Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
simulado procurador municipal campinas

Pré-visualização | Página 1 de 11

gabarito simulado Procurador.xlsx
Plan1
		GABARITO SIMULADO DO PROCURADOR 
		1		C		21		A		41		A		61		E		81		A
		2		A		22		B		42		B		62		A		82		A
		3		C		23		E		43		E		63		B		83		C
		4		C		24		B		44		A		64		C		84		A
		5		C		25		C		45		E		65		E		85		E
		6		D		26		E		46		D		66		A		86		A
		7		A		27		C		47		B		67		D		87		A
		8		A		28		B		48		D		68		D		88		A
		9		C		29		A		49		C		69		E		89		E
		10		D		30		D		50		A		70		B		90		A
		11		E		31		E		51		C		71		B
		12		C		32		C		52		E		72		D
		13		E		33		A		53		A		73		C
		14		A		34		D		54		D		74		B
		15		C		35		C		55		B		75		C
		16		B		36		E		56		A		76		D
		17		D		37		A		57		C		77		D
		18		E		38		A		58		C		78		D
		19		D		39		E		59		A		79		A
		20		A		40		A		60		C		80		D
Simulado Procurador do Município 2016-01.pdf
SIMULADO – CURSO PROCURADOR DO MUNICÍPIO DE CAMPINAS –PROORDEM (FCC) 
 
DIREITO PENAL 
 
1) De acordo com o Código Penal, para que se considere o agente inimputável por ser inteiramente incapaz 
de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar –se de acordo com esse entendimento, em razão 
da embriaguez, é necessário que esta seja 
a) completa e voluntária 
b) incompleta e proveniente de caso fortuito ou força maior 
c) completa e proveniente de caso fortuito ou força mairo 
d) voluntária ou culposa 
e) incompleta e culposa 
 
2) Acerca da culpabilidade e da ilicitude, assinale a alternativa correta: 
a) Segundo a teoria finalista, a imputabilidade, a consciência acerca da ilicitude do fato e da exigibilidade de 
conduta diversa são elementos normativos da culpabilidade. 
b) Considera-se em estado de necessidade quem pratica o fato para repelir injusta agressão atual ou iminente. 
c) Não há excludente de ilicitude prevista na parte geral do Código penal 
d) A legítima defesa é causa de excludente de culpabilidade. 
 
3) Em matéria penal, a lei posterior ( lex mitior), que de qualquer modo favorecer o agente, aplica-se aos 
fatos anteriores 
a) Desde que o representante do Ministério Público não tenha apresentado a denúncia. 
b) Desde que a Autoridade Policial ainda não tenha instaurado o inquérito policial 
c) Ainda que decididos por sentença condenatória transitada em julgado 
d) Desde que ainda não tenha sido recebida a denúncia apresentada pelo Ministério Público 
e) Desde que a sentença condenatória ainda não tenha transitado e julgado. 
 
4) Assinale a alternativa correta quanto ao crime de tráfico de influência: 
a) Somente pratica o crime quem obtém, para si, vantagem a pretexto de influir em ato praticado por funcionário 
público no exercício da função. 
b) Somente pratica o crime quem solicita, para outrem, promessa de vantagem a pretexto de influir em ato 
praticado por funcionário público no exercício da função. 
c) Somente pratica o crime quem solicita, exige, cobra ou obtém, para si ou para outrem, vantagem ou promessa 
de vantagem a pretexto de influir em ato praticado por funcionário público no exercício da função. 
d) Somente pratica o crime quem exige ou cobra, para si ou para outrem, vantagem a pretexto de influir em ato 
praticado por funcionário público no exercício da função. 
e) Somente pratica o crime quem solicita, para si ou para outrem, e obtém vantagem ou promessa de vantagem a 
pretexto de influir em ato praticado por funcionário público no exercício da função. 
 
5) O funcionário público que dá a verbas públicas aplicação diversa da estabelecida em lei, desviando-as 
para utilizá-las em benefício da Administração Pública, pratica o crime de: 
a) peculato. 
b) corrupção passiva. 
c) emprego irregular de verbas ou rendas públicas. 
d) concussão. 
e) peculato mediante erro de outrem. 
 
