TRAB. MAPA TOP. doc 2003
10 pág.

TRAB. MAPA TOP. doc 2003


DisciplinaIntrodução A Mineração904 materiais1.658 seguidores
Pré-visualização2 páginas
1. Introdução 
Mapa é uma representação visual de uma região. Os mais conhecidos são 
representações bidimensionais de um espaço tridimensional. A ciência da 
concepção e fabricação de mapas designa-se cartografia. Por vezes a 
cartografia se debruça sobre a projeção de superfícies curvas sobre superfícies 
planas, no processo chamado planificação. 
Os mapas mais antigos que se conhecem foram encontrados na 
antiquíssima cidade de Hank Sukur, na Turquia, e datam de cerca de 6200 
antes de Cristo, estando pintados numa parede. Existem também mapas em 
outras culturas ancestrais como, por exemplo, na Asteca, na Esquimó, na 
Mesopotâmica. 
Mapa topográfico é uma variedade de mapas de larga escala que se 
caracterizam pela detalhada representação do relevo, principalmente através 
de curvas de nível, porém, em tempos passados, várias técnicas foram 
utilizadas. Normalmente define-se mapa topográfico aquele que mostra tanto 
os relevos naturais quanto artificiais, gerados pela ação do homem. O Centro 
de Informações Topográficas dos Estados Unidos o define assim: "Um mapa 
topográfico é uma representação gráfica detalhada e precisa dos relevos 
naturais e artificiais". Os mapas topográficos permitem a você ter uma visão 
tridimensional da paisagem sobre uma superfície bidimensional. Esses mapas 
mostram o relevo com suas elevações, montanhas, vales, água, vegetação e 
muito mais. E é isso que os distingue dos outros mapas. 
Os Mapas Topográficos tem por objetivo específico representar 
graficamente a planimetria e /ou a altimetria de uma região, incluindo não só os 
aspectos naturais, mas também os artificiais em escala adequada. O mapa 
topográfico que enfoca ambos (planimetria e altimetria) é chamado de plani-
altimétrico. 
Este trabalho tem como objetivo enfocar a descrição de mapa topográfico, 
incluindo sua história, as formas de leitura e interpretação, oferecendo desta 
forma uma visão geral da importância deste tipo de mapa para todas as áreas 
incluídas no nosso cotidiano, mineração, agricultura, turismo, dentre outros. 
 
 
 
 
 
2. Desenvolvimento 
Os mapas topográficos representam graficamente os métodos e 
procedimentos que serão utilizados na representação do terreno. E os métodos 
de procedimentos que levam a representação do relevo, cálculo das alturas 
(cotas ou altitudes) dos pontos de interesse e representá-los em planta 
mediante uma convenção altimétrica adequada. (figura 01) 
 
 
2.1 Interpretação de um mapa topográfico 
Diferentes mapas servem a diferentes propósitos. Se você está tentando 
dirigir de um ponto A para um ponto B, um mapa rodoviário é a melhor opção. 
Mas se você saiu da estrada, talvez ao fazer uma trilha, terá que dar uma 
olhada no terreno e elevação da terra. E isso quer dizer que você precisará ler 
um mapa topográfico. Qual a diferença entre um mapa topográfico e um mapa 
normal? Falando de modo simples, os mapas topográficos permitem a você ter 
uma visão tridimensional da paisagem sobre uma superfície bidimensional. 
Esses mapas mostram o relevo com suas elevações, montanhas, vales, água, 
vegetação e muito mais. E é isso que os distingue dos outros mapas. 
 
 
2.1.1 Linhas, cores e símbolos 
 Ao contrário de um mapa rodoviário onde o que a gente vê na maioria são 
estradas e ruas, um mapa topográfico fornece uma visão mais realista da 
paisagem. Isso inclui: 
- cultura: estradas, prédios, desenvolvimento urbano, limites, ferrovias, linhas 
de transmissão de energia; 
- água: lagos, rios, córregos, pântanos, corredeiras; 
- relevo: montanhas, vales, encostas, depressões; 
- vegetação: áreas arborizadas ou não, vinhas e pomares; 
- toponímia: nomes de lugares, nomes de recursos hídricos e nomes de 
rodovias. (figura 02) 
 O primeiro passo para aprender a ler um mapa topográfico é saber como 
interpretar as linhas, cores e símbolos. Nesses mapas, você irá ver grandes 
 
