Receituário Agronômico
44 pág.

Receituário Agronômico

Disciplina:ENTOMOLOGIA AGRÍCOLA161 materiais12.648 seguidores
Pré-visualização10 páginas
Observe

que foram preenchidas a Ficha Técnica (Figura 9) e a 1a e 5a vias da receita agronômica

(Figuras 10 e 11).

 FICHA TÉCNICA

Engo Agro: Jair Campos Moraes No do CREA (MG ): 11. 230/D

Nome do cliente: João Leal Mooca CPF: 000.111.222 -22

Endereço: Fazenda Pau d’alho, Bairro do Retiro, Araguari (MG)

Cultura: Soja Área: 100ha Data da visita: 16/01/2000

Fase de desenvolvimento: Vegetativo/floração

H.P.P.A. H.P.A. Diagnóstico Tratamento Resultados

Folhas com injúrias de

lagartas; lagartas

pequenas; plantio

direto; na safra

anterior problemas

com percevejos e

lagarta da soja; possui

local apropriado para

o descarte de

embalagens vazias;

tem todos os EPI’s

necessários para a

aplicação de produtos

fitossanitários.

Foram constatadas

injúrias de

lagartas em

condições de

causar dano

econômico, num

talhão de 100ha.

Lagarta da soja

Anticarsia gemmatalis

e lagarta falsa

medideira

Chrysodeixes

includens, acima do

nível de controle.

Aplicação do

inseticida Dipel

(lagarticida

microbiano).

conforme receita

no 635504.

 OK.

Figura 9 - Modelo de ficha técnica para uma situação hipotética.

CREA/MG – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e
Agronomia de Minas Gerais

 Av. Álvares Cabral, 1600, CEP 30170-001, Belo Horizonte, MG , Tel. (031)299-8700 Fax (031)299-8720

Receita
 Agronômica

(1a VIA - USUÁRIO)

Receita Agronômica No 635504 Vinculada à ART No

CONTRATANTE USUÁRIO

NOME
 João Leal Mooca

CPF/CGC
000.111.222 - 22

PROPRIEDADE
 Fazenda Pau d’alho

CULTURA
 Soja

ÁREA
 100ha

ENDEREÇO COMPLETO (AV., RUA, BAIRRO, CIDADE, ESTADO)
Fazenda Pau d’alho, Bairro do Retiro, Araguari (MG)

CEP
 38440 - 000

Diagnóstico: Lagarta-da-soja Anticarsia gemmatalis e lagarta falsa-medideira
Chrysodeixes includens, acima do nível de controle.
Aquisição: 40 litros de Dipel, Bacillus thuringiensis, inseticida biológico, suspensão
concentrada, período de carência: sem restrições, classe toxicológica IV.
Recomendações: a) aplicar o inseticida Dipel na dosagem de 0,4 litros/ha ,gastando-se
250 litros de calda/ha. Usar bicos cônicos.
 b) misturar o inseticida à água e, após, adicionar o espalhante adesivo.
LOCAL E DATA:
 Lavras (MG), 16 de Janeiro de 2000

________________________________________
ASSINATURA DO ENGENHEIRO

CARIMBO COM NOME , No DO CREA E CPF

______________________________

ASSINATURA DO USUÁRIO

1 - Precauções de uso, cuidados com o meio ambiente e equipamentos de proteção individual, Tríplice
lavagem, destino de embalagens, constam no verso da 1a via desta receita.
2 - Em caso de intoxicação, procure imediatamente um médico levando esta receita, a bula ou o rótulo do
agrotóxico.
3 – A não observância das recomendações indicadas na receita é passível das sanções penais previstas em Lei
(Lei 7.802) – art. 14 e 15 e Decreto Federal 98.816/90 – art. 72) e legislação estadual pertinente.
4 – Guarde esta via até a aplicação total do produto, para efeito de fiscalização do IMA.
Figura 10 - Receita agronômica preenchida, modelo CREA-MG (1a via – usuário).

CREA/MG – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e
Agronomia de Minas Gerais

 Av. Álvares Cabral, 1600, CEP 30170-001, Belo Horizonte, MG , Tel. (031)299-8700 Fax (031)299-8720

Receita
 Agronômica

(5a VIA - IMA)

Receita Agronômica No 635504 Vinculada à ART No

CONTRATANTE USUÁRIO

NOME
 João Leal Mooca

CPF/CGC
000.111.222 - 22

PROPRIEDADE
 Fazenda Pau d’alho

CULTURA
 Soja

ÁREA
 100ha

ENDEREÇO COMPLETO (AV., RUA, BAIRRO, CIDADE, ESTADO)
Fazenda Pau d’alho, Bairro do Retiro, Araguari (MG)

CEP
 38440 - 000

GAP – Guia de Aquisição de Produtos

= 40 litros de DIPEL =
LOCAL E DATA:
 Lavras (MG), 16 de janeiro de 2000

________________________________________
ASSINATURA DO ENGENHEIRO

CARIMBO COM NOME , No DO CREA E CPF

OBS: Na GAP devem constar apenas os nomes comerciais dos produtos e suas quantidades.
Figura 11 - Receita agronômica preenchida, modelo CREA-MG (5a via – IMA).

Literatura Consultada

Andrei, E. Compêndio de Defensivos Agrícolas. São Paulo, Andrei Editora, 1999.
Anônimo. Agrotóxicos - Uso Correto e Seguro. Rio de Janeiro, Souza Cruz. p. 7-8.
Associação Nacional de Defesa Vegetal. Uso Correto e Seguro de Defensivos Agrícolas.

São Paulo, 1993, p.11-19.

 Bezerra, A.R., Nogueira, N. D. e Paula, S.V. Agrotóxicos: legislação e fiscalização em
Minas Gerais. Informe Agropecuário. v.20, n. 197, p. 97-104, mar/abr. 1999.

Campanhole, A. e Campanhole, H.L. Consolidação das Leis do Trabalho e Legislação

Complementar. Textos, revistas e atualidades. 80a edição, São Paulo: Atlas, 1999. p.
663-668; 712-718.

Gualberto, B. D.; Barreti, P. B.; Coelho, R. S.; Moraes, J.C. e Souza, M.L. O.

Equipamentos de proteção individual - EPI. Proex - UFLA, circular ano VII, no 111,
12p., 1999.

Guerra, M. S. Receituário Agronômico: Implantação e operacionalização, p. 1769-179.

In: Graziano Neto, F. (Coord.). Uso de agrotóxicos e receituário agronômico. São
Paulo, Agroedições, 1982.

Guerra, M.S. e Sampaio, D.P.A. Receituário agronômico. Rio de janeiro, ed. Globo, 1988,

436p.
Salgado, L.O. Informações gerais: ética profissional. Curso de proteção de plantas, 1.3.

Brasília/DF, ABEAS. 1992, 32p.
Salgado, L.O. e Conceição, M.Z. Manejo integrado e receituário agronômico. Curso de

proteção de plantas, 2. Brasília/DF, ABEAS, 1992, 32p.