Resumo Puericultura
18 pág.

Resumo Puericultura


DisciplinaPuericultura35 materiais334 seguidores
Pré-visualização8 páginas
RESUMO PUERICULTURA 
EXAME FÍSICO DO RN
Estatura: menino 50cm / menina 49cm. 
Peso:3218 g (menino 3401g / menina 3245g). 
Aspecto geral
S. Down; S. Pierre-Robin
Trissomia 18, 13 e 15
Choro
Vernix \u2013 material cremoso e esbranquiçado composto de descamação de secreção sebácea: caseoso, corado por mecônio (parto pélvico, pós-maturo e sofrimento fetal).
Edema \u2013 devido a isso perde um pouco de peso depois.
Millium sebáceo \u2013 pontos brancos (normais).
Hemangiomas capilares \u2013 se for na nuca, fronte e pálpebra superior = normal. Se for grande e no crânio = exame. 
Recém-nascido vigoroso = ótimo. 
Palidez \u2013 asfixia; anemia; choque; edema. 
 X
Vernix: substancia branco-amarelada que recobre as dobras.
Pele: eritema tóxico no RN \u2013lesões eritemopapulosas, esparsas, amarelas e duras = normal e some na 1ª semana. 
Anexos: pelugem (fina e longa \u2013 cai na 1ª semana); unhas; cabelos.
Postura: 
MMSS \u2013 fletidos. 
MMII \u2013 semi fletidos. 
Mãos cerradas.
Prematuros dorme +/- 20h/dia. 
Cabeça: PC 1 a 2cm > PT (pré-termo).
Macrocefalia (hidrocefalia); microcefalia; craniostenose (soldura precoce de sutura entre os ossos do crânio \u2013 criança cresce, mas a cabeça e o cérebro não). 
Fontanelas: anterior/bregmática (fecha entre 9 e 18 meses); posterior/lambdoide (fecha aos 2 meses). Avaliar tensão e abaulamento \u2013 RN a 30 graus e quieto, para não dar tensão falsa. 
Craniotabes\u2013 depressão na tábua óssea = normal até os 3 meses, depois é sinal de raquitismo. 
Bossa Serossanguinolenta (subcutânea) \u2013 liquido no couro cabeludo que desaparece depois. 
Cefalomatoma \u2013 pressão liquida mais preocupante entre osso e periósteo (desaparece mais lentamente).
Olhos \u2013 colocar nitrato de prata para evitar doenças gonocócicas.
Conjuntivite argênica \u2013 crianças que tem alergia ao nitrato.
Microftalmia: toxoplasmose/citomegalovírus.
Catarata: rubéola/toxoplasmose 
Estrabismo \u2013 normal até os 6 meses.
Sinal de sol poente = hidrocefalia. 
Orelhas \u2013 apêndice auricular. 
Nariz 
Obstrução. 
Coriza intensa. 
Boca
Salivação aumentada = Atresia de Esôfago.
Pérolas de Bednar(iatrogenia).
Pérolas de Epsten: acúmulos de células epiteliais no palato duro (pontinhos no céu da boca = normal). 
Língua (é maior que em qualquer idade).
Macroglossia: hipotireoidismo/S. Beck With.
Anquiloglossia: língua presa \u2013 rara. 
Síndrome de Pierre-Robin (língua para fora): micrognatia (queixo pequeno); glossoptose; fissura palatina. 
Saliva normalmente cobre. Qualquer malformação de orelha, pede ultrassom de rim e vias urinarias, pq são formados no mesmo período embrionário. 
Face
Olhos: pregas epicânticas; pupilas isocóricas; hemorragias subconjuntival, escleral e retiniana são comuns; estrabismo; reflexo olho vermelho (ROV). 
ROV \u2013leucocoria (reflexo pupilar branco); catarata; retinoblastoma; coriorretinite e retinopatia da prematuridade. 
Orelhas: pavilhão auricular com formação completa; implantação normal dasorelhas; membrana timpânica visível pela otoscopia; apêndice pré-auricular.
Abdome
Avaliação do cordão umbilical 
Artéria umbilical única = malformação congênita (renal).
Coto umbilical cai com 7 a 10 dias.
Sinais de inflamação no coto umbilical: edema, vermelhidão, saída de secreção purulenta, dor.
Limpeza 3x/dia com álcool 70%
Sistema nervoso 
Avaliar se o RN é ativo e reativo. 
Reflexo de sucção: ao tocarmos os lábios do RN, verificamos movimentos de sucção. Desaparece aos 3 meses (vigília) e aos 6 meses (durante o sono).
Reflexo da preensão palmar: resposta é a flexão dos dedos e fechamento da mão. Desaparece aos 6 meses.
Reflexo da preensão plantar: resposta é a flexão dos dedos do pé. Desaparece aos 15 meses.
Reflexo da marcha \u2013 desaparece aos 2 meses.
Reflexo de Moro \u2013 desaparece com 3-6 meses. 
Reflexo de Babinski.