6) O funcionário Público que deixa de praticar ou retardar ato de ofíco, com infração de dever funcional, 
cedendo a pedido de outrem, pratica crime de: 
a) prevaricação 
b) condescendência criminosa 
c) excesso de exação 
d) corrupção passiva 
e) corrupção ativa 
 
7) Em relação aos procedimentos previstos atualmente no Código de Processo Penal, assinale a alternativa 
correta: 
 
a) No rito sumário, oferecida a denúncia, se o juiz não a rejeitar liminarmente, recebê-la-á e ordenará a citação do 
acusado para responder à acusação, por escrito, no prazo de 10 dias. 
b) No rito ordinário, oferecida a denúncia, se o juiz não a rejeitar liminarmente, recebê-la-á e ordenará a citação do 
acusado para responder à acusação, por escrito, no prazo de 15 dias. 
c) No procedimento ordinário, oferecida a denúncia, se o juiz não a rejeitar liminarmente, recebe-la-á e designará 
dia e hora para a realização do interrogatório, ocasião que o defensor deverá comparecer com o acusado. 
d) No procedimento sumário, oferecida a denúncia, se o juiz não a rejeitar liminarmente, recebe-la-á e designará 
dia e hora para a realização do interrogatório, ocasião em que o acusado deverá estar assistido por defensor. 
 
Usuario
Realce
8) Acerca dos julgamentos de recursos, assinale a alternativa correta: 
a) No julgamento da apelações, poderá o Tribunal, Câmara ou Turma proceder a novo interrogatório do 
acusado, reinquirir testemunhas ou determinar outras diligências 
b) A apelação suspende a execução da medida de segurança aplicada provisoriamente. 
c) Não haverá revisão dos processos findos, quando a sentença condenatória for contrária ao texto expresso 
da lei penal ou à evidência dos autos. 
d) Os recursos extraordinários e especial têm efeito suspensivo. 
 
DIREITO FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO 
9) O Município de Deixa Pra Lá, não conseguindo, hipoteticamente, exercer sua competência constitucional 
tributária para instituir o ITBI no seu território, celebrou acordo com o Estado federado em que se 
localiza, para que esse Estado passasse a exercer, em seu lugar, a competência constitucional para 
instituir o referido imposto em seu território municipal e, ainda, para que exercesse as funções de 
fiscalizar e arrecadar esse tributo, recebendo, em contrapartida, um pagamento fixo anual, a título de 
“retribuição compensatória”. Relativamente a essa situação, o Município de Deixa Pra Lá: 
a) não pode delegar sua competência tributária, nem suas funções de arrecadar e de fiscalizar tributos de sua 
competência tributária a qualquer outra pessoa jurídica de direito público, mas pode delegar as funções de 
arrecadação às instituições bancárias públicas e privadas. 
b) pode delegar sua competência tributária e suas funções de arrecadar e fiscalizar tributos a outra pessoa jurídica 
de direito público. 
c) não pode delegar sua competência tributária a qualquer outra pessoa jurídica de direito público, embora possa 
delegar as funções de arrecadar e de fiscalizar tributos de sua competência tributária. 
d) não pode delegar sua competência tributária, nem suas funções de fiscalizar tributos a qualquer outra pessoa 
jurídica de direito público, embora possa delegar suas funções de arrecadar tributos de sua competência 
tributária. 
e) não pode delegar sua competência tributária, nem suas funções de arrecadar e de fiscalizar tributos de sua 
competência tributária a qualquer outra pessoa jurídica de direito público. 
 
10) São impostos de competência da União e do Distrito Federal, respectivamente, os impostos: 
a) de importação e sobre a propriedade territorial rural. 
b) sobre circulação de mercadorias e sobre a propriedade de veículos automotores. 
c) de exportação e sobre operações de seguro. 
d) sobre a renda e proventos de qualquer natureza e sobre serviços de qualquer natureza. 
e) sobre operações de crédito e câmbio e sobre grandes fortunas. 
 
11) Por ato do Poder Executivo, poderá ser reduzida e restabelecida a alíquota: 
a) da contribuição de melhoria, sem observar o princípio da anterioridade nonagesimal
Página123456789...11