Tabernáculo de Moisés Kevin J. Conner  completo por yanna
50 pág.

Tabernáculo de Moisés Kevin J. Conner completo por yanna


DisciplinaTeologia12.554 materiais29.767 seguidores
Pré-visualização50 páginas
(Isaias 22.23). \u201cDele [Judá] virão a pedra fundamental, e a estaca da tenda... (Zacarias 10.3,4). Jesus foi pregado na cruz.
As cordas e as estacas, portanto, se relacionam diretamente com o Senhor Jesus Cristo que foi pregado (fincado com estacas) na cruz por nós para tornar-se aquele que nos mantém (prega, fixa) no lugar certo. Sua graça, seu amor e sua segurança nos sustentam e nos mantêm de pé (colunas). Sua Graça e seu amor nos dão força, firmeza e retidão em meio as tempestades da vida. Sua graça e seu amor capacitam o crente a testemunhar sobre a justiça de Deus em Cristo.
Assim como as cordas e estacas falam a respeito de Cristo, também se aplicam à Igreja, particularmente da expansão da Igreja como habitação de Deus. O Senhor diz à sua Igreja: \u201cAlargue o lugar de sua tenda, estenda bem as cortinas de sua tenda, não o impeça; estique suas cordas, firme suas estacas. Pois você se estenderá para a direita e para a esquerda; seus descendentes desapossarão nações e se instalarão em suas cidades abandonadas\u201d (Isaias 54.1-3. Veja também Isaias 33.20-22 e Jeremias 10.20). A Igreja é instruída a alargar suas fronteiras para receber os gentios. Como podemos ter certeza que esse texto se refere à Igreja? Porque Paulo, sob inspiração do Espírito Santo, aplica Isaías 54.1 à Igreja do Novo Testamento (Gálatas 4.27).
O Tabernáculo de Moisés estava relacionado a uma nação. Suas medidas eram somente para aquela nação. No Tabernáculo de Davi há uma ampliação, no sentido de que todas as nações venham a ser abençoadas através de Jesus Cristo. A Igreja do Novo Testamento é o Tabernáculo no qual todas as nações encontram lugar.

10. Resumo do pátio externo
A seguir, apresentamos um resumo dos pontos principais relacionados ao pátio:

1. O linho fino aponta para o padrão de justiça de Deus, que todos precisam enfrentar antes de se aproximar dele.
2. As 60 colunas com bases de bronze representam os 60 homens justificados pela fé que fazem parte da notável genealogia do Messias; ou os crentes em Cristo que se firmam (manifestam) na justiça de Deus.
3. As bases de bronze indicam que o juízo contra o pecado foi consumado.
4. As ligaduras de prata, os ganchos e os topos ligam, sustentam e coroam as 60 colunas com o plano de redenção.
5. As medidas das cortinas de linho ao redor do pátio totalizavam 1.500 côvados quadrados, apontando para a Dispensação da Lei, o período de 1.500 anos de Moisés até Cristo.
6. Havia apenas uma entrada para o pátio. Há apenas um caminho que leva o homem a Deus.

A ENTRADA DO PÁTIO
____________________Êxodo 27.16; 38.18,19____________________
\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb

1. Considerações gerais
A entrada do pátio recebe pelo menos três diferentes títulos ao longo das Escrituras, entre eles: entrada (Êxodo 27.16), cortina para a porta do pátio (Números 3.26 \u2013 KJV) e porta do pátio (Números 3.26 \u2013 ERA).
Essa entrada assinalava a via de acesso ao Tabernáculo. Ao redor do Tabernáculo havia um muro alto de linho fino. Qualquer pessoa que se aproximasse do Tabernáculo por outro lugar que não fosse a entrada, encontraria aquela parede de linho. Essas cortinas externas de linho funcionavam como um aviso de \u201cEntrada Proibida\u201d, mas se alguém acompanhasse as cortinas acabaria chegando à entrada. A mensagem sugerida pela entrada era bastante diferente. Ela dizia que o homem podia entrar, mas somente à maneira de Deus. Aquela entrada era a única maneira de chegar ao pátio. Todos tinham que passar por ela. Todo o povo de Israel, de qualquer tribo, e todos os estrangeiros em Israel, vindos dos quatro cantos do acampamento, distantes ou próximos, tinham que vir da mesma forma (Efésios 2.11-18).
Qualquer pessoa que tentasse entrar no Tabernáculo de outra forma, seja escalando o muro ou passando por baixo das cortinas, seria visto como um ladrão ou assaltante. Deus colocou somente uma entrada no Tabernáculo, pois há somente um caminho para o homem se aproximar de Deus, e este passa pela entrada (leia João 10.1-10). Podemos notar quatro coisas sobre esta entrada:

