materiais (Reparado)
7 pág.

materiais (Reparado)


DisciplinaMateriais de Construção Civil I945 materiais17.552 seguidores
Pré-visualização2 páginas
ser um dos mais antigos, não é muito comum, existindo principalmente na região do Distrito de Setúbal e Algarve em Portugal. A moldagem dos blocos é feita com uma forma de madeira rudimentar, normalmente construída pelo operário no local, e denominada adobeira. As espessuras das paredes neste tipo de construção são em média de 35cm. Como inconvenientes, tem a vulnerabilidade de ser facilmente atacado por roedores e ser frágil na estabilidade em face de movimentos sísmicos (terremotos), e a esforços laterais provocados pela fluência das cargas da cobertura. Para compensar estas fragilidades, eram, em muitos casos, reforçadas com a introdução de testemunhos ou gigantes (1). Por isso, não era indicado para a construção de grandes edifícios. O adobe só deverá ser rebocado e tratado com rebocos à base de cal hidratada, ou por intermédio de uma caiação (pintura com cal diluída) direta sobre ele, com a intenção de protegê-lo das ações atmosféricas, principalmente da água.Por ser facilmente degradado pela água, só podia ser executado sobre fundações de alvenaria de pedra comum, geralmente em xisto, com cerca de 60cm acima do solo, a partir da qual se dava início à construção da parede, evitando assim a umidade ascendente.
12) Porque o agregado compõe o maior volume da argamassa(em torno de 70%) e tem forma heterogênea, devemos estuda-los pois ele influenciará no custo, na resistência, no consumo de cimento. Ex: uma argamassa feita com areia fina, média ou grossa apresentará diferentes comportamentos de adensamento, plasticidade, trabalhadidade, etc., o mesmo ocorrerá em um concreto feito com pedra britada ou argila expandida.
13) A massa especifica é a relação entre massa e o volume do agregado sem vazios. É importante para sabermos a cálculo real produzido de concreto e argamassas.
14) A dimensão máxima característica de um agredido é designada pela abertura da peneira, em mm, a que corresponde uma porcentagem retira acumulada igual ou imediatamente inferior a 5%. Serve para sabermos se o agregado passará pelos espaçamentos da armadura (no caso do concreto).
15) Ladrilho hidráulico ou piso hidráulico (às vezes impropriamente chamado azulejo hidráulico), é um tipo de revestimento artesanal feito à base de cimento, usado em pisos e paredes, que teve seu apogeu entre o fim do século XIX e meados do século XX. Foi apresentado como alternativa ao mármore ou como uma "cerâmica" que não necessitava de cozimento. A partir dos anos 1960, o surgimento de outros materiais substituiu progressivamente os pisos hidráulicos por elementos menos elaborados e mais rentáveis. Os ladrilhos hidráulicos têm sua origem no final do último século no sul da Europa. Rapidamente se espalharam pelos países mediterrâneos e tornaram-se populares também na Inglaterra vitoriana e na Rússia por sua resistência e por suas qualidades decorativas. Até hoje continuam sendo produzidos um a um, e a maneira com que são feitos continua a mesma há mais de um século.
Processo de fabricação
Um molde de bronze é feito para cada desenho, separando cada cor, ainda sem o ladrilho.
Esse molde é ajustado a um molde exterior de ferro que segue a forma da borda do ladrilho.
Cada parte do molde de bronze é cheia com uma mistura líquida a base de pó de mármore branco e cimento branco, e cada parte colorida separada com tintura.
O molde de bronze depois é retirado e o cimento colorido é coberto com o almofariz úmido.
O ladrilho é comprimido então a uma prensa hidráulica.
Depois que o ladrilho é liberado do molde, é verificado com cuidado.
O ladrilho é então submergido na água por 24 horas.
Finalmente, os ladrilhos são armazenados por 4 semanas em uma atmosfera úmida para terminar a cristalização do cimento, após o que estarão prontos para serem utilizados.
16) Miúdo- passa na peneira 4,8mm e fica retido na 0,75mm. Ex:areia fina,média e grossa.
Graúdo: passa na peneira 152mm e fica retido na 4,8mm. Ex:brita 1 e 2.
17) Madeira maciça é aquela que veio direto do tronco da árvore, cortada para formar o móvel ou objeto em si. É o oposto de madeira aglomerada, que é feita com serragem unida com cola e revestida com uma película de madeira ou plástico, que é mais leve porém menos durável que a madeira maciça, e bem mais barata, o que a torna perfeita para móveis mais baratos.
Madeiras industrializadas subdividem-se em:
Madeira laminada e colada \u2013 formada por associação de pranchas de madeira selecionada, com espessura variando entre 1,5 cm a 3,0 cm, coladas com adesivo. Sua principal vantagem são suas dimensões ilimitadas, a não ser por problemas de manuseio. As peças coladas podem ser retas ou curvas. O tipo de cola a ser utilizada vai depender do uso, podendo ser cola sintética. Sua principal desvantagem é o preço mais elevado que a da madeira serrada.
Madeira compensada\u2013 é formada pela colagem de um número ímpar de lâminas, com espessura entre 1 a 5 mm, alternando-se as direções das fibras ortogonalmente. Este processo confere ao produto final uma certa isotropia, o que é uma vantagem em relação à madeira maciça. No Brasil, seu uso é difundido na indústria de móveis e divisórias, dentre outras. Como elemento estrutural é utilizada na composição de vigas, abóbadas e paredes enriquecedoras.
18)
Leves: menores que 1000kg/m3 . Ex:isopor, argila,expandida.
Normais:entre 1000 e 2000kg/m3. Ex: Basalto, granito.
Pesados: maiores que 2000kg/m3 . Ex:minério de ferro.
19)
1o seca-se a amostra de agregado em estufa (105-110)o C, esfria-se em temperatura ambiente e determina-se a massa de duas amostras;
2o Encaixam-se as peneiras de modo a formarem um conjunto em ordem crescente da base para o topo;
3o Coloca-se a amostra sob a peneira superior sem formar camadas espessas em quaisquer das peneiras;
4o Agita-se o conjunto de madeira mecânica ou manual, por um tempo razoável.
5o Determina-se a massa total de material retido em cada uma peneiras e no fundo do conjunto, sendo que somatório destas não deverá diferir em mais de 0,3% da massa inicial da amostra;
20) 
Materiais carbonosos: carvão, madeira, vegetais, etc.
Materiais friáveis: torrões de argilas, etc.
Materiais orgânicos: folhas restos animais, etc.
21) Massa unitária, massa especifica, umidade, inchamento da areia, granulometria, finura, superfície especifica.