Tabernáculo de Moisés Kevin J. Conner  completo por yanna
50 pág.

Tabernáculo de Moisés Kevin J. Conner completo por yanna


DisciplinaTeologia12.678 materiais29.953 seguidores
Pré-visualização50 páginas
caminhou com Deus, e após gerar Matusalém viveu mais 300 anos, e então foi transportado para a glória de Deus (Gênesis 5.21-24).
Temos então três entradas totalizando 300 côvados quadrados. Os 100 côvados quadrados da entrada do pátio conduziam o sacerdote aos 100 côvados da porta do Santuário. Os 100 côvados quadrados da porta do Santuário conduziam aos 100 côvados quadrados do véu e à presença da glória de Deus.
Podemos parar antes de alcançarmos a plenitude desses 300 côvados. Alguns atingem 30%, outros 60%, mas Deus quer 100% (Mateus 13.23). O Senhor Jesus quer 100% de compromisso nosso com Ele, em todas as ocasiões. Quer nos provar em cada peça da mobília à medida que nos aproximamos da plenitude da sua glória.

4. ... com quatro colunas e quatro bases de bronze. Seus ganchos e ligaduras eram de prata, e o topo das colunas também era revestido de prata (Êxodo 38.19).	
A entrada do pátio era sustentada por quatro colunas com bases de bronze. Essas colunas faziam parte das 60 colunas que completavam todo o pátio externo e simbolizavam a disponibilidade da entrada para todos que desejassem. Qualquer pessoa podia vir até a entrada, mas devia vir pelo caminho da entrada. O número quatro nos fala dos quatro evangelhos: Mateus, Marcos, Lucas e João.
Estes quatro livros da Bíblia apresentam como podemos nos aproximar de Deus através de Cristo. Estes quatro Evangelhos são representados nas quatro cores da entrada do pátio e apresenta Cristo como a entrada. Tratam da jornada de Cristo aqui na terra. Não podemos ter acesso à Igreja do Novo Testamento (Santuário) sem antes passar pelas quatro colunas, a entrada que aponta para o Senhor Jesus Cristo. As quatro colunas vistas em relação ao total de 60 colunas, podem também significar o fato de que na genealogia de Cristo, conforme encontramos em Mateus e Lucas, havia quatro mulheres, mencionadas juntamente com seus maridos (Mateus 1.3, 5,6). Tamar, Raabe, Rute e Batseba, todas elas estão incluídas na genealogia. Vemos aqui uma mistura de hebreus e gentios, onde todos se tomam parte da raça eleita através da graça divina.
Todas as três entradas tinham colunas. A entrada do pátio tinha quatro colunas (Êxodo 27.16). A porta do Tabernáculo tinha cinco colunas revestidas de ouro (Êxodo 26.36,37). O véu também tinha quatro colunas revestidas de ouro (Êxodo 26.31-33). Estas três entradas juntas tipificam o Senhor Jesus Cristo, que disse: Eu sou...

1. O Caminho: A entrada do pátio é considerada o único caminho para entrar no Tabernáculo. Ela estava aberta a todos os israelitas. A cortina da entrada ocultava a mobília do pátio.
2. A Verdade: Representada pela porta do Tabernáculo. A porta ocultava a mobília do Lugar Santo. Estava aberta para todos os sacerdotes ministrarem.
3. A Vida: Representada pelo segundo véu, que ocultava a única peça da mobília do Lugar Santíssimo. Ela estava aberta somente para o sumo sacerdote (João 14.1,6 e Hebreus 7.25,26).

Note estes versículos relacionados à \u201centrar na Presença do Senhor\u201d e leia também Isaias 60.11,18; Gênesis 28.17; Apocalipse 21.21, 25; 22.14:

\u201cAbram as portas da justiça... Esta é a porta do Senhor\u201d (Salmo 118.19,20).
\u201cAbram as portas para que entre a nação justa, a nação que se mantém fiel\u201d (Isaias 26.1-4).
\u201cEntrem por suas portas com ações de graças, e em seus átrios, com louvor...\u201d (Salmo 100.4).
\u201cEle (Deus) ama as portas de Sião...\u201d (Salmo 87.2; 122.2; 24.7).