EXAME FÍSICO ESPECIAL
Tórax
Tórax em cilindro. 
Tipo respiratório: abdominal. 
FR = 50/min (acordado).
Ingurgitamento das mamas.
Maturidade: aspecto da aréola mamaria. 
Coração: 70-170 bat/min. 
Normal: 120 bat/min.
Hipóxia moderada \u2013 aumento FC.
Hipóxia grave \u2013 bradicardia. 
Pulso femoral \u2013 palpação obrigatória!
PA normal RN: 80 +/- 16 P sistólica. 46 +/- 16 P diastólica. 
Abdome
Abaulado: obstrução intestinal.
Escavado: hérnia diafragmática (buraco no diafragma) \u2013 vísceras sobem ao tórax pelo buraco. Causa também hipoplasia pulmonar, por causa das vísceras. 
Umbigo: 2 artérias e 1 veia \u2013 obrigatório ver quando nasce. 
Amniótico.
Cutâneo.
Mumifica de 8 a 10 dias. 
Limpar de dentro para fora e com frequência. 
Artérias: ligamentos umbilicais laterais.
Veia: ligamento redondo.
Podem estar presentes
Hérnia umbilical ou inguinal (urgência).
Diastese de reto \u2013 melhora depois.
Hemorragia de cordão.
Agenesia do musculo da parede. 
Fígado: 1 a 2cm RCD.
Baço: palpável só se parede muito flácida no RNT.Cuidado na DHRN.
Rim: palpável, principalmente o esquerdo.
Ânus e reto: 1º exame. 
Mecônio: eliminado 10-12 horas após nascimento.
Avaliar aparência do ânus \u2013 ânus pérvio = imperfurado. 
Região sacrococcígea
Seio ou fosseta sacrococcígea (buraquinho \u2013 relacionada com espinha bífida e bexiga neurogênica).
Sinus dérmico \u2013 buraquinho que sai líquor e pode dar meningite gravíssima. 
Massas:meningoceles, teratomas sacrococcígeos. 
Genitais \u2013 maturidade
Meninos: pênis com prepúcio estreito (fimose); hidroceles frequentes \u2013 coloca na penumbra com luza. Se tiver vermelho = liquido. 
Meninas: ingurgitamento vulvar; pequenos lábios proeminentes; secreção vaginal; sangramento vaginal; pesquisa de imperfuraçãohimental e aderência de pequenos lábios. 
Membros
Polidactilia. 
Sindactilia (dedos grudados).
Malformação ungueal.
Displasia Congênita de Quadril \u2013 displasia de quadril: Ortolani positivo associado a assimetria das pregas da face posterior das coxas e subglúteas. 
Pé torto congênito.
Fratura de clavículas (comum devido ao parto).
Paralisias obstétricas. 
EXAME FÍSICO NA CRIANÇA
A recepção da criança
Inicia no momento em que a família entra no consultório, observando quem traz a criança. 
No caso de lactentes: se no colo, a maneira como é carregado, modo de segurar, dados relacionados à segurança e a afetividade. 
Aos 3 meses de idade está mais ativa, é trazida no colo da mae geralmente de forma mais segura e sem tantos aparatos de proteção.
Durante o 2º semestre de vida, a criança pode entrar no consultório tranquila, sorrindo para o médico.
Por volta dos 9 meses, costuma estranhar as pessoas desconhecidas e reagir com medo e choro diante do médico. 
No lactente, o primeiro ano de vida é importante observar a atividade e o interesse da criança pelo ambiente.
O pré-escolar de 2 a 5 anos, entra no consultório andando junto com os pais. Observa-se a postura, as atitudes e o interesse no ambiente informam sobre seu grau de consciência. 
A partir dos 7 anos, entra no consultório mais confiante, encaminhando-se para sentar na cadeira ao lado da mãe. Neste momento já se observa a marcha, a postura, o estado de consciência e o interesse pelo ambiente.
Inspeção 
Inspeção geral: pede-se a mãe que tire toda a roupa da criança, observa-se como a mãe lida com a criança.
A partir dos 3 anos solicita à criança que tire a roupa, permanecendo de calcinha ou cueca. Em seguida pede que suba sozinha na mesa de exame e deite em decúbito dorsal. 
Antropometria
Peso: criança sem roupa deitado ou sentado na balança. Nunca pesar com fraldas, roupas, segurando objetos, presilhas ou adereços no cabelo e pescoço. 
Altura: para os lactentes utiliza-se o antropômetro, uma régua graduada com uma extremidade fixa no ponto zero e um cursor. 
Perímetro cefálico
As medidas antropométricas podem ser usadas como indicadores de saúde, performance e sobrevivência. 
Como o crescimento cerebral se dá predominantemente nos 3 primeiros anos de vida, o estudo do perímetro cefálico deve ser restrito a esse período. 
Cadeias ganglionares
Costuma apresentar cadeias palpáveis \u2013 em função do desenvolvimento do tecido linfoide
Amanda
Amanda fez um comentário
Muito bom!
0 aprovações
Carregar mais