Tabernáculo de Moisés Kevin J. Conner  completo por yanna
50 pág.

Tabernáculo de Moisés Kevin J. Conner completo por yanna


DisciplinaTeologia12.695 materiais30.030 seguidores
Pré-visualização50 páginas
isso nos deixa com 1.775 ciclos para serem usados nos ganchos, capitéis e ligaduras das colunas do pátio (Êxodo 30.11-16 \u2013 compare com Números 1.45,46 e Êxodo 38.25-28).
Se cada base correspondia a 3.000 ciclos, então cada base representava o preço da redenção de 6.000 almas. Cada tábua tinha duas bases. Cada tábua, portanto, era \u201csustentada\u201d por 12.000 israelitas redimidos. Hoje, a Igreja é o verdadeiro Israel espiritual de Deus (Gálatas 6.16). No livro de Apocalipse está escrito que 12.000 de cada tribo de Israel serão selados com o selo do Deus Vivo (7.1-8). Deus sabe o número dos que foram redimidos por Jesus de cada povo, língua, tribo e nação (Apocalipse 5.9,10).
Estas bases representavam o verdadeiro fundamento do Tabernáculo. Como já vimos, cada tábua tinha dois encaixes (duas mãos ou apoios) para que pudesse permanecer nas bases de prata. As bases de prata eram o fundamento ou ponto de apoio de cada tábua. Nenhuma tábua poderia se apoiar no solo do deserto deste mundo; o metal redentor era o ponto de apoio das tábuas (compare com Mateus 7.24-29). Da mesma forma, nenhum crente deve se apoiar no solo arenoso e corrupto dos padrões do mundo; em vez disso, deve permanecer firme na verdade do sacrifício de sangue e na Palavra de Deus. \u201cNinguém pode colocar outro alicerce além do que já está posto, que é Jesus Cristo\u201d (1Coríntios 3.9-14). Estabelecer o alicerce de forma adequada é absolutamente essencial. Assim como Moisés usou a prata da expiação como fundamento para a construção do Tabernáculo no Antigo Testamento, Paulo colocou o alicerce apropriado do sacrifício de sangue para a Igreja do Novo Testamento (para textos adicionais sobre o verdadeiro fundamento, veja Salmo 11.3; Isaías 28.16; Lucas 6.46-49 e Hebreus 6.1,2).

10. Faça também travessões de madeira de acácia: cinco para as armações de um lado do tabernáculo, cinco para as do outro lado e cinco para as do lado ocidental, na parte de trás do tabernáculo. O travessão central se estenderá de uma extremidade à outra entre as armações... os quais também terão que ser revestidos de ouro (Êxodo 26.26-28,29)
Em cada lado da estrutura deveriam ser colocados 5 travessões de madeira de acácia revestidos de ouro. Esses travessões deveriam ser fixados nas tábuas através das argolas de ouro para dar reforço e servir de apoio à estrutura, mantendo-a numa posição firme. Sem esse reforço a estrutura seria facilmente abalada pelos ventos do deserto. Podemos notar que a função desses travessões era dar estabilidade e firmeza ao Tabernáculo. Não há indicação sobre a posição exata desses travessões, de forma que tem havido muita especulação a respeito. Alguns diagramas mostram dois travessões transversais no topo paralelos a dois outros travessões transversais na parte inferior sustentando a estrutura e mantendo-a numa posição firme. Outros sugerem que os travessões seriam colocados de forma diagonal formando um grande \u201cX\u201d' com um travessão central que percorria todo a comprimento da estrutura (veja diagramas).
Uma observação interessante é feita em relação ao travessão central. Ao falar dele, as Escrituras dizem que o \u201ctravessão central se estenderá de uma extremidade à outra entre as armações\u201d (Êxodo 26.28) e mais adiante, \u201cFizeram o travessão central de uma extremidade à outra, passando pelo meio das armações\u201d (Êxodo 36.33). Talvez esse travessão atravessasse um buraco no meio de cada tábua. Nesse o caso, ele estaria no meio de cada tábua, passando através das tábuas.
Visto isoladamente, o travessão central se refere ao Senhor Jesus Cristo, que está no meio do seu povo redimido (Mateus 18.20; João 19.18 e Apocalipse 1.8). Ao falar de Jesus, Paulo diz: \u201cPois dele, por ele e para ele são todas as coisas. A ele seja a glória para sempre! Amém\u201d (Romanos 11.36).
Quando visto em conjunto, os cinco travessões podem ser interpretados de uma outra maneira. Cinco é o número da graça de Deus. A graça de Deus se manifesta na Igreja de muitas formas. Urna forma pela qual Deus trata com seu povo para lhe dar estabilidade é através de cinco ministérios. Assim como esses cinco travessões deveriam estabilizar toda a estrutura, evitando que o Tabernáculo sofresse algum abalo por causa de qualquer vento que o atingisse, Deus colocou cinco ministérios em sua Igreja (Tabernáculo) para proteger a Igreja de ser levada por qualquer vento de doutrina. Para que o Corpo fosse edificado, Ele designou alguns para apóstolos, profetas, pastores, evangelistas e mestres (Efésios 4.11-16). Assim como os travessões tinham a função de manter as tábuas unidas firmemente, assim esses ministérios mantêm a Igreja unida em seu propósito. Sem esses cinco ministérios a Igreja perde a estabilidade, a firmeza e até mesmo sua estrutura.
Os cinco travessões estão em cada lado da estrutura. Esta verdade relacionada aos cinco ministérios deve ser percebida por toda a Igreja, no mundo inteiro. Não é algo específico de um determinado local, mas deve fazer parte de cada igreja local do Novo Testamento. A Igreja é a casa de Deus, edificada sobre o fundamento estabelecido pelos apóstolos e profetas \u201ctendo Jesus Cristo como pedra angular, no qual todo o edifício é ajustado e cresce para tornar-se um santuário santo no Senhor. Nele vocês também estão sendo edificados juntos, para se tornarem-se morada de Deus por seu Espírito\u201d (Efésios 2.20-22 - veja também 1 Pedro 2.5; Colossenses 2.2, 19).