O ALTAR DE BRONZE
Êxodo 27.1-8; 30.28,29; 38.1-7; Levítico 6. 10-14; 8.10,11; 16.18,19; ____________________Números 3.30,31; 16.36-40; 19__________________
\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb

1. Considerações gerais
O altar de bronze não é de forma alguma o primeiro altar mencionado nas Escrituras. De fato, através de todo Antigo Testamento há uma revelação gradual do altar. Muitos dos primeiros heróis da fé foram homens de sacrifício. Podemos constatar isso nos exemplos a seguir:

1. Há evidências implícitas da existência de um altar no primeiro sacrifício pelo pecado do homem feito pelo próprio Deus no Jardim do Éden (Gênesis 3.21-24)
2. Há um altar também implícito na oferta de Abel à entrada do Éden (Gênesis 4.1-4 e Hebreus 11.4)
3. Noé edificou um altar ao Senhor. Esta é a primeira vez que a palavra \u201caltar\u201d é usada especificamente (Gênesis 8.20)
4. Abraão edificou um altar para selar a aliança que Deus fizera com ele (Gênesis 12.7)
5. Isaque também edificou um altar para marcar a renovação da aliança em sua época (Gênesis 26.25)
6. Jacó também edificou um altar sob as ordens do Senhor (Gênesis 35.1)

A revelação de Deus é sempre gradual. Todos esses altares acrescentaram algo na revelação e são precursores daquilo que viria através do altar de bronze.
	Deus permitiu que fossem construídos altares para sua honra. Contudo, vemos nas Escrituras que Ele instruía como o altar deveria ser feito. Em Êxodo 20.24-26, lemos o seguinte:
Deus permitiu que os filhos de Israel edificassem um altar de terra. Ali Ele celebraria a memória de seu nome. Talvez esse fosse o tipo de altar encontrado nos primeiros dois casos citados acima (veja também 2 Reis 5.17). Deus permitiu que eles edificassem um altar de pedra não lavrada. Essa pedra não poderia ser tocada por nenhuma ferramenta para não profanar o altar (veja 2 Reis 18.31).
Em Êxodo 17.1 lemos que Deus ordenou um altar de Bronze. Os altares de Deus não tinham degraus (Êxodo 20.26) e este não era exceção.
Alguns sugerem que haveria uma rampa para subir ao altar, porque o uso de degraus era proibido. Deus proibiu o uso de degraus porque não queria que a carne fosse vista quando o sacerdote estivesse ministrando. A carne era uma característica das festas e cerimoniais pagãos. As nações pagãs ao redor de Israel estavam todas envolvidas em oferecimentos de carne para seus ídolos. Israel deveria ser um povo separado. Não há lugar para \u201ca carne\u201d no altar de Deus (Êxodo 20.25-26; 28.43 e Levítico 9.22).

2. Faça um altar... (Êxodo 27.1)
Como já mencionamos, havia dois altares no Tabernáculo: o altar de ouro do incenso e o altar de bronze. Às vezes há certa confusão sobre a qual altar as Escrituras se referem em determinada passagem, porém, se tivermos em mente duas características relacionadas ao altar de ouro do incenso, não teremos dificuldade em discerni-lo. Primeiramente, nenhum sacrifício de sangue era oferecido no altar do incenso. Em segundo lugar, somente aos sacerdotes era permitido entrar no Lugar Santo onde o altar de ouro estava localizado. O altar de bronze é referido nas Escrituras das seguintes formas:

Altar de madeira de acácia (Êxodo 27.1)
Altar do holocausto (Êxodo 30.28; 31.9; 35.16; 38.1; 40.6)
Altar de bronze (Êxodo 38.30; 39.39).
O altar (Êxodo 29.36-44; Levítico 1.5; 8.11).
A mesa do Senhor (Malaquias 1.7,12)
O altar à porta do Tabernáculo (Levítico 1.5)

A palavra \u201caltar\u201d literalmente significa \u201clevantado\u201d, \u201calto\u201d ou \u201csubindo\u201d (veja João 3.14; 8.28; 12.32-34). Jesus Cristo foi levantado na cruz, seu altar. Desde então Ele subiu aos céus e está no alto, acima de todos (Atos 2.30-36). No pensamento hebraico, essa palavra também significa \u201clugar de morte\u201d. No grego, ela traz a idéia de um lugar \u201cpara a morte, o holocausto das vítimas\u201d. O Calvário foi de fato um lugar de morte. Cristo foi levado como um Cordeiro para o matadouro e tosquiado vivo por nós (Atos 8.32; Is 53). Assim, o altar apontava para a cruz do Calvário, onde tudo que o altar de bronze prenunciava foi cumprido.

3. ... de madeira de acácia... (Êxodo 27.1)
A mesma madeira usada na arca da aliança na mesa dos pães da Presença, no altar do incenso, nas tábuas e nas colunas deveria ser usada também no altar de bronze. A mesma verdade em relação a todas as outras peças da mobília aplica-se também aqui. A madeira de acácia é branca, durável, \u201cincorruptível\u201d, expressando a humanidade sem pecado e incorruptível de Cristo. Ele não foi corrompido pelo pecado, nem por Satanás nem pela maldade desse mundo. Seu corpo não viu corrupção nem quando Ele foi colocado no sepulcro (Hebreus 7.25-27; Salmo 16.10;
Diogenes
Diogenes fez um comentário
amigo vc dispõe dos outros dois da coleção ?
0 aprovações
Josiel
Josiel fez um comentário
affz
0 aprovações
Carregar mais