Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
194 pág.
apostila cripto

Pré-visualização | Página 14 de 48

que pode ser usado 
novamente na fotossíntese. 
 Como decompositores, entretanto, podem representar prejuízos para o homem, 
sendo a causa do apodrecimento de alimentos, da madeira, etc. O congelamento dos 
alimentos faz-se necessário justamente para retardar o processo de decomposição, assim 
como tratamentos específicos são necessários para a madeira e outros materiais. 
 Outros são de extrema importância na natureza por formarem associações 
mutualísticas do tipo micorriza (com raízes). Basta lembrar que 80% das plantas formam 
associações desse tipo. Provavelmente, muitas árvores não podem sobreviver sem estas 
associações. 
 
Agricultura (micorriza, pragas). O cultivo e a produção de árvores como o pinheiro, e 
de plantas agrícolas como o morango, têm sido beneficiados pelas associações do tipo 
micorrizas. Conhecendo essa importância, o homem tem selecionado linhagens de fungos 
mais favoráveis. 
 Outros também apresentam enorme interesse agrícola não pelos seus benefícios, 
mas ao contrário pelos enormes prejuízos causados pelas pragas das plantas cultivadas. 
Os fungos são os mais importantes patógenos (ecto e endoparasitas) das plantas, 
citando-se como exemplo, as ferrugens do café, da cana de açúcar, do milho, do trigo, 
pragas da batata e muitas hortaliças, os carvões, etc. Considerável soma de recursos são 
despendidos com o uso dos fungicidas, o que, entretanto, não representa solução 
definitiva do problema. 
 
 
Pecuária e saúde pública (parasitas, toxinas, etc.). Ocorrem também como 
parasitas dos animais, citando-se como exemplos as infecções internas aos tecidos, 
algumas das quais podem ser mortais para o homem: Pneumocystis (tipo de pneumonia), 
Coccidioides (coccidioidomicose pulmonar), Ajellomyces (blastomicose e histoplasmose) e 
Cryptococcus (criptococose). Outros produzem micoses superficiais: Epidermophyton, 
Microsporum (dermatoses), Candida albicans (candidioses) e Aspergillus fumigatus 
(aspergiloses). Além do parasitismo, a simples presença de esporos no ar pode ser a 
causa de alergias no homem e animais. 
 Alguns bolores produzem metabólitos secundários como toxinas (aflatoxinas), que 
podem chegar a contaminar cereais mal estocados. Por sua vez, estes podem transmitir 
Caracterização, Biologia e Importância dos Fungos 
 
 
 
 
Introdução à Biologia das Criptógamas 
Departamento de Botânica – Instituto de Biociências – Universidade de São Paulo 
44 
essas toxinas para aves e mamíferos domésticos via consumo de rações ou contaminar 
diretamente ao homem. As aflatoxinas podem ser potentes toxinas e carcinogênicas, 
causar distúrbios digestivos no homem ou levar à morte animais domésticos. Outros 
produzem alcalóides, tóxicos ou alucinógenos. 
 
Alimentação do homem (alimentação direta, processos industriais, etc.). 
Saccharomyces cerevisiae (levedura, fermento) tem sido considerada a espécie 
domesticada mais importante para o homem. A espécie esta envolvida nos processos 
fermentativos responsáveis pela fabricação e produção do álcool etílico, cerveja, vinho, no 
processamento e aromatização do pão, etc. Outros fungos estão envolvidos na produção 
industrial da glicerina, vitaminas, ácidos orgânicos (ácido cítrico que também ocorre nas 
frutas cítricas, ácido giberélico, hormônios vegetais, entre outros), enzimas (amilases, 
celulases) e antibióticos (penicilina, griseofulvina). A fabricação e aromatização de certos 
tipos de queijos (tipo Camembert, Roquefort e Gorgonzola) são mediados por Penicillium 
roqueforttii (para a fase imperfeita do gênero). 
 Muitos fungos podem ser consumidos diretamente como alimento, apresentando 
grande interesse por serem muito nutritivos. No Brasil, ainda são consumidos em 
pequena escala, ao contrário do que ocorre na Europa e no Japão. 
 
