A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
27 pág.
Avaliando o Aprendizado de 1 a 10

Pré-visualização | Página 6 de 7

até então, essencialmente estruturalista e globalizante. São características dessa renovação, EXCETO
		
	
	a maior diversidade de alternativas teóricas e metodológicas para o trabalho do historiador.
	
	a expansão do universo de fontes históricas disponíveis para o historiador.
	
	a expansão de temas, objetos e abordagens de interesse dos historiadores.
	 
	o abandono do estatuto de cientificidade por parte dos historiadores.
	
	o diálogo com a antropologia cultural, a psicologia e a linguística.
	
	
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201502186659)
	 Fórum de Dúvidas (0)       Saiba  (0)
	
	São características da historiografia brasileira a partir dos anos 1980, EXCETO:
		
	
	Uma maior problematização em relação ao trabalho do historiador.
	 
	O isolamento da história como disciplina.
	
	A multiplicidade de objetos historiográficos.
	
	A maior profissionalização, em virtude do desenvolvimento dos programas de pós-graduação no país.
	
	O interesse por novos temas e abordagens.
	
	
	
	
	
	
	
	 1a Questão (Ref.: 201502682850)
	 Fórum de Dúvidas (0)       Saiba  (0)
	
	São exemplos da presença do marxismo na historiografia brasileira:
		
	
	Nelson Werneck Sodré, Capistrano de Abreu, Gilberto Freyre.
	
	Ciro Flamarion Cardoso, Nelson Werneck Sodré, Capistrano de Abreu.
	 
	Jacob Gorender, Ciro Flamarion Cardoso, Nelson Werneck Sodré.
	
	Caio Prado Jr, Florestan Fernandes, Sérgio Buarque de Holanda.
	
	Ciro Flamarion Cardoso, Caio Prado Jr, Sérgio Buarque de Holanda.
	
	
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201502685693)
	 Fórum de Dúvidas (0)       Saiba  (0)
	
	Qual das alternativas abaixo responde melhor acerca da importância do marxismo para a constituição da história como uma ciência?
		
	 
	O marxismo propunha uma história social, mos moldes daquela proposta pela 1a geração dos Annales.
	
	O marxismo considerava as estruturas culturais como o cerne da compreensão de uma sociedade.
	
	O marxismo valorizava o estudo dos aspectos político de uma sociedade.
	 
	O marxismo propunha uma teoria geral do funcionamento das sociedades.
	
	O marxismo propunha uma análise minuciosa acerca do funcionamento dos aspectos micro de uma sociedade.
	
	
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201502268792)
	 Fórum de Dúvidas (0)       Saiba  (0)
	
	Ao longo do século XX, especialmente nos anos 1950 e 1960, percebemos um grande diálogo entre a história e a economia. Isso pode ser explicado, em parte, pela importância que os assuntos econômicos ganhavam para uma Europa que precisava se reconstruir após o impacto da Segunda Guerra. Em sintonia com o crescimento da história econômica, desenvolveram-se estudos pautados em análises seriais. Nesse contexto historiográfico,
 I. A história serial era entendida como uma possibilidade "mais científica"
PORQUE
II. Permitia formar séries documentais e criar gráficos que ajudavam o historiador a construir um conhecimento mais seguro e acompanhar aquilo que se repetia ao longo do tempo.
		
	 
	As afirmativas I e II são verdadeiras e a segunda justifica a primeira.
	
	Ambas as afirmativas são falsas.
	
	As afirmativas I e II são verdadeiras e a segunda NÃO justifica a primeira.
	
	A afirmativa I é verdadeira e a II é falsa.
	
	A afirmativa I é falsa e a II é verdadeira.
	
