A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
21 pág.
Aula 10 Slide

Pré-visualização | Página 1 de 1

História da Educação no Brasil
Karen Fernanda Bortoloti
Aula 10
Nesta aula
Educação Brasileira pós-ditadura;
A educação na Constituição 1988;
A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – 1996.
2
Educação Brasileira pós-ditadura
Êxodo de profissionais;
Prejuízo a vida cultural e o ensino;
Criação do vestibular classificatório;
3
Educação Brasileira pós-ditadura
Tendência tecnicista em educação: ampliação na escola do modelo empresarial;
Projetado sobretudo na escola pública; 
Excessiva burocratização do ensino – controle das atividades.
4
A educação na Constituição 1988
A questão da escola pública acirrou discussões no decorrer dos trabalhos da constituinte; 
Plano Nacional de Educação visando o desenvolvimento e a integração do ensino em seus diversos níveis;
5
A educação na Constituição 1988
Ensino fundamental obrigatório e gratuito;
Atendimento em creches e pré-escolas às crianças de zero a seis anos;
Valorização dos profissionais de ensino;
Autonomia universitária;
6
A educação na Constituição 1988
Distribuição dos recursos públicos assegurando prioridade no atendimento das necessidades do ensino obrigatório nos termos do plano nacional de educação; 
Aplicação de recursos pelos estados (25%) e pela União (18%) para a manutenção e desenvolvimento do ensino; 
7
A educação na Constituição 1988
A partir das linhas mestras dessa Lei Magna, foi estabelecida a nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN).
8
9
Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n 9394).
Primeiro Projeto (Jorge Hage) – Amplo debate na Câmara e com a Sociedade Civil;
Com o apoio do governo e do ministro da Educação, o senador Darcy Ribeiro propôs outro projeto, discutido paralelamente e que foi aprovado em 1996; 
10
Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n 9394).
Consideravam o substitutivo Jorge Hage muito detalhado e corporativista (interessado em defender determinados setores);
Projeto aprovado foi acusado de não garantir a esperada democratização da educação e de Neoliberal; 
11
Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n 9394).
Educação profissional muito técnica e pouco humanista;
A educação infantil sem obrigatoriedade permanece fora de fiscalização; 
Formação de professores mereceu um avanço ao se exigir o ensino superior; 
12
Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n 9394).
Programas de educação continuada e procedimentos para a valorização dos profissionais da educação; 
Flexibilidade da lei – pode ser confundida com o abuso do direito de interpretar;
13
Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n 9394).
Foi a lei possível de ser aprovada, especialmente se considerarmos o aspecto conservador que ainda persiste nos quadros de nosso Legislativo;
14
Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n 9394).
“Com ela nos empenharemos em construir uma nova relação hegemônica que viabilize as transformações indispensáveis para adaptar a educação às necessidades e aspirações da população brasileira.” 
 (SAVIANI, 2006, p.238)
15
Referências 
	ARANHA, M. L. de A. História da educação e da pedagogia. Geral e do Brasil. 3ª ed. São Paulo: Moderna, 2006.
	CAMBI, F. História da Pedagogia. São Paulo: Editora Unesp, 1999.
	HILSDORF, Maria Lucia Spedo. História da educação brasileira: leituras. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2005. 
	
	
	
16
Referências 
	
	PRIORE, M. Del. (org.) História das Crianças no Brasil. São Paulo: Contexto, 2009.
	 
	SAVIANI, D. A nova lei da educação. LDB Trajetórias, limites e perspectivas. 10ª Ed. Campinas: Autores Associados, 2006. 
17
Referências 
	
VEIGA, C. G. História da Educação. 
São Paulo: Ática, 2007.
18
História da Educação no Brasil 
Karen Fernanda Bortoloti
Atividade 10 
Leia o trecho de Anísio Teixeira: 
“As democracias, sendo regimes de igualdade social e povos unificados, isto é, com igualdade de direitos individuais e sistema de governo de sufrágio universal, nacional e o trabalhador ainda não qualificado, e, além disso, estabelecer a base igualitária de oportunidades, de onde irão partir todos, sem limitações hereditárias ou quaisquer outras, para múltiplos e diversos tipos de educação semiespecializada e especializada, ulteriores à educação primária”, não podem prescindir de uma sólida educação comum, a ser dada na escola primária, de currículo completo e dia letivo integral, destinada a a preparar o cidadão.
20
21
Responda à questão a seguir:
Quais intenções do autor até hoje não foram cumpridas?