A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
aulas 9 e 10 história antiga oriental

Pré-visualização | Página 1 de 2

Fechar
	
	
		  HISTÓRIA ANTIGA ORIENTAL
		
	 
	Lupa
	 
	
	
	 
	Exercício: CEL0485_EX_A9_201512208591 
	Matrícula: 201512208591
	Aluno(a): EDJAILSON JOEL DE ANDRADE
	Data: 10/05/2016 15:53:41 (Finalizada)
	
	 1a Questão (Ref.: 201512988347)
	 Fórum de Dúvidas (1 de 1)       Saiba  (0)
	
	A autoria da Inscrição de Behistum é atribuída a Dario. Seu conteúdo é comumente considerado um texto propagandístico cujo objetivo é apresentar Gaumata-Bardiya como um impostor/usurpador. Além desta caraterização, podemos igualmente encontrar nesta inscrição a indicação:
		
	 
	do direito hereditário legítimo de Dario ao trono Aquemênida
	
	de que Dario era filho de Ciro, por isso, pertencia a família Aquemênida
	 
	do direito de Cambises suceder o pai Ciro, morto ao voltar do Egito
	
	de Ahura Mazda como divindade que influenciou a religião hebraica
	
	da verdadeira história sobre a sucessão ao trono de Cambises
	
	 Gabarito Comentado
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201513028439)
	 Fórum de Dúvidas (1)       Saiba  (0)
	
	Apesar de sabermos que a última dinastia do Império Medo-persa foi a Sassânida, conquistada apenas no século VII da era cristã, o ápice da expansão política da deste império se deu durante:
		
	 
	a dinastia Aquemênida
	
	a dinastia sassânida
	
	o reinado de Bardya
	
	as Guerras Médicas
	
	o conflito do Peloponeso
	
	
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201512926323)
	 Fórum de Dúvidas (1)       Saiba  (0)
	
	"O olhar com que Heródoto analisa as atitudes de Cambises no Egito é bastante tendencioso, e o enfoque recai sobre os atos de desrespeito de Cambises para com as tradições egípcias. Contudo, as evidências permitem questionar a visão do historiador grego, e nisto entram as informações presentes no testamento de Udjahor, que foi um importante funcionário da corte persa, tendo vivido também nos reinados de Amósis (570 a.C. - 256 a.C.) e Psamético III (526 a.C. - 525 a.C.)."
(JOÃO, Maria Thereza David. Heródoto e o Testamento de Udjahor-Resenet. In: Revista Cantareira - Revista Eletrônica de História Volume 2, Número 3, Ano 3, dez. 2005)
 
A visão negativa que Heródoto adotou em relação a Cambises pode ser explicada:
		
	
	Pelo fato de ser um relato verdadeiro, pois Cambises sempre foi visto como um tirano
	
	Pela rivalidade história entre os egípcios e os medo-persas
 
	
	Pelo fato de Heródoto sempre denigrir a imagem dos personagens que históricos não grego
 
	 
	Pela influência de uma visão pró-helênica fruto do momento histórico em que vivia
	
	Por Heródoto ser grego e seu país um rival do Egito nas Guerras Médicas
	
	
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201512903624)
	 Fórum de Dúvidas (1)       Saiba  (0)
	
	Grande parte da história da Pérsia antiga é contada por um escritor que pertencia a qual nacionalidade:
		
	
	chinesa
	
	indiana
	
	media
	
	persa
	 
	grega
	
	 Gabarito Comentado
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201512461921)
	 Fórum de Dúvidas (1)       Saiba  (0)
	
	A principal fonte de informação sobre o império Medo-persa é grega, especialmente, Heródoto. Entretanto, devemos desconfiar de algumas descrições deste historiadro, pois seu olhar poderia estar influenciado pela rivalidade que existia entre persas e gregos. Sobre esta rivalidade ente persas e gregos por volta do século V a.C., qual seria o motivo principal para sua existência?
		
	 
	devido as Guerras Médicas
	
	devido as Guerras do Peloponeso
	
	devido as Guerras Púnicas
	
	devido as Guerras ocidentais
	
	devido as Guerras Bárbaras
	
	 Gabarito Comentado
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201512926320)
	 Fórum de Dúvidas (1)       Saiba  (0)
	
