A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
34 pág.
Guia dissecção do Cão - 03 Pescoço, Tórax e Membro Torácico

Pré-visualização | Página 1 de 12

MILLER
GUIA PARA
,.""
A DISSECÇAO
'. ,.""
DOCAO
-
TERCEIRA EDIÇAO
EVANS & de LAHUNTA
••
PESCOÇO, TÓRAX E MEMBRO
TORÁCICO
Inicialmente,façaumaincisãodalinhamédio-ventral,no nível
domembrotorácico,atéo ladomedialdaarticulaçãodocotovelodirei-
to.Façaumaincisãocircularnapelenajuntado cotovelo.Façainci-
sõesnapeledaslinhasmédio-ventralamédio-dorsal,noníveldoumbi-
goe napartecranialdopescoço.Rebataapeleparao planomédio-dor-
sal,deixandoos músculoscutâneose afásciasuperficialnocão.
Na dissecçãoseguintedenervose vasos,as artériaspodemser
reconhecidaspelolátexvermelhoquefoi injetadonosistemaarterial.As
veias,àsvezes,conterãocoágulossangüíneos,decoloraçãoescura.
VASOS E NERVOS DO PESCOÇO
No cão,existemoitoparesdenervosespinhaiscervicais.O pri-
meironervocervicalpassapeloforamelateraldoatlas.Os nervosres-
tantespassamatravésdos foramesintervertebraisquesesucedem.O
oitavonervocervicalemergedo forameintervertebralquefica entrea
étimavértebracervicale aprimeiratorácica.Imediatamenteapósdei-
xaremos forames,os nervossedividememramosventraisgrandese
ramosdorsaispequenos.Os ramosdorsaisinervamestruturasdorsais
àsvértebras(verFig. 93)e nãoserãodissecados.Ao dissecarnervos,é
útil separar,delicadamente,os tecidosmediantea inserçãodeumate-
ouraesuaaberturaposterior,paraafastarostecidos.Faixasfasciaisde
tecidoconjuntivoseromperão,masosnervosemgeralresistem.Outro
métodoparaexpornervosconsisteemrasparostecidosmoles,seguin-
doo caminhomaisprovávelsobreasuperfíciedeummúsculoouentre
músculos,comumapinçade pontafina. Logo quealgumnervoseja
visível,siga-oemambasasdireções.
Palpeaasadoatlasedissequeafásciapróximaà suabordacau-
doventral,paradescobriroramoventraldosegundonervocervical(Fig.
9), queseencontraao ladoou profundamente,comrelaçãoà borda
audoventraldoplatisma,queé dorsalà veiajugularexterna.Separea
fásciaqueencobreo nervoatéencontrá-lo.Ele emergeentreosmúscu-
loscleidomastóideoe omotransverso.O ramoventraldo segundoner-
\'0cervicaldivide-seemdoisramoscutâneos:(1)O grandenervoau-
ricular estende-seemdireçãoà orelha.Ele seramificae inervaapele
dopescoço,daorelhae atrásdacabeçacomramossensoriais.Rastreie
o nervoatéo pontopermitidopelasreflexõesmuscularese cutâneas
presentes.(2)O nervocervicaltransversoramifica-senapeledaparte
ranioventraldopescoço,e nãoprecisaserdissecado.
A veiajugular externa (Fig. 90),bilateralmenteno pescoço,é
formadapelasveiaslinguofaciale maxilar.O corpoovóidequeseen-
contranabifurcaçãoformadapor aquelasveiasé a glândula salivar
mandibular (verFig. 13).Os linfonodosmandibulares (verFig. 13)
encontram-seemambosos ladosdaveialinguofacial,ventralmenteà
glândulasalivarmandibular.
Aplique umaligadurae seccionetransversalmentea veiajugu-
larexternaaproximadamenteemsuametade,rebatendocadaextremi-
dade.Em algumasespécies,as veiasomobraquiale cefálica(Fig. 90)
podemserobservadasentrandona veiajugular, apóscruzaremo om-
bro.Elas podemserseccionadase rebatidas.Livre o músculoester-
::locefálicoe seccione-oa 3 cmde suaorigem.Rebatao músculocra-
niodorsalmente,atéumpontocranialaolocalondeo segundonervocer-
ical o cruza.Seccioneobraquiocefálicotransversalmente,1cmcranial-
menteà interseçãoclavicular.Rebata-oemdireçãoa suasinserções
cervicale mastóidea.
Os linfonodoscervicaissuperficiaisencontram-seemumape-
quenaáreadetecido,cranialaoombro.Elesselocalizamprofundamente
às partescervicaisdos músculosbraquiocefálicoe omotransverso,e
recebemdrenagemlinfáticadaáreacutâneadacabeça,dopescoçoe do
membrotorácico.
O nervoacessórioou11."nervocraniano (Fig. 90)éumnervo
grande,encontradoprofundamenteàspartescraniaisdo músculoester-
nocefálico.À medidaqueeleemergedo cleidomastóideo,cruzao se-
gundonervocervical,correaolongodabordadorsaldoornotransverso
eterminanapartetorácicadotrapézio.Dissequeo espaçoentreo trapé-
zioeo cleidocervicale identifiqueessenervopassandocaudalmenteao
trapézio.O nervoacessórioé o úniconervomotordo trapézio.Além
disso,eleinerva,emparte,o ornotransversoe asporçõesmastóideae
cervicalçlobraquiocefálicoe do estemocefálico.
