A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
53 pág.
Aula   28.10   Maias e Astecas

Pré-visualização | Página 1 de 2

BRACARENSE, L. arte pré-colombiana – maias e astecas 
ARTE PRÉ-
COLOMBIANA 
maias e astecas 
27 de outubro de 2014 
localização geográfica 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. localização geográfica 
introdução 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 
 As civilizações mais avançadas da América Central foram a 
maia e a asteca. 
 
 Os maias estabeleceram-se ao norte da península de 
Yucatán e construíram várias cidades-santuários. 
 
 Enquanto os astecas se estabeleceram nas ilhotas do lago de 
Texcoco, onde edificaram a capital de seu império, México-
Tenochtitlán. 
introdução 
introdução 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 
 O império maia teve uma 
organização estatal e social 
bem definida, nas quais se 
diferenciavam classes 
sociais e profissões. 
 
 Foi essa mesma organização 
que os astecas adaptaram 
ao chegar ao vale do 
México. 
introdução 
Estas monumentais cabeças de 
pedra com traços de negros são 
alguns dos vestígios que restaram 
da civilização olmeca que, surgida 
há cerca de 3000 anos, é a mãe de 
todas as culturas centro-
americanas posteriores. 
introdução 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 
 Os mais desenvolvidos 
cientificamente e 
intelectualmente foram os 
maias: possuíam um 
sistema de escrita 
hieroglífica e atingiram 
grandes avanços na 
astronomia e na 
matemática. 
introdução 
Num relacionamento semelhante 
ao que se estabeleceu entre 
gregos e romanos, os maias 
determinaram as bases da 
cultura centro-americana, e os 
astecas as reafirmaram. 
introdução 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 
 Seu calendário de 365 dias revelou-se mais exato que o 
utilizado então na Europa. Além disso, já conheciam o zero. 
 
 
 Parte de seus conhecimentos foi absorvida pelos toltecas, 
que por sua vez os transmitiram para o resto das culturas do 
vale do México e para os astecas, que estabeleceram assim 
seu império. 
introdução 
introdução 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 
 Ambos os povos deixaram o 
testemunho de sua 
grandeza em obras 
arquitetônicas colossais, 
representadas por templos e 
palácios em terraços 
piramidais, bem como, em 
relevos e esculturas 
decorativas e suas pinturas 
e objetos suntuosos. 
introdução 
A monumentalidade desses centros 
impressiona hoje em dia todos os 
seus visitantes. 
introdução 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 
 
 Os próprios conquistadores espanhóis se deram conta das 
maravilhosas obras de ourivesaria de prata, ouro e pedras 
preciosas dos astecas, utilizadas para decorar palácios e 
templos, e das quais existem exemplos não apenas nos 
museus do México, mas também em toda a Europa. 
introdução 
pintura, mosaico, cerâmica 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 
 
 No ano de 1946, foi 
descoberta Bonampak, uma 
construção de três salas, ou 
câmaras, cobertas de 
pinturas murais coloridas. 
 
pintura, mosaico, cerâmica 
Os afrescos de Bonampak são o 
único testemunho da arte pictórica 
maia. Sua cores e o naturalismo da 
representação humana falam de 
uma cultura sofisticada e complexa. 
pintura, mosaico, cerâmica 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 Essas pinturas chegaram quase intactas até o século XX, 
não só pelo fato de terem permanecido longe da vista dos 
espanhóis, mas também por terem ficado protegidas por 
uma fina camada de calcário, depositada naturalmente sobre 
sua superfície. 
pintura, mosaico, cerâmica 
pintura, mosaico, cerâmica 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 
 Longe de toda abstração simbólica, esses murais 
apresentam-se impregnados de figuras representativas de 
um determinado momento histórico. 
 
 Cada parede representa uma cena, narrada com riqueza de 
detalhes. É surpreendente o contraste deliberado de cores, 
bem como sua grande variedade: as preferidas eram o 
vermelho e suas diferentes tonalidades, o amarelo, o azul e 
o verde. 
pintura, mosaico, cerâmica 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. pintura, mosaico, cerâmica 
pintura, mosaico, cerâmica 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 
 
 A perspectiva é obtida pelas 
superposições e escorços das 
figuras. 
 
 O conjunto apresenta os 
contornos acentuados. 
 
pintura, mosaico, cerâmica 
Comemorações após a vitória 
em uma batalha. Arte maia. 
pintura, mosaico, cerâmica 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 A pintura asteca, ao contrário, 
manteve-se como complemento 
de relevos e teve um caráter 
simbólico. 
 
 A ausência de um sistema 
preestabelecido de escrita, 
como a dos maias, transmitiu 
tanto aos desenhos como às 
cores da pintura asteca uma 
simbologia comparável à dos 
hieróglifos egípcios, e influiu na 
almejada abstração. 
pintura, mosaico, cerâmica 
Decoração de tecido. 
Arte asteca. 
pintura, mosaico, cerâmica 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 
 
 Sabe-se que, a partir da conquista espanhola, os astecas 
passaram a produzir pinturas de gosto europeu para os 
conquistadores, e foram de fato excelentes copistas. 
 
 Conservam-se também manuscritos e cópias de livros, 
encomendados pelas cortes europeias. 
pintura, mosaico, cerâmica 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
Construção de Tenochtitlán. 
Arte asteca. 
pintura, mosaico, cerâmica 
Cenas da vida 
asteca. 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. pintura, mosaico, cerâmica 
Vasilha decorada com 
serpente emplumada. 
Arte asteca. 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
Fragmento do Codex Tro-
Cortesianius. Arte maia. 
pintura, mosaico, cerâmica 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. pintura, mosaico, cerâmica 
Episódio de uma batalha. 
Arte maia. 
Representação dos festejos 
maias. 
escultura 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 Para os maias, a estatuária 
deveria ser imagem e semelhança 
da realidade. 
 
 Em suas esculturas é possível 
identificar as características 
físicas do povo, embora 
persistindo a esquematização. 
 
 Ao contrário dos astecas, as 
formas maias são mais suaves e 
arredondadas e mais 
estilizadas. 
escultura 
Urna funerária. Arte maia. 
escultura 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 A escultura colossal é 
muito comum como 
complemento de templos e 
palácios, sobretudo a figura 
do Chac Mool, ou 
mensageiro sentado. 
 
escultura 
De uma técnica apurada e um 
grande naturalismo, a estatuária 
maia foi outro campo em que esse 
povo mostrou sua evolução e 
refinamento. Esta figura de um 
notável em terracota pertence ao 
período clássico. 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. escultura 
escultura 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 São significativos os baixos-
relevos dos templos, nos 
quais os artistas maias 
combinaram figuras 
naturalistas com fundos 
geométricos acompanhados 
de textos em hieróglifos, não 
tão abstratos como os 
egípcios, mas igualmente 
informativos, do estilo das 
gravações de estelas 
comemorativas. 
escultura 
Nos relevos que decoram 
edifícios e estelas pode-se 
observar o domínio que estes 
povos tinham sobre a pedra. 
escultura 
27 de outubro de 2014 BRACARENSE, L. 
 
 
 
 Não menos perfeitas foram as gravuras sobre madeira das 
portas e seus respectivos dintéis. 
 
 
 As figuras modeladas em estuque para a decoração de 
interiores