A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
69 pág.
Exercícios de vários conteúdos da Língua Portuguesa.pdf

Pré-visualização | Página 23 de 26

do verbo com o sujeito da oração. 
Essa concordância é definida por regras que 
têm como referência o padrão culto da língua 
portuguesa. 
 
Regra geral: 
O verbo deve concordar com o sujeito 
em número e pessoa. 
 
Exemplos: 
Eu sou, Senhor, simplesmente humano. 
Carlita e Valdecinda não eram simplesmente 
mulheres. 
 
Outros casos: 
 
I. Sujeito Composto: 
 
a) Anteposto ao verbo ⇒ o verbo vai para o 
plural. 
 
Ex. O técnico e seus nadadores chegaram ao 
clube. 
 
b) Posposto ao verbo ⇒ o verbo vai para o 
plural ou concorda com o núcleo mais 
próximo. 
 
Ex. Chegou ao clube o técnico e seus 
nadadores. 
ou Chegaram ao clube o técnico e seus 
nadadores. 
 
c) Núcleos sinônimos ⇒ O verbo fica no 
singular ou vai para o plural. 
 
Ex. A coragem e o destemor caracteriza(m) 
seu comportamento. 
 
d) Composto de pessoas gramaticais 
diferentes ⇒ o verbo vai para o plural da 
pessoa que tem prevalência. 
eu + tu + ele = nós 
tu + ele = vós 
 
Ex. Eu, tu e João iremos à festa de São João. 
Tu e Rafagina ireis à festa de São João. 
 
e) Resumido por aposto: tudo, nada, 
ninguém... ⇒ o verbo concorda com o 
aposto resumidor. 
 
Ex. O professor, os alunos, ninguém acreditou 
em você. 
Gertrudinha, Marinalva, todas eram lindas. 
 
f) Com núcleos ligados por OU ⇒ 
- O verbo concorda com o núcleo mais 
próximo, se indicar exclusão. 
 
Ex. Atlético ou Coritiba será campeão. 
 
- O verbo concorda com o núcleo mais 
próximo, se indicar retificação. 
 
Ex. Ladrão ou ladrões roubaram a casa. 
 
- O verbo concorda no plural, se indicar 
adição. 
 
Ex. Um tapa ou um soco nos derrubava. 
 
II. Outros Casos: 
 
a) Sujeito coletivo ⇒ 
- O verbo fica no singular. 
 
Ex. Um bando fazia tremenda algazarra. 
 
- Quando o coletivo vier seguido de 
substantivo no plural, o verbo pode ficar no 
singular ou ir para o plural. 
 
Ex. Um bando de crianças fazia tremenda 
algazarra. 
ou Um bando de crianças faziam tremenda 
algazarra. 
 
 
 
 
Itaipu 
 Prof. França Português 
 
 
Atualizada 16/05/2006 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores TM 
 
58 
b) Expressões indicativas de quantidade: 
Grande número de..., a maior parte de..., a 
maioria de..., grande parte de... ⇒ o verbo 
fica no singular ou vai para o plural: 
 
Ex. Grande parte dos alunos foram aprovados 
no vestibular. ou A maioria fugiu. 
 
c) Mais de um..., mais de uma... ⇒ 
- O verbo fica no singular: 
 
Ex. Mais de um prisioneiro fugiu da delegacia. 
 
- Se houver reciprocidade o verbo irá para o 
plural. 
 
Ex. Mais de um aluno olharam-se assustados. 
 
d) Se o sujeito for apalavra QUE ⇒ o verbo 
concordará com o antecedente. 
 
Ex. Fui eu que fiz aquele trabalho. 
Fostes vós que fizestes aquele trabalho. 
 
e) Se o sujeito for a palavra QUEM ⇒ o verbo 
concordará com o antecedente ou fica na 
terceira pessoa do singular. 
 
Ex. Fui eu quem fiz / fez aquele trabalho. 
Fostes vós quem fizestes / fez aquele 
trabalho. 
 
f) Se o sujeito for: 
Qual 
Quem nós 
Algum de 
Nenhum vós 
Alguém 
 
O verbo ficará na terceira pessoa do singular. 
 
Ex. Qual de vós irá à festa de Leudegunda? 
Nenhum de nós foi reprovado no teste. 
 
g) Se o sujeito for: 
Quais nós 
Quantos de 
Alguns 
Muitos vós 
 
O verbo ficará na terceira pessoa do plural ou 
concordará com o pronome pessoal. 
 
 
 
Ex. Quais de vós ireis/irão à festa de 
Leudegunda? 
Alguns de nós farão/faremos o trabalho. 
 
h) Nome próprio no plural ⇒ verbo na 
terceira pessoa do singular, mas se o nome 
vier acompanhado de artigo, o verbo 
concordará com ele. 
 