Libereabordaventraldoomotransversoealevante.Procurepelos
ramosventraisdosterceiro,quartoequintonervoscervicais(Fig.89),
queestãodistribuídosdemaneirasegmentarparaosmúsculose apele
do pescoço.O terceiroe o quartonervos,apósemergiremdosforames
intervertebrais,passamatravésdafásciaprofundae doomotransverso.
Podeserdifícil identificarcadanervocervical,enãoénecessáriofazê-lo.
Seccioneo estemoióideoeesternotireóideo,queestãofundidos,
a uns2 cmdesuaorigem,e rebata-osatéassuasinserções.Partesda
traquéia,da laringe,da glândulatireóide,do esôfagoe da bainhada
carótidaestãoexpostas.Identifiqueessasestruturasemseuespécime.
Noteaartériacarótidacomumdorsalaoestemotireóideo.Coladoaoseu
ladomedial,estáo tronco do nervo vagossimpático.O linfonodo re-
trofaríngeo medial (verFig. 13)encontra-seno ladoopostoàlaringe,
ventrolateralmenteà bainhadacarótida.
TÓRAX
Vasossuperficiaisenervos
daparedetorácica
Antesdedissecarasveiase nervostorácicos,estudeasFigs. 91
e 94,quemostramo padrãodedistribuiçãodessasestruturas.Noteque
aartériaeo nervodecadaespaçointercostaldividem-seemramosdor-
saise ventrais.Os ramosdorsaisentramnosmúsculosepaxiais.Os ra-
mosventraisdescemosespaçosintercostais,juntoàbordacaudaldecada
costela.Osramosarteriaisdorsaiseventraisderivamdasartériasinter-
costaisdorsais.As trêsprimeirasartériasintercostaisvêmdeumramo
do troncocostocervical,e asnoverestantesvêmdaaorta.As attériase
veiasintercostaisdorsaistêmramoscutâneoslateraisqueperfuramos
músculosintercostaise adjacentesparairrigarestruturascutâneas,in-
cluindo asglândulasmamáriastorácicas.As artériase veiasintercos-
taisdorsalpassamventralmente,ondeseanastomosamcomos ramos
e/outributáriasintercostaisventraisdaartériae dasveiastorácicasin-
ternas,respectivamente.Na superfícieventraldecadaespaçointercos-
tal, ramosperfurantesdosvasostorácicosinternosemergeme suprem
estruturascutânease asglândulasmamáriastorácicas.
68 PESCOÇO, TÓRAX E :MEMBRO TORÁCICO
(I
- - Esternocefálico
- - -Cleidomastóideo
I
I
Tronco
vagossimpáticoI
I
Omotransversal
Fig. 89 Ramosventraisdosnervosespinhaiscervicaisqueemergemdamusculaturacervical.
Os ramosnervososdorsaise ventraisderivamdecadanervoes-
pinhal, à medidaqueele emergedo forameintervertebral.Os ramos
ventraisdosprimeiros12nervostorácicossãonervosintercostaisetêm
ramoscutâneoslateraise ventraise ramosmediais.Estesé quevão
majoritariamenteparaosmúsculos.
Fileirasderamoscutâneoslateraise dorsaisdosnervosintercos-
tais,dasartériase veiasemergemaintervalosregularesentreascostelas
e supremo músculocutâneo,o tecidosubcutâneoeapele.Os nervosdo
ladodorsalvêmdosramosdorsaisdosnervostorácicos.Umafileirade
ramoscutâneosventraisemergepelaorigemdomúsculopeitoralprofun-
do,apóspenetrarassuasterminaçõesventraisnosespaçosintercostais.
Essesvasossãoramosperfurantesdaartéria'edaveiatorácicasinternas.
Osnervossãoramosterminaisdosnervosintercostais.Emboraelesemer-
jam emintervalosregulares,nemtodosserãovistosnadissecção.
A mamatorácicacranial é supridapelosquarto,quintoe sexto
vasoscutâneosventraise lateraisrespectivose nervos,bemcomopor
ramosdosvasostorácicoslaterais.Os últimossãovasossuplementa-
res,queserãodissecadosmaistarde.
A mama torácica caudal é supridade maneirasemelhanteà
anterior,pelossétimoe sextonervose vasoscutâneostorácicos.Além
disso,ramosmamáriosdosvasosepigástricossuperficiaiscraniaissu-
premessamama.
A axilaéo espaçolocalizadoentreomembrotorácicoeaparede
torácica.Suasdelimitaçõesventraissãoos músculospeitorais,e dor-
salmenteseulimiteéainserçãodoserrátilventralnaescápula.Cranial-
mente,estende-seabaixodosmúsculosquevão do braçoaopescoço
Caudalmente,umaextensãosemelhanteé encontradaabaixodosmú
culosgrandedorsale cutâneodotronco.
A artéria, a veia e os nervos torácicos laterais emergemdE
axila,entreo grandedorsaleosmúsculospeitoraisprofundos.O nen',
é motorparao cutâneodo troncoe