11. ... e faça argolas de ouro para sustentar os travessões (Êxodo 26.29)
A argola é símbolo de eternidade, do infinito, de algo sem começo nem fim. Deus tem estabelecido uma aliança eterna de amor com seus redimidos (Hebreus 13.20). O amor de Deus é o vínculo entre os crentes (1Coríntios 13). Se todas as 48 armações tivessem três argolas, por onde passariam os cinco travessões, elas poderiam apontar para as \u201ctrês coisas que permanecerão\u201d: a fé, a esperança e o amor (1Coríntios 13.13). São esses três elementos que nos unem a Deus e a todos os outros crentes eternamente.
A estrutura do Tabernáculo era composta de tábuas revestidas de ouro, bases de prata da redenção, cinco travessões estabilizadores e argolas de ouro unindo tudo. A Igreja, a casa de Deus, permanece unida através da redenção que está em Cristo Jesus, pela eterna aliança do amor de Deus e pelos cinco ministérios do Senhor ressurreto. Quando todos esses elementos se unem, surge então uma única Igreja!

AS CORTINAS E AS COBERTURAS
_____________________Êxodo 26.1-14; 36.8.19___________________
\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc\ufebc

1. Considerações gerais
Havia várias cortinas e coberturas dentro do Tabernáculo, penduradas ou caindo em dobras sobre a estrutura. Alguns diagramas sugerem que as últimas coberturas seriam colocadas em forma de tenda sobre varas. Como essas coberturas seriam especificamente posicionadas não temos informação. Deus, contudo, nos mostrou a ordem como essas coberturas deveriam ser colocadas sobre a estrutura e os materiais dos quais elas eram feitas. Esses fatos por si só nos oferecem um vasto campo de pesquisa.
As cortinas e as coberturas usadas no Tabernáculo deveriam obedecer à seguinte ordem:

Cortinas de linho fino (Êxodo 26.1-6 e 36.8-13): Essas cortinas deveriam ser colocadas diretamente sobre a estrutura e compunham o verdadeiro teto do Santuário.

Cortinas de Pêlo de cabra (Êxodo 26.7-13 e 36.14-18): Essas cortinas, referidas também como \u201ctendas\u201d, seriam colocadas sobre as cortinas de linho fino.

Peles de carneiro tingidas de vermelho (Êxodo 26.14 e 36.19): Descritas como uma das coberturas; eram as próximas na ordem.

Coberturas de couro (Êxodo 26.14 e 36.19): Essa era a cobertura final, que era avistada por aqueles que estavam do lado de fora do Tabernáculo.

Aparentemente as duas primeiras eram cortinas e as outras duas eram coberturas. \u201cEles levarão as cortinas internas do tabernáculo, a Tenda do Encontro, a sua cobertura, a cobertura externa de couro...\u201d (Números 4.25).

2. Faça o tabernáculo com dez cortinas interna... (Êxodo 26.1)
A primeira coisa mencionada é que deveria haver
Diogenes
Diogenes fez um comentário
amigo vc dispõe dos outros dois da coleção ?
0 aprovações
Josiel
Josiel fez um comentário
affz
0 aprovações
Carregar mais