A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Patologia Básica  AV2

Pré-visualização | Página 1 de 1

Avaliação: SDE0139_AV2_201301578339 » PATOLOGIA BÁSICA
	Tipo de Avaliação: AV2
	Aluno: 201301578339 - GUILHERME FERREIRA GONÇALVES
	Professor:
	THIAGO DUTRA VILAR
	Turma: 9007/XJ
	Nota da Prova: 7,0 de 10,0  Nota do Trab.: 0    Nota de Partic.: 0  Data: 06/06/2016 08:22:17
	�
	 ��1a Questão (Ref.: 201301680339)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Rafaela, 18 anos, ficou muito assustada ao observar que Rafael, seu bebê de apenas dois dias de vida, estava apresentando uma coloração amarelada na face. O profissional de saúde que estava acompanhando a Rafaela relatou que não havia nada de grave com o Rafael e que essa situação ocorre em mais de 80% dos recém-natos prematuros. Muitas vezes a fototerapia e a interrupção temporária do aleitamento materno são medidas necessárias. Com base nesse caso, responda: a) Como se chama esse sinal clínico, ou seja, a coloração amarelada no bebê? b) Que pigmento está com seus níveis elevados? c) Nesse caso, explique a principal etiologia dessa manifestação clínica.
	
	
Resposta:
	
Gabarito: a) icterícia b) bilirrubina c) Imaturidade enzimática (uridina difosfato (UDP)-glicuronosiltransferase) que promove a conjugação da bilirrubina com o ácido glicurônico no fígado.
	
	�
	 ��2a Questão (Ref.: 201302460387)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	O mecanismo de vasodilatação aumenta a temperatura no sítio inflamatório, dificultando a proliferação de microorganismos, estimulando as células de defesa. Porque a febre é um importante fator no combate às infecções ?
	
	
Resposta: Mecanismo de auto defesa contra microorganismos, o aumento da temperatura corporal, dependendo o agente acressor pode promover sua destruição.
	
Gabarito: Porque além de ser desfavorável para a sobrevivência dos microorganismos invasores, também estimula muito dos mecanismos de defesa do nosso corpo.
	
	�
	 ��3a Questão (Ref.: 201302217516)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	O termo Etiologia utilizado em Patologia refere-se ao:
	
	
	Estudo das alterações morfológicas dos tecidos
	
	Estudo das alterações funcionais dos tecidos
	
	Estudo do início das doenças
	
	Estudo dos mecanismos das doenças
	 
	Estudo das causas das doenças
	
	�
	 ��4a Questão (Ref.: 201302422777)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	NÃO é considerada uma alteração celular reversível:
	
	
	Degeneração hidrópica
	
	Tumefação Celular
	
	Degeneração gordurosa
	 
	Necrose de coagulação
	
	Degeneração glicogênica
	
	�
	 ��5a Questão (Ref.: 201302202551)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	O edema celular consiste no acúmulo de água dentro das células. Este evento precede a maioria das patologias. Que tipo de mecanismo leva ao edema celular?
	
	 
	Inibição do Complexo Enzimático Sódio/Potássio ATPase.
	
	Digestão enzimática da célula.
	
	Ativação das caspases.
	
	Redução do pH intracelular.
	
	Influxo de cálcio.
	
	�
	 ��6a Questão (Ref.: 201302421035)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Sobre o processo inflamatório, é INCORRETO afirmar que:
	
	 
	a inflamação fibrinosa ocorre quando há grandes extravasamentos vasculares ou existe um estímulo procoagulante local.
	 
	A hipersensibilidade do tipo IV está envolvida na patogênese de doenças autoimunes como o lúpus eritematoso e a artrite reumatoide.
	
	o transudato é decorrente de um desbalanço osmótico ou hidrostático ao longo da parede do vaso.
	
	a visualização de exsudato indica a presença de um processo inflamatório.
	
	o edema corresponde a um excesso de fluido no tecido intersticial ou cavidades serosas, podendo ser do tipo exsudato ou transudato.
	
	�
	 ��7a Questão (Ref.: 201302307348)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	A hiperplasia é caracterizada:
	
	
	pela diferenciação de células.
	
	pela estabilidade no número de células.
	 
	pelo aumento no número de células.
	
	pela diferenciação de tecidos.
	
	pelo decréscimo no número de células.
	
	�
	 ��8a Questão (Ref.: 201302307367)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	O lipoma é um tumor constituído por células de gordura (células adiposas). É correto destacar que trata-se de um tipo de:
	
	
	carcinoma.
	
	tumor maligno.
	
	sarcoma.
	 
	tumor benigno.
	
	inflamação.
	
	�
	 ��9a Questão (Ref.: 201302307561)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Imunidade humoral é mediada por moléculas do sangue, chamadas anticorpos, que são produzidos pelos:
	
	
	pelos mastócitos.
	 
	linfócitos T.
	
	pelos macrófagos.
	 
	linfócitos B.
	
	pelos neutrófilos.
	
	�
	 ��10a Questão (Ref.: 201301870549)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Trata-se de um tipo de um tipo de exacerbação da resposta imunológica que é também conhecida como imediata ou anafilática. A reação pode envolver pele (urticária e eczema), olhos (conjuntivite), nasofaringe (rinorréia, rinite), tecidos broncopulmonares (asma) e trato gastrointestinal (gastroenterite). A reação pode causar uma variedade de sintomas desde inconveniências mínimas até a morte. A reação normalmente leva 15 - 30 minutos para o período de exposição ao antígeno, embora às vezes possa ter início mais demorado (10 - 12 horas). A resposta em questão é mediada por IgE. O componente primário celular nessa resposta imune é o mastócido ou basófilo. A reação é amplificada e/ou modificada pelas plaquetas, neutrófilos e eosinófilos. Uma biópsia do local da reação demonstra principalmente mastócitos e eosinófilos. O mecanismo da reação envolve produção preferencial de IgE, em resposta a certos antígenos (alergenos). IgE tem muito elevada afinidade por seu receptor em mastócitos e basófilos. Uma exposição subsequente ao mesmo alergeno faz reação cruzada com IgE ligado a células e dispara a liberação de várias substâncias farmacologicamente ativas. Ligação cruzada do receptor Fc de IgE é importante para a estimulação de mastócitos. A degranulação de mastócitos é precedida pelo aumento do influxo de Ca++, que é um processo crucial; ionóforos que aumentam Ca++ citoplasmático também promovem degranulação, enquanto agentes que depletam Ca++ citoplasmático suprimem degranulação. Os mastócitos podem ser iniciados por outros estímulos tais como exercício, stress emocional, agentes químicos (ex. meio de revelação fotográfica, ionóforos de cálcio, codeína, etc.), anafilotoxinass (ex. C4a, C3a, C5a, etc.). Essas reações, mediadas por agentes sem interação IgE-alergeno, não são reações de hiperexpressividade da resposta imune embora elas produzam os mesmos sintomas. O texto aborda acerca do tipo de resposta imune que é denominada de:
	
	
	hipersensibilidade tipo V.
	
	hipersensibilidade tipo IV.
	 
	hipersensibilidade tipo I.
	
	hipersensibilidade tipo II.
	
	hipersensibilidade tipo III.