Medicina, ciências. Os fungos são de grande importância para o homem na produção de 
antibióticos (Penicillium - penicilina). É bom lembrar que os antibióticos tiveram, e ainda 
têm, grande importância para a sobrevivência da humanidade, mas seu uso 
indiscriminado levou à origem de linhagens resistentes de bactérias. 
 Algumas espécies como Saccharomyces cerevisiae, Neurospora crassa e Ustilago 
maydis, etc. têm sido estudadas como organismos modelo em áreas da ciência como a 
genética, fisiologia, bioquímica e biologia molecular. 
 
 
 
 
 
 
1) CLASSE MYXOMYCETES 
(Gr. myxo = secreção viscosa + myketes = fungo) 
 
Caracterização, Biologia e Importância dos Fungos 
 
 
 
 
Introdução à Biologia das Criptógamas 
Departamento de Botânica – Instituto de Biociências – Universidade de São Paulo 
45 
Características básicas 
 - Parede celular ausente. 
 - Plasmódio, estrutura vegetativa com movimentos amebóides e fagocitose. 
 - Reprodução por esporos. 
 
 A classe não pertence aos fungos verdadeiros, sendo filogeneticamente mais 
relacionada a diferentes protistas amebóides cuja linhagem tem sido denominada de 
Amoebozoa, tendo sido incluída em nosso estudo por seu interesse histórico e por ser 
estudada por micólogos. Produzem esporos, característica comum aos fungos, algas e 
outras plantas, mas apresentam um caráter amebóide dos plasmódios e mixamebas, 
desprovidos de parede celular e seu modo de nutrição é através do englobamento de 
partículas sólidas (fagocitose). Grupo relativamente homogêneo de organismos com cerca 
de 700 espécies. Cresce em locais sombreados e úmidos, principalmente sobre madeira e 
folhas em decomposição no interior de matas. 
 O plasmódio, a parte vegetativa do fungo, constitui-se de uma massa 
citoplasmática, multinucleada e envolta por membrana plasmática, mas sem parede 
celular. Sua aparência é gelatinosa, irregular, com até 10 cm de diâmetro, deslocando-se 
sobre o substrato através de movimentos amebóides e, portanto, não possui forma ou 
tamanho definidos. Os movimentos amebóides são devidos a proteínas contrácteis. 
Observado à lupa, por transparência, verifica-se intenso movimento interno ao plasmódio, 
caracterizado por “correntes citoplasmáticas”. Deslocando-se pelo substrato, o plasmódio 
fagocita partículas orgânicas sólidas, bactérias e esporos que são digeridos em vacúolos 
digestivos. Possuem pigmentos que dão cores variadas como o amarelo, enegrecido, etc., 
mas sua coloração é dependente do pH e tipo de alimento ingerido. 
 Esporângios diferenciam-se quando o ambiente torna-se progressivamente mais 
seco. São morfologicamente complexos e por isso denominados corpos de frutificação. 
Quando maduros, atingem alguns milímetros de comprimento e têm aparência 
dessecada, rompendo-se para liberação dos esporos que se dispersam através do ar. 
 O histórico de vida é haplobionte diplonte. Os esporos são resistentes ao 
dessecamento e germinam quando as condições são favoráveis. Na germinação são 
liberadas células flageladas ou células amebóides, dependendo da umidade ambiental. 
Essas células podem se interconverter e, finalmente, se comportam como gametas. Após 
a formação do zigoto, 2n, divisões mitóticas sucessivas diferenciam novamente o 
plasmódio. A meiose ocorre na formação dos esporos. 
 
Caracterização, Biologia e Importância dos Fungos 
 
 
 
 
Introdução à Biologia das Criptógamas 
Departamento de Botânica – Instituto de Biociências – Universidade de São Paulo 
46 
 
Exemplos: Lycogala, Hemitrichia, Arcyria, Stemonitis, Physarum, etc. 
 
 
Coleta: São saprófitas, crescendo sobre madeira em decomposição, folhas mortas, 
esterco, entre outros substratos orgânicos. Podem ser coletados principalmente junto ao 
solo das matas. O plasmódio, geralmente macroscópico, ocorre comumente após uma 
chuva, podendo permanecer por tempo mais prolongado em locais úmidos
Página1...101112131415161718...48