1. Era a única entrada para o pátio. Jesus disse: \u201cEu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim\u201d (João 14.6). Assim como só havia uma entrada, há somente um Salvador, um mediador entre Deus e os homens. \u201cDebaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos\u201d (Atos 4.12).
2. Era uma entrada larga. Essa entrada era larga o suficiente para permitir a entrada de qualquer pessoa que quisesse entrar. Deus deseja \u201cque todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade\u201d (1 Timóteo 2.4).
3. Era uma entrada bonita. Ela era bordada com virias cores, de modo que aqueles que buscavam algo belo em meio ao deserto seriam atraídos por ela.
4. Era uma entrada inconfundível. Ninguém poderia errar confundindo-a com o resto do muro. As cores da entrada do pátio a distinguiam claramente, de modo que todos a viam, diferenciando-a do muro de cortinas de linho branco do pátio externo. Não havia como confundir esta única entrada. Jesus Cristo se distinguia dos demais homens pelo que Ele era, pelo que fez e pelo que disse. Ele permanece como o único justo. Só Jesus foi o único homem sem pecado, o redentor cuja justiça faz parte de sua própria natureza e essência. Não houve nenhum justo antes dele nem haverá depois! Ele se tornou para nós justiça; santidade e redenção (1 Coríntios 1.30; Jeremias 23.5 e 33.15).

2. Na entrada do pátio havia uma cortina de linho fino trançado e de fios de tecidos azul, roxo e vermelho, obra de bordador (Êxodo 38.18).
Aqui foram usados os mesmos materiais utilizados na construção da porta do Santuário e do segundo véu (veja o capítulo sobre as entradas do Tabernáculo). Iremos simplesmente mencionar os conceitos principais relacionados a cada tipo de material:

Linho fino trançado \u2013 Refere-se a Cristo como o justo retratado no Evangelho de Lucas
Bordados azuis \u2013 Apontam para Cristo como \u201caquele que desceu do céu\u201d do Evangelho de João
Bordados roxos \u2013 Representam Cristo como Rei, a respeito de quem Mateus testificou.
Bordados vermelhos \u2013 Descrevem Cristo como o Cordeiro que derramou seu sangue, que é o tema central do Evangelho de Marcos.

O linho fino era trançado com essas três cores. Isso nos revela o fato de que a vida de Cristo foi envolvida, entrelaçada e permeada pelo Espírito de Deus. Cristo foi o perfeito exemplo para nós da natureza, caráter, atitudes, dons, talentos e virtudes da eterna divindade, pois nele habita corporalmente a plenitude da divindade (Colossenses 1.19; 2.9 e João 3.34). Sua vida estava totalmente comprometida e envolvida com a obra do Espírito Santo.

3. Tinha nove metros de comprimento [vinte côvados], e à semelhança das cortinas do pátio, tinha dois metros e vinte e cinco centímetros de altura [cinco côvados] (Êxodo 38.18).
A entrada do pátio deveria ter 5 côvados de altura e 20 de comprimento, isto é, deveria ser ampla o suficiente para permitir a entrada de todos os que cressem. Esta entrada tinha 100 côvados quadrados, o que pode ser interpretado isoladamente como um total (100%) compromisso com Deus. Mas quando observamos as medidas dessa entrada em relação a outras entradas do Tabernáculo, temos uma outra idéia. Veja a seguir:

A entrada do pátio tinha			100 côvados quadrados (5 x 20)	
A porta do Tabernáculo tinha 		100 côvados quadrados (10 x 10)
O segundo véu tinha			100 côvados quadrados (10 x 10)
O que nos dá um total de	300 côvados quadrados nas áreas de entrada

O número 300 é representativo de várias coisas, mas basicamente é o número do remanescente fiel. Em cada geração, Deus tem preservado um grupo de pessoas que se rendeu 100% à vontade do Senhor. O exército de Gideão é um exemplo desse grupo de pessoas que não desistia de participar das ações de Deus, sem se importar com o custo. Gideão tinha 300 homens fiéis que organizou em três grupos de 100 (Juizes 7.6). Enoque é outro exemplo de homem fiel em meio a uma geração perversa. A Bíblia narra que Enoque
Diogenes
Diogenes fez um comentário
amigo vc dispõe dos outros dois da coleção ?
0 aprovações
Josiel
Josiel fez um comentário
affz
0 aprovações
Carregar mais