 
extensões de verde para vegetação, azul para água e cinza ou vermelho para 
áreas com construções (urbanas). As casas são pequenos quadrados pretos. 
Você verá grandes edifícios \u2013 como o shopping center que você freqüenta, por 
exemplo, com suas formas atuais. 
As linhas em um mapa topográfico podem ser retas ou curvas, sólidas ou 
tracejadas, ou ainda uma combinação delas. Essas linhas indicam limites, 
contornos, estradas, riachos e muito mais. Você verá essas linhas em várias 
cores \u2013 marrom, azul, vermelho, preto e roxo. Cada cor significa algo diferente. 
 
 
2.1.2 Linhas de contorno 
 As linhas de contorno são o que diferem os mapas topográficos dos outros 
mapas. As linhas de contorno são linhas traçadas no mapa e que conectam 
pontos de elevação igual, o que significa que se você seguir uma linha de 
contorno, a elevação se manterá constante. Essas linhas mostram a elevação 
e a forma do terreno. Elas são úteis porque ilustram o formato da superfície da 
terra \u2013 sua topografia \u2013 no mapa. Aqui vai uma maneira legal de interpretar as 
linhas de contorno: pegue um objeto como uma bola ou uma pilha de roupa 
suja e aponte um daqueles ponteiros a laser vermelho ao longo do objeto. A 
linha que você verá é parecida com a linha de contorno de um mapa 
topográfico. 
 A fim de manter a simplicidade, os mapas topográficos mostram linhas 
apenas para certas elevações. Essas linhas são uniformemente espaçadas. 
Nós chamamos esse espaçamento de intervalo de contorno. Por exemplo, se o 
seu mapa usa um intervalo de contorno de 3 metros, você verá linhas de 
contorno a cada 3 metros de elevação. Diferentes mapas usam diferentes 
intervalos, dependendo da topografia. Se, por exemplo, o terreno em geral é 
bastante elevado, o mapa por ter linhas de contorno com intervalos de 30 
metros. Isso facilita a leitura do mapa. 
Para deixar o mapa topográfico fácil de ler, cada quinta linha de contorno é 
uma linha mestra. Uma vez que é impraticável marcar a elevação de toda linha 
de contorno no mapa, as linhas mestras são as únicas classificadas. Elas são 
as mais escuras em comparação às linhas regulares de contorno. Você verá as 
marcas de elevações apenas nas linhas mestras. Para determinar as 
 
 
elevações, preste atenção na quantidade de espaço entre as linhas. Se os 
contornos estiverem muito próximos, você está olhando para uma ladeira bem 
íngreme. Se os contornos estiverem bastante espaçados, o terreno é 
relativamente plano. (figura 03) 
 
 
2.1.3 Escala 
 Os mapas não são de tamanho real \u2013 caso contrário, nós nunca 
conseguiríamos colocá-los em nossas mochilas. No lugar disso, os cartógrafos 
usam escalas, onde uma determinada medida no mapa equivale a uma grande 
quantidade no mundo real. (Figura 04) 
 O primeiro número de uma escala é sempre o 1. Esta é a sua unidade de 
medida, geralmente em centímetro. O segundo número é a distância do solo. 
Por exemplo, se o seu mapa tem uma escala de 1:24.000, significa que um 
centímetro no mapa equivale a 24.000 centímetros no mundo real (ou 240 
metros). A legenda da escala estará sempre na parte inferior do mapa. 
Um mapa de escala 1:24.000 é grande e fornece informações detalhadas sobre 
a área \u2013 isso inclui edifícios, áreas de camping, teleféricos entre outras coisas. 
Você também poderá ver pontes e estradas em um mapa com esta escala. 
 
 
2.2 Importância dos mapas topográficos 
 Em função desses mapas mostrarem tantas informações, eles podem ter 
vários usos. As pessoas usam mapas topográficos para a engenharia, 
conservação, gestão ambiental, planejamento urbano, criação de projetos de 
obras públicas e atividades ao ar livre como a pesca, acampamento ou 
caminhada. 
 Os