Tabernáculo de Moisés Kevin J. Conner  completo por yanna
50 pág.

Tabernáculo de Moisés Kevin J. Conner completo por yanna


DisciplinaTeologia12.695 materiais30.030 seguidores
Pré-visualização50 páginas
ganchos e ligaduras de prata		
O óleo do candelabro			Êxodo 27.20,21	39.27
As vestes sacerdotais			Êxodo 28 		39.1-32
A consagração dos sacerdotes 		Êxodo 29		Levítico 8.1-36
O altar de incenso				Êxodo 30.1-10		37.25-28
O preço da propiciação (resgate) 	Êxodo 30.11-16	38.21-31
A pia de bronze				Êxodo 30.17-21	38.8
 O óleo santo da unção			Êxodo 30.22,23	37.29
O incenso					Êxodo 30.34-38	37.39
Os construtores				Êxodo 31.1-11		35.30-36.7
Moisés inspeciona a obra						39.33-49
Conclusão da obra: a glória de Deus enche o Santuário		40

11. Tempo gasto na construção
Nosso Deus é o soberano governante do universo, e quando Ele diz que \u201ctodas essas coisas lhes ocorreram como exemplos\u201d (KJV), Ele quer dizer todas as coisas. Nosso Deus é detalhista. Cada detalhe presente no Tabernáculo refere-se a uma verdade para os tempos futuros. Assim, descobrimos que até mesmo o tempo gasto para a construção do Tabernáculo traz uma importante revelação. O tempo por si mesmo é uma profecia daquilo que iria ocorrer 1500 anos mais tarde na encarnação do Senhor Jesus Cristo.
Quando comparamos Êxodo 19.1 e Números 9.1 com elementos da tradição judaica, descobrimos que o Tabernáculo levou aproximadamente nove meses para ser construído. Após esses nove meses ele tornou-se a habitação de Deus.
O Senhor Jesus Cristo, a Palavra que se fez carne, esteve em preparação por nove meses no ventre de Maria (Mateus 1.21,23 e Colossenses 1.19). Podemos constatar assim a verdade de Hebreus 10.5-8: \u201cum corpo me preparaste\u201d. Em Jesus Cristo habita corporalmente toda a plenitude da Divindade. Nele habita (ou \u201ctabernacula\u201d) a plenitude da natureza divina, sendo assim a completa expressão de Deus encarnado.
Assim como o Tabernáculo levou nove meses para ser construído pela Palavra e pelo Espírito de Deus, o mesmo ocorreu na encarnação. Maria foi envolvida pelo Espírito e pela Palavra que se fez carne. Jesus é a perfeita e apropriada morada para Deus habitar (Lucas 1.30-38; Colossenses 1.19; 2.9).

FORMAS DE ABORDAGEM

Existem basicamente duas formas de abordagem para o estudo do Tabernáculo de Moisés.
A primeira começaria pela entrada do pátio, prosseguindo pelo altar de bronze até chegar à arca da aliança, no Lugar Santíssimo.
Esta abordagem está relacionada à jornada do homem até Deus, que é o caminhar da fé.
Para se aproximar de Deus, o homem deve começar pela entrada, aceitando o sacrifício de Jesus Cristo. Depois ele avança progressivamente até chegar à plena glória de Deus, assim como é vista no Lugar Santíssimo.
	A segunda abordagem seguiria a ordem da revelação, começando com a arca da aliança e seguindo em direção ao altar de bronze e ao pátio.
Esta abordagem está relacionada à jornada de Deus até o homem, isto é, o caminho da graça.
Se primeiramente Deus não vier até o homem pela sua graça, este não será capaz de permanecer na presença de um Deus santo.
Neste estudo empregaremos a segunda forma de abordagem, começando por onde Deus começou. Seguiremos a ordem da graça soberana: Deus vindo do seu trono no céu até a terra para buscar e resgatar o pecador, através do seu amor.
Do altar de bronze para a arca da aliança: o homem se aproximando de Deus pela fé.
Da arca da aliança até o altar de bronze: Deus se aproximando do homem através da graça. (Nota do autor: O professor pode escolher qualquer uma dessas abordagens, pois os comentários desse estudo são adequados a ambas).

