A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
Aula6 TIC

Pré-visualização | Página 1 de 4

Aula 6: Aspectos éticos e legais relacionados ao exercício profissional na área de Tecnologia da Informação
O crescente e acelerado desenvolvimento tecnológico tem nos levado a refletir sobre os aspectos éticos e legais relacionados ao exercício do profissional da área de Tecnologia da Informação.
As novas relações decorrentes da interação entre a sociedade e as TIC trazem em seu bojo a necessidade de reflexão sobre o perfil do profissional de TI, sua atuação e sua postura, bem como sua formação para o mercado de trabalho.
Nessa aula vamos refletir sobre esses aspectos éticos e legais, de forma a reconhecer algumas situações positivas e negativas num cenário globalizado e multicultural.
Aspectos legais
O uso e a aplicação das TIC em diferentes contextos e situações da vida humana tem originado reflexões e debates sobre os aspectos legais relacionados, podendo ser citados, entre outros:
Direito privado a imagem e o direito público à informação -> Assista o vídeo que nos coloca, através do exemplo do Google Street View, uma reflexão sobre o direito privado a imagem ou o direito público à informação.
Aspectos legais no mundo virtual -> Assista o vídeo que trata alguns dos aspectos legais do mundo virtual através da entrevista com o professor Ângelo Delphini, especialista em segurança da informação.
“Pirataria” na internet
Aspectos éticos
O desenvolvimento e o uso das TIC envolvem aspectos éticos, além da dimensão legal, e os limites dessa fronteira são muito tênues. Por exemplo, seria ético um empregador acessar o correio eletrônico ou os arquivos dos computadores de seus funcionários? Essa e outras questões nos remetem a pensar e refletir sobre a ética envolvida no uso e aplicação das TIC.
“a ética profissional tem por objeto o conjunto de valores que uma determinada classe profissional deve se orientar e seguir para alcançar um “agir profissional” correto e adequado para com a sociedade em que se insere e, no mais das vezes, materializa-se por meio de regras, expressas em códigos de ética, orientadores da conduta profissional de um dado segmento”. ( Segundo José augusto chaves Guimarães)
Um funcionário pode utilizar a estrutura de TIC da empresa para atividades particulares?
É ético copiar softwares sem autorização prévia, instalando-os em computadores particulares ou de organizações públicas ou privadas?
Deve-se vender ou permitir o acesso de pessoas não autorizadas à base de dados com informações de clientes?
Estabelecer políticas de uso, compartilhamento, publicação e segurança da informação, além do estabelecimento de códigos de ética e de conduta, são ações extremamente oportunas e necessárias, auxiliando a sociedade e os profissionais de TI a reconhecerem prática ilegais e em desalinho com a ética profissional na área de TI, colaborando para:
Desenvolver um trabalho de educação para o uso da informação e das TIC é fundamental, visto que os problemas relacionados TIC são originados de deficiências culturais e sociais do cidadão contemporâneo.
Proteger os interesses dos profissionais em TI
Proteger empregadores que não têm conhecimento técnico da área de TI e mantém relação baseada apenas em confiança com seus colaboradores.
Proteger os interesses dos clientes, quando o profissional de TI é um consultor ou prestador de serviços e trata com clientes leigos.
Evitar que os profissionais da área de TI fiquem estereotipados e com uma visão negativa percebida pela sociedade, por atuação ilegal ou não ética de alguns poucos profissionais.
Em relação ao profissional de TI é importante ressaltar alguns pontos muito relevantes e que devem pautar sua conduta ética e legal:
Não devemos utilizar nosso conhecimento em TI para:
- Prejudicar ou obter vantagens de terceiros;
- Interferir no trabalho de terceiros em TI sem autorização; 
- Vasculhar arquivos e pastas de terceiros; 
- Realizar crimes ou atos não éticos; 
- Prestar falso testemunho ou omitir informações  sigilosas solicitadas por órgãos judiciais;
- Utilizar ou copiar software sem direito ou autorização para tal;
- Utilizar os recursos de TI de terceiros sem autorização;
- Apropriar-se do trabalho intelectual de terceiros.
Aula 7: Tecnologia da informação: mercado de trabalho na área de TI
O mercado de trabalho para os profissionais de TI é próspero e apresenta muitas oportunidades. Mas é importante que o profissional mantenha-se atualizado e desenvolva novas competências e habilidades, além do conhecimento técnico, para manter-se qualificado e apto a enfrentar os novos desafios.
Nesta aula, vamos discutir a dinâmica e as tendências do mercado de trabalho na área de Tecnologia da Informação, suas peculiaridades e oportunidades, bem como as áreas férteis para que o profissional de TI estabeleça metas e horizonte para uma carreira bem sucedida e desafiadora.
O mercado de trabalho na área de TI está bastante aquecido e com déficit de profissionais qualificados. É uma área de evolução incessante, com perfil profissional diferenciado de outras áreas.
“O mercado de trabalho na área de TI é carente de profissionais. A indústria de tecnologia da informação opera com 100 mil pessoas a menos do que necessita para realizar projetos e atingir sua meta. Há tempos existe um déficit de mão de obra nesse setor e a lacuna só vem aumentando” 
(Dicas Info Exame - edição 70 Outubro/09).
Podendo atuar em empresas onde a TI é meio ou atividade fim, as possibilidades são diversificadas e apresentam remuneração e oportunidades diferenciadas de outras áreas.
O mercado de trabalho na área de TI
Além de competências técnicas, o profissional da área de TI necessita desenvolver habilidades pessoais e sociais, como empreendedorismo, inovação, criatividade, proatividade, concentração, fluência na língua inglesa, boa relação interpessoal e interprofissional, capacidade de estabelecer networking, gosto por desafios, entre outras.
O mercado de trabalho como um todo e, mais especificamente na área de TI, é fortemente impactado pelo comportamento do consumidor, aumento na quantidade de fusões e aquisições, terceirizações em alta, proliferação de dispositivos móveis e crescimento do volume de dados armazenados.
Segundo publicações da Computerworld e da InformationWeek: 
“O desafio para os cursos na área de TI é imenso, e reconhece-se que não é possível ter um curso que ofereça o perfil completo exigido pelo mercado.”
Tendências e oportunidades do mercado de trabalho na área de TI
Para uma atuação evolutiva é necessário que o profissional entenda o mercado de trabalho e sua evolução, busque a complementação de conhecimento e habilidades com autonomia, preocupando-se constantemente com sua qualificação e atualização.
Algumas possibilidades de atuação com grande potencial para o profissional de TI estão relacionadas a atividades de liderança, gerência de projetos, reengenharia de processos de negócio, gerência de terceirização, planejamento e gerenciamento de segurança de TI, controle de qualidade e continuidade do serviço, business intelligence associadas com técnicas de Inteligência Artificial, programação, web design, infraestrutura, arquitetura Web e gestão eletrônica de documentos, entre outras.
A convergência tecnológica e a telefonia móvel aumentam a procura por desenvolvedores de aplicativos móveis, tanto em design como na produção de games. O desenvolvimento de conteúdo para aparelhos móveis cresce assustadoramente.
Em áreas como VOIP, ERP, CRM, Cloud Computing, Business Inteligence, Segurança, Jogos Digitais os profissionais são extremamente valorizados, visto que há poucos qualificados e disponíveis no mercado de trabalho.
Segundo a revista Você S/A a área de TI está entre os mais quentes no mercado de Trabalho e os principais cargos são:
Diretor, Gerente, Coordenador e Analista 
Algumas novas profissões na área de TI: bioinformática, desenvolvedor GIS, arquitetos Web, produtores de Vídeo Web, analista de Mídias