peq ru 
suíno eqüino 
bovino 
Timo 
Órgão linfóide responsável pela maturação de linfócitos T 
provenientes da medula óssea vermelha. É vital para o jovem. 
Em mamíferos, regride a partir da puberdade. Em aves não. 
Bolsa cloacal 
(ou bursa de Fabricius) \u2013 
responsáveis pela maturação de 
linfócitos B nas aves. 
 
Topografia: dorsal à cloaca, com a 
qual se comunica por um ducto.