MATERIAIS USADOS NA CONSTRUÇÃO

Antes de qualquer investigação sobre o Tabernáculo de Moisés, é preciso considerar quais os materiais determinados por Deus para serem usados na estrutura do Tabernáculo, pois através desses materiais Deus estava revelando verdades eternas. Deus usa os elementos da Criação para revelar parte da verdade da redenção (Romanos 1.20). Não podemos esquecer que cada palavra que procede da boca de Deus tem um significado eterno. Não importa se compreendemos ou não o significado de cada palavra, isso não muda o fato de que a Palavra de Deus é verdadeira.
Assim, conforme observamos os materiais usados no Tabernáculo, descobrimos que Deus usou esse outro caminho para expressar sua verdade. Deus sempre se revela ao homem de modo progressivo, do nível mais baixo para o mais alto. Ele passa do ritual para a realidade, da sombra para a substância, do tipo para o antítipo, da profecia para o cumprimento, do simbolismo para a verdade espiritual, do natural para o espiritual, do primeiro para o segundo e do terreno para o celestial.
Os materiais usados no Tabernáculo de Moisés são mencionados em duas passagens das Escrituras: Êxodo 25.1-7 e 35.4-9: \u201cDiga aos israelitas que me tragam uma oferta. Receba-a de todo aquele cujo coração o compelir a dar. Estas são as ofertas que deverá receber deles: ouro, prata e bronze, fios de tecidos azul, roxo e vermelho, linho fino, pêlos de cabra, peles de carneiro tingidas de vermelho, couro [peles de animais marinhos \u2013 ERA], madeira de acácia, azeite para iluminação; especiarias para o óleo da unção e para o incenso aromático; pedras de ônix e outras pedras preciosas para serem encravadas no colete sacerdotal e no peitoral\u201d. (Nota: estes materiais foram oferecidos voluntariamente pelo povo. Deus não está interessado na aparência e sim numa atitude que vem do coração).
Os materiais listados por Deus pertencem a três categorias naturais: mineral, vegetal e animal.
Os materiais de origem mineral usados no Tabernáculo são:

1. Ouro: Tanto no Antigo como no Novo Testamento, o ouro sempre está relacionado à divindade, à natureza divina, para a glória de Deus e de Deus Pai. (Examine os seguintes versículos: Jó 23.10; 1 Pedro 1.7; 2 Pedro 1.4 e Apocalipse 21.21,22).
2. Prata: Esse metal precioso relaciona-se com a redenção, com a expiação, com o valor do resgate e com Deus, o Filho. Essa relação se torna evidente no preço pago pela traição de Cristo, nosso resgatador (veja também: Êxodo 30.11-16; Zacarias 11.12,13 e 1 Pedro 1.18-20).
3. Bronze: Esse metal simboliza poder e juízo contra o pecado, e está relacionado ao Espírito Santo de Deus. Deus declara que se nós não atentarmos para a sua voz, o céu sobre nossas cabeças será como bronze (Deuteronômio 28.13-23), expressando o juízo de Deus sobre o homem. Se nós não atentarmos para a sua voz, Ele não atentará para a nossa voz (passagens adicionais: Números 21.5-9; Jó 40.18; Isaías 4.4 e Apocalipse 1.12-15).
4. Pedras preciosas: As pedras preciosas deveriam ser utilizadas principalmente nas vestes sacerdotais, representando os vários dons do Espírito Santo, a glória dos santos, as riquezas pertencentes ao povo de Deus e os atos de justiça dos filhos de Deus. Elas dão testemunho tanto da Palavra quanto do Espírito (1 João 5.6-11) Para referências adicionais, veja Provérbios 17.8, 1 Coríntios 3.9-17 e Apocalipse 21.18-20.

Os materiais de origem vegetal usados no Tabernáculo são:

1. Linho fino: Apocalipse 19.7,8 menciona claramente que o linho fino \u201csão os atos justos dos santos\u201d. Os santos, contudo, somente experimentam essa justiça quando se revestem de Cristo. Assim, esse elemento representa primeiramente a justiça de Cristo (veja também Apocalipse 15.5,6).
2. Madeiro de acácia: Esta madeira usada no Tabernáculo é bastante durável. A Septuaginta traduz como \u201cincorruptível\u201d ou \u201cnão deteriorável\u201d. Como a madeira é produzida na terra, ela revela a natureza humana de Cristo. A madeira de acácia ou madeira incorruptível está relacionada à humanidade incorruptível, sem pecado, do Senhor Jesus Cristo, que é o \u201crenovo [ramo novo] justo\u201d. Da mesma forma também está relacionada ao seu corpo redimido, a Igreja (veja Isaías 11.1-3 e Jeremias 25.5-6).
3. Óleo para a iluminação: O óleo sempre simboliza o Espírito Santo. Aqui ele é usado para a iluminação, revelando o ministério de iluminação representado pelo Espírito Santo. Cabe ao Espírito Santo iluminar nossos olhos para a Palavra de Deus (1 João 2.20,27; João 1.41).
4. Especiarias para o óleo da unção: A unção com óleo revela a ação do Espírito Santo nos ungindo para
Diogenes
Diogenes fez um comentário
amigo vc dispõe dos outros dois da coleção ?
0 aprovações
Josiel
Josiel fez um comentário
affz
0 aprovações
Carregar mais