	 Gabarito Comentado
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201502614498)
	 Fórum de Dúvidas (0)       Saiba  (0)
	
	Em relação ao marxismo, analise as afirmativas abaixo: I. O marxismo propõe uma teoria geral da história, isto é, procura entender a hsitória como um processo que tem como elemento básico para a sua compreensão o conceito de produção. II. O marxismo foi fudamental no processo de constituição da história como conhecimento científico. III. No Brasil, o marxismo influenciou bastante a historiografia, especialmente a partir da década de 1970, com o desenvolvimento da História Cultural. Entá(ão) correta(s):
		
	
	As alternativas II e III
	
	Somente a alternativa II
	
	Somente aalternativa I
	 
	As alternativas I e II
	
	Somente a alternativa III
	
	
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201502581884)
	 Fórum de Dúvidas (0)       Saiba  (0)
	
	Dentre as características abaixo, apenas uma delas não pode ser relacionada à historiografia marxista, assinale-a:
		
	
	crítica à história narrativa positivista.
	
	aproximação com outras ciências sociais como a sociologia.
	
	destaque para a história economia e social.
	
	análise da relação entre a infraestrutura e a superestrutura.
	 
	defesa de uma historiografia politicamente neutra.
	
	
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201502271908)
	 Fórum de Dúvidas (0)       Saiba  (0)
	
	O quantitivismo foi uma das várias correntes que produziram inovações na historiografia, inclusive a brasileira, no século XX. Assinale a opção que melhor o define.
		
	
	O quantitativismo foi uma corrente historiográfica que se caracterizou pela utilização de metodologias relativas para obter o mapeamento seriado dos mais variados campos do estudo histórico, entretanto sempre de forma a constituir uma abordagem redutora que era aplicada a toda uma vasta área de estudos sócio-históricos.
	 
	O quantitativismo foi uma corrente historiográfica que se caracterizou pela utilização de metodologias quantitativas para obter o mapeamento seriado dos mais variados campos do estudo histórico, entretanto sempre de forma a constituir uma abordagem quantificadora que era aplicada a toda uma vasta área de estudos sócio-históricos.
	
	O quantitativismo foi uma corrente historiográfica que se caracterizou pela utilização de metodologias associativas para obter o mapeamento seriado dos mais variados campos do estudo histórico, entretanto sempre de forma a constituir uma abordagem limitadora que era aplicada a toda uma vasta área de estudos sócio-históricos.
	
	O quantitativismo foi uma corrente historiográfica que se caracterizou pela utilização de metodologias igualitárias para obter o mapeamento seriado dos mais variados campos do estudo histórico, entretanto sempre de forma a constituir uma abordagem amplificadora que era aplicada a toda uma vasta área de estudos sócio-históricos.
	
	O quantitativismo foi uma corrente historiográfica que se caracterizou pela utilização de metodologias explicativas para obter o mapeamento seriado dos mais variados campos do estudo histórico, entretanto sempre de forma a constituir uma abordagem multiplicadora que era aplicada a toda uma vasta área de estudos sócio-históricos.
	
	
	
	
	
	
	
	
	 1a Questão (Ref.: 201502723297)
	 Fórum de Dúvidas (0)       Saiba  (0)
	
	(Estácio - Enade - Adaptada) Sobre a Revista dos Annales, fundada por March Bloch e Lucian Febvre em 1929 para promover uma nova espécie de história, pode-se afirmar que:
		
	 
	Desejavam o abandono da história centrada em fatos isolados e voltada apenas para importantes personagens políticos.
	
	Sua pesquisa estava pautada apenas no uso de fontes escritas, descartando documentos de outros tipos, como imagens e fontes orais.
	
	Acreditavam na necessidade da criação de uma ¿história-narração¿, em detrimento a uma história-problema vigente no século XIX.
	
	Fazia uma forte crítica às análises sócio-econômicas da história, pois priorizavam o estudo do cultural desde sua primeira geração.
	 
	Acreditavam que a história deveria focar as atividades políticas, tidas como as mais importantes para o desenvolvimento das organizações sociais.
	
	
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201502724220)
	 Fórum de Dúvidas (0)       Saiba  (0)
	
	Em um artigo publcado na revista "História: questões