Apostila de Imunologia
31 pág.

Apostila de Imunologia


DisciplinaSistema Imunológico127 materiais5.723 seguidores
Pré-visualização17 páginas
RESPOSTA IMUNE: UM SUMÁRIO
(Marcela F. Lopes)
índice l
Abreviaturas... ...2
Mini-capítulos:
1- Fisiologia do sistema imune: órgãos e células, padrões de circulação, homeostase 3
2- Detecção e reconhecimento do exógeno: imunidade inata x adquirida... 6
3- Desenvolvimento de linfócitos B 7
4- Estrutura e função das moléculas do MHC 8
5- Desenvolvimento de linfócitos T 11
6- Ativação de linfócitos T 13
7- Ativação de linfócitos B 15
8- Mecanismos efetores da resposta imune 17
9- Sistema Complemento (anexo I) 19
* l O-Inflamação (anexo E) 21
11-Resposta imune à infecção 23
12- Imunodeficiência 28
13-Regulação da resposta imune 30
, 14 - Mecanismos imunopatológicos 32
\u2022
15- Leitura complementar (deve ser lido antes da apostila)
Cap.l Propriedades gerais da resposta imune do Imunologia Celular e Molecular (A. Abbas)
ou
Cap.l Conceitos básicos em Imunologia do Imunobiologia (Janeway-Travers)
16- Leitura suplementar (regulação neuro-imuno-endócrina)
Revisão naNature Immunology 2004, v.5, p. 575-581
"Molecules of Emotion" 1999 (livro de Candace B. Pert)
l- Fisiologia do sistema imune: órgãos e células, padrões de circulação, homeostase
O sistema imune é formado por órgãos, células e moléculas, cuja função é monitorar o
organismo, reagindo, através da resposta imune, quando este é invadido por agentes infecciosos, ou
quando ocorrem modificações das condições internas (p.e., surgimento de tumores). A resposta
imune pode ser considerada como um conjunto de interações celulares e moleculares complexas
entre componentes do sistema imune, outros componentes do organismo e agentes externos a estes,
como os microrganismos e seus produtos (antígenos). A resposta imune pode resultar em defesa
contra o agente invasor e proteção do hospedeiro ou em alguns casos, em agressão ao próprio
organismo (imunopatologias e doenças auto-imunes). O sistema imune dos mamíferos é o mais
estudado, principalmente nos homens e camundongos, sendo dotado de células, os linfócitos, que
apresentam moléculas capazes de interagir com antígenos (Ags) de natureza química diversa. Os
linfócitos, através de estratégias genéticas únicas,, expressam receptores de antígeno que apresentam
diversidade na sua estrutura e capacidade de interagir com o Ag. Devido à recombinação somática
aleatória de genes e a outros mecanismos de geração de diversidade, cada clone de linfócito
expressa um receptor de Ag único, diferente dos receptores de outros linfócitos. Ao serem
estimulados pelos Ags, os linfócitos são ativados, se dividem, proliferam e se diferenciam em
células efetoras da resposta imune. Além da propriedade de expansão, o sistema imune dispõe de
mecanismos de regulação de suas atividades que proporcionam a diminuição do número de células
e retomo a homeostase, ao final da resposta imune. Finalmente, para monitorar o organismo, o
sistema imune dispõe de padrões organizados de circulação de células e promoção das interações
celulares em ambiente propício, resultando na resposta imune.
Órgãos e células - Nos órgãos linfóides primários ou centrais, ocorre a geração e
diferenciação dos componentes celulares do sistema imune Nos órgãos linfóides secundários ou
periféricos ocorrem interações celulares que geram a resposta imune. A fase efetora da resposta
imune pode ocorrer nos tecidos do organismo, nos sítios de contato com o Ag. Durante a resposta
imune, estes tecidos podem ser considerados como órgãos linfóides terciários, que em geral se
formam transitoriamente com o afluxo de células do sistema imune. Os precursores celulares que
dão origem aos diversos componentes do sitema imune se originam de uma célula-tronco na medula
óssea. Linfócitos B e células Natural Killer (NK) se diferenciam ao interagirem com células do
estroma na medula óssea. Linfócitos T também se originam a partir de um precursor linfóide, que,
no entanto completa sua diferenciação no timo, outro órgão linfóide central. Neutrófilos e
monócitos derivam de um precursor mieloide comum e se diferenciam na medula óssea, junto com
outros precursores da linhagem mieloide que dão origem aos eosinófilos, mastócitos e basófilos.