	Alguns povos da Antiguidade não possuem uma história com riqueza de detalhes, isto devido ao fato de não ter sobrevivido grande quantidade de fontes que permitam o trabalho dos historiadores. Dentre estes povos podemos destacar os medos e os persas. Entretanto, é possível conhecer algumas características comuns destes povos iranianos na Antiguidade, que são:
		
	
	religião zoroastrista e alfabeto grego
	
	semelhança cultural e língua latina
	
	afinidade cultural, língua grega e religião zoroastrista
	 
	afinidade étnica, cultural e língua indo-europeia
	
	afinidade étnica, cultural e língua latina
	
	
	
	
	 Fechar
	
	
		
	
	 Fechar
	
	
		  HISTÓRIA ANTIGA ORIENTAL
		
	 
	Lupa
	 
	
	
	 
	Exercício: CEL0485_EX_A10_201512208591 
	Matrícula: 201512208591
	Aluno(a): EDJAILSON JOEL DE ANDRADE
	Data: 10/05/2016 16:09:51 (Finalizada)
	
	 1a Questão (Ref.: 201513014747)
	 Fórum de Dúvidas (2)       Saiba  (0)
	
	Quando se demarca historicamente o processo que interrompeu a expansão imperialista dos persas na Antiguidade, tem que ser mencionado o papel que os gregos desempenharam, isto porque:
		
	 
	os gregos saíram vencedores das Guerras Médicas
	
	os gregos lutavam juntando técnica e filosofia
	
	os gregos tinham o maior exército do contexto
	
	os gregos são referência para qualquer assunto na Antiguidade
	
	os gregos eram especialistas em anular impérios
	
	
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201513011476)
	 Fórum de Dúvidas (2)       Saiba  (0)
	
	Alguns líderes babilônios aproveitaram o momento de instabilidade política que se deu entre a morte de Cambises e a ascensão de Dario, para impetrar uma rebelião. Se analisarmos bem este quadro, entenderemos porque tal rebelião eclodiu na Babilônia, pois:
		
	
	esta cidade tinha um histórico de rebeliões incontroláveis
	
	esta cidade reunia os principais tesouros da Antiguidade
	
	esta cidade era considerada a capital do mundo ocidental
	
	esta cidade foi o palco da rebelião de Ciro contra os medos
	 
	esta cidade foi a capital do império deposto pelos persas
	
	
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201513011477)
	 Fórum de Dúvidas (1 de 2)       Saiba  (0)
	
	A religião zoroastrista ocupou grande espaço entre os ideais dos monarcas medo-persas. Segundo afirmava esta religião, o universo:
		
	
	era o palco da disputa entre os deuses e os anjos pelo controle humano
	
	deveria se converter ao mal, para que a força do bem se equilibrasse
	
	era o espaço da liderança dos reis, por isso, exaltavam um deus específico
	
	deveria ser ocupado pela conduta natural dos deuses e não dos humanos
	 
	era o palco da habitação de dois deuses antagônicos, o do bem e o do mal
	
	
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201513011472)
	 Fórum de Dúvidas (2)       Saiba  (0)
	
	É comum aos governantes procurarem demonstrar sua autoridade de forma enfática ao iniciarem seus governos. Este fato pode ser verificado entre os persas, pois, logo assim que Dario I assumiu o trono Aquemênida:
		
	
	mandou enforcar os partidários de Ciro no Oriente
	 
	apagou dos documentos a referência a Cambises
	
	mandou construir um templo dedicado a Ahura-Mazda
	
	propagou sua imagem como a de um deus zoroastrista
	 
	combateu a rebelião babilônica de Nabucodonosor III
	
	
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201513011468)
	 Fórum de Dúvidas (2)       Saiba  (0)
	
	Sobre a rebelião de Nadintu-Bel (Nabucodonosor III) na Babilônia analise as afirmativas abaixo e marque a opção verdadeira:
I - Nadintu-Bel rebelou-se no ano de 522, início do reinado de Dario I sobre os persas
II - Nadintu-Bel procurava livrar a Babilônia do domínio do Império Medo-persa
III - Nadintu-Bel foi morto e esquartejado, segundo a descrição de Heródoto
		
	
	apenas a afirmativa II está correta