Aula 5   Planejamento de Embalagem

Aula 5 Planejamento de Embalagem


DisciplinaAcondicionamento e Embalagens20 materiais126 seguidores
Pré-visualização1 página
Planejamento de Embalagem
Embalagens e Unitização
Prof. Alcir das Neves Gomes
Fatec \u2013 Zona Sul
1
Planejamento da embalagem
O planejamento da embalagem é uma necessidade básica para qualquer desenvolvimento devido à complexidade dos problemas de embalagem.
Fatores que influenciam:
Variedade de materiais
Forma física
Os vários tipos e graus de funções
Contínuos desenvolvimentos de técnicas de fabricação
Planejamento da embalagem
Conhecimentos envolvidos:
Técnicos
Químicos
Pesquisa de mercado
Comportamento do consumidor
Fatores de marketing
Psicologia
Sociologia
Estudo de cores
Outros
Critérios para o planejamento da embalagem
Função
Proteção
Aparência 
Custo
Disponibilidade
Desenvolvimento da embalagem
\u201cÉ um projeto que tem como objetivo processar uma mudança ou a emissão de uma nova especificação de embalagem. Em outras palavras, implantação de uma mudança de embalagem que melhorará o desempenho em relação a: função, proteção, aparência, custo e disponibilidade\u201d (Moura e Banzato, 2010, p.54)
Projeto ou Reprojeto
Enfoque sistêmico envolvendo os aspectos:
Conhecer cientificamente o produto
Definir o ambiente de distribuição
Escolher os materiais da embalagem primária e do contenedor
Projetar e fabricar protótipos de embalagem
Testar os protótipos das embalagens
Emitir especificações e critérios de qualidade.
Desenvolvimento de uma embalagem
Levantamento de dados
Estabelecer, formalmente as linhas de comunicação entre a função embalagem e as outras nas empresas.
Desenvolver check-lists compreensivos, que permitam que a estrutura das organizações obtenha informações.
Engenharia simultânea: iniciar o processo de coleta de informações para o desenvolvimento paralelamente ao desenvolvimento do produto.
Conhecimento do produto
Características mais importantes: forma, volume e peso.
Dimensões do produto:
Dimensões principais incluindo tolerâncias
Posições de transporte
Possibilidades de desmontagem
Possibilidade de interpenetração
Dimensões moduladas ou padronizadas dos produtos
Conhecimento do produto
Peso e posição de centro de gravidade
Resistência mecânica dos pontos de apoio e fixação
Resistência do produto à compressão
Resistência ao impacto
Fragilidade
Resistência à vibração
Sensibilidade à temperatura
Sensibilidade à umidade
Conhecimento do produto
Periculosidade: classificação pelo IMCO \u2013 (Inter-governamental Mariteme Consultative Organization)
Explosivos
Gases comprimidos ou liquefeitos
Líquidos inflamáveis
Sólidos inflamáveis, substâncias sujeitas a combustão espontânea ou que emitem gases inflamáveis 
Agentes oxidantes
Substâncias venenosas, tóxicas ou infecciosas
Substâncias radioativas
Substâncias corrosivas
Outras substâncias perigosas
Conhecimento do material de embalagem
Alumínio
Madeira
Papel
Papelão
Metal
Vidro
Fibras texteis
Pláticos
Conhecimentos das condições logísticas
Movimentação de materiais:
Garfos de palleteiras, empilhadeiras ou garfos de içamento
Barras lingadas ou trapézios
Lingas
Conhecimentos das condições logísticas
Movimentação de materiais:
Movimentação por içamento superior
Movimentação por rolamento
Levantamento por garras e dispositivos especiais de fixação.
Conhecimentos das condições logísticas
Armazenagem
Transporte
Condições dinâmicas:
Choques
Vibrações
Condições ambientais:
Temperatura
Umidade relativa
Pressão atmosférica
Conhecimento das condições formais
Restrições e orientações legais
Contratuais
Seguro
Aduana
Regulamentos diversos
Exmplo - Incoterms
Desenvolvimento da embalagem
Estrutura de procedimentos onde a embalagem é criada
Desenvolvimento ao acaso
Desenvolvimento sistemático e disciplinado
Próximos passos
Construção do protótipo
Teste da embalagem
Revisar ou aperfeiçoar a embalagem
Especificações