Ex. Os Lusíadas Contam as conquistas da 
Nação portuguesa. 
Os Andes separam a América do Sul. 
Campinas fica em São Paulo. 
O Amazonas deságua no Atlântico. 
 
i) Pronome de tratamento ⇒ verbo na 
terceira pessoa. 
 
Ex. Vossa Senhoria saiu cedo hoje. 
Vossa Excelência deve orientar seus 
ministros. 
 
 
j) Partícula SE: 
- Pronome apassivador ⇒ o verbo concorda 
com o sujeito. 
Isso ocorre com VTD ou VTDI + SE: 
 
Ex. Vendem-se casas no litoral catarinense. 
Entregou-se a chave da casa ao proprietário. 
 
- Índice de indeterminação do sujeito ⇒ 
nesse caso o verbo ficará sempre na 
terceira pessoa do singular, pois o sujeito 
estará indeterminado. 
Isso ocorre com VI, VL e VTI + SE: 
 
Ex. Precisa-se de novos funcionários. 
Era-se mais feliz antigamente. 
Vive-se bem nesta cidade. 
 
26. Verbos DAR, BATER e SOAR: 
- Se houver sujeito na oração ⇒ o verbo 
concordará com ele. 
 
Ex. O relógio da igreja deu 10h. 
O sino soou dez badaladas. 
 
- Se não houver sujeito ⇒ o verbo 
concordará com o numeral. 
 
Ex. No relógio da igreja bateram 10h. 
Deram 10 badaladas no sino da torre. 
 
 
Itaipu 
 Prof. França Português 
 
 
Atualizada 16/05/2006 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores TM 
 
59
Concordância dos verbos impessoais: 
 
- Verbo HAVER = a existir, acontecer, 
ocorrer ou indicando tempo decorrido ⇒ o 
verbo ficará sempre na terceira pessoa do 
singular e se receber um auxiliar, este 
também se tornará impessoal, logo sempre 
no singular. 
 
Ex. Havia muitas pessoas na festa. 
Devia haver muitas pessoas na festa. 
Houve muitos bailes neste clube. 
Há dez anos ela partiu. 
Havia dez anos que não a via. 
Devia haver dez anos que não a via. 
 
 
Verbo FAZER indicando clima ou tempo 
decorrido ⇒ sempre no singular. 
 
Ex. Faz dez anos que ela partiu. 
Deve fazer dez anos que ela partiu. 
Fez dias quentes no outono passado. 
 
- Verbo SER indicando horas, distâncias e 
datas ⇒ o verbo concordará com a 
expressão numérica. 
 
Ex. Hoje são 10 de junho. 
Até a cidade são 5 quilômetros. 
Já são dez horas. 
 
- Verbos que indicam fenômenos da 
natureza ⇒ sempre na terceira pessoa do 
singular: 
 
Ex. Choveu muito ontem. 
Nevou no sul do País. 
 
Nos exercícios de 01 a 40, efetue a 
concordância, escolhendo a forma verbal 
adequada. 
1. Naquele dia, em que todos estavam 
agitados, ____________, por causa da 
tempestade que insistia em não parar, dez 
alunos. (faltou / faltaram) 
2. _______________, naquela época em que 
a informação não viajava rápido, fatos 
terríveis. (aconteceu / aconteceram) 
3. Mesmo depois de todos os cálculos, ainda 
__________ quarenta blocos (falta / faltam) 
4. Ainda não ______________ os 
documentos. (chegou / chegaram) 
5. Não se apressem alunos, ______________ 
cinco minutos para começar a aula. (falta / 
faltam) 
6. _________ quatro pessoas para fazer o 
trabalho. (basta / bastam) 
7. Um bando ______________. (chegou / 
chegaram) 
8. Um bando de alunos ______________. 
(chegou / chegaram) 
9. A multidão ______________. (gritava / 
gritavam) 
10. A multidão de torcedores ____________. 
(gritava / gritavam) 
11. Minas Gerais ________________ grandes 
escritores. (revelou / revelaram) 
12. Os Estados Unidos 
____________________ milho. (exporta / 
exportam) 
13. Os Lusíadas ___________ a viagem de 
Vasco da Gama. (contam / conta) 
14. Vossa Majestade ______________ à 
reunião? (compareceu / comparecestes) 
15. Vossas Excelências _______________ a 
decisão. (apoiaram / apoiastes) 
16. Fui eu que ________________ o 
problema. (resolvi / resolveu) 
17. Fomos nós que ________________ a 
dívida. (pagamos / pagou) 
18. Fui eu quem ____________ o exercício. 
(resolvi / resolveu) 
19. Fomos nós quem _____________. 
(colaborou / colaboramos) 
20. __________ - se em discos voadores. 
(acredita / acreditam)