Todas estas células apresentam moléculas de superfície que as diferenciam (CDs) e dão
características funcionais, tais como receptores de antígenos, moléculas do complexo principal de
histocompatibilidade (MHC), e moléculas de adesão. Algumas destas células secretam fatores
solúveis como as citocinas e mediadores de inflamação, que por sua vez agem sobre receptores nas
células-alvo.
Os mecanismos da resposta imune são classicamente divididos em imunidade inata ou
adquirida. A imunidade adquirida é representada pelos linfócitos T e B, cuja ação efetora depende
da expansão clonal de linfócitos Ag-específicos, provocada pela interação de seus receptores TCR
(receptor da célula T) e BCR (receptor da célula B) com o Ag. Ao serem ativados, os linfócitos B
produzem rmunoglobulinas (Igs), ou seja secretam o seu receptor de Ag e os linfócitos T secretam
citocinas e ciíotoxinas. Por causa da necessidade de expansão clonal, este processo é mais lento que
a resposta mediada por células e moléculas da imunidade inata, como os fagócitos (neutrófílos e
macrófagos), células NK e o sistema complemento.
A imunidade adquirida pode ser subdividida em imunidade humoral e celular em relação à
fase efetora da resposta imune. As Igs estão presentes no sangue e são funcionais nestas condições.
r
São portanto, mecanismos de imunidade humoral, que podem ser transferidos através do soro de um
indivíduo imune para outro não imune, gerando proteção em determinados casos. Citocinas,
citotoxinas e moléculas de superfície de linfócitos T dependem de contato celular para agir na
célula-alvo, pois, em geral, não são ativas a distância. Estes agentes podem induzir morte celular
diretamente (citotoxinas) ou ativarem células efetoras, como os macrófagos, p.e. Quando os
mecanismos de proteção de um indivíduo imune só podem ser transferidos através de células, estes
são considerados como mecanismos de imunidade celular.
Uma das propriedades básicas do sistema imune é gerar resposta imune aos antígenos
externos, ignorando os componentes do próprio organismo. Mecanismos de indução de tolerância
ao próprio promovem a eliminação ou inativação de linfócitos B e T autorreativos durante o
processo de diferenciação de linfócitos imaturos nos órgãos linfóides primários. Ao interagir com
células do estroma na medula óssea, o precursor linfóide obtém fatores e faz contatos necessários
para sua maturação. Ao se diferenciar, o linfócito B adquire a expressão do receptor de Ag (BCR)
ou Ig de membrana que o diferencia de outros tipos celulares. Linfócitos B imaturos com receptores
capazes de interagir com um auto-antígeno podem ser deletados por apoptose ou tornarem-se
anérgicos (inativados), dependendo das características do Ag e da intensidade da sinalização
intracelular gerada por este. Já os linfócitos T, ao se diferenciarem no timo, são testados quanto a
sua capacidade de interagir através do seu receptor (TCR) com estruturas moleculares (produtos do
MHC) presentes na superfície de células epiteliais do timo. Este processo denominado seleção
positiva promove a sobrevivência dos linfócitos T e restringe o repertório de linfócitos T capazes de
participar da resposta imune. A deleção de linfócitos T autorreativos ou seleção negativa também
ocorre no timo, quando peptídeos antigênicos associados a moléculas de MHC interagem com o
TCR do linfócito T imaturo, gerando sinais intracelulares de maior intensidade que levam à
apoptose.
Durante sua diferenciação no timo, os linfócitos T adquirem as moléculas CD4 e CD8 que
caracterizam duas subpopulações distintas, quanto às características funcionais. Em geral, células T
CD4 secretam citocinas, enquanto células T CD8 são citotóxicas. Quanto ao receptor de Ag, estas
duas subpopulações expressam TCRccp, enquanto uma subpopulação
Rosiane Maria
Rosiane Maria fez um comentário
quero imprimir
2 aprovações
Isabella
Isabella fez um comentário
muito bom
2 aprovações
Jr.
Jr. fez um comentário
Material muito bom ! obg.
3 aprovações
Augusto
Augusto fez um comentário
essa apostila salvou meu semestre *-*
8 aprovações
karina
karina fez um comentário
essa apostila salvou o meu dia,tenho uma apresentacao de seminario amanha e achei todas as respostas que precisava aki,valeu demais galera
8 aprovações
Carregar mais