Tabernáculo de Moisés Kevin J. Conner  completo por yanna
50 pág.

Tabernáculo de Moisés Kevin J. Conner completo por yanna


DisciplinaTeologia12.542 materiais29.731 seguidores
Pré-visualização50 páginas
o ministério. As especiarias, portanto, referem-se aos dons, caráter, fruto e outras ações do Espírito Santo (1 João 2.20,27; Gálatas 2,23 e Cantares 4.16).
5. Especiarias para o incenso aromático: O incenso simboliza a oração, que chega ao Senhor como incenso (Salmo 141.2). As especiarias para este incenso aromático representam os vários aspectos ou tipos de oração: intercessórias, de louvor e de adoração a Deus. O incenso sempre se move no sentido do homem em direção a Deus (Lucas 1.10; Romanos 8.26,27 e Apocalipse 5.8).

Os materiais de origem animal usados no Tabernáculo são:

1. Tecido azul (obtido de moluscos): Basta olhar para cima num dia claro para ver que o azul é naturalmente a cor do céu. Na Palavra de Deus o azul também é a cor celestial. Se fôssemos designar uma cor para cada evangelho, o evangelho de João certamente seria o azul, pois apresenta Cristo como o Senhor que veio dos céus (Êxodo 24.10; Ezequiel 1.26 e 1 Coríntios 15.47-49).

2. Tecido roxo (ou) púrpura (obtido de moluscos): esta era a cor mais preciosa dos tempos antigos e referia-se à nobreza ou reino. A cor púrpura seria adequada para o evangelho de Mateus, que apresenta Jesus como rei. Veja também Juízes 8.26; Lucas 16.19 e João 19.1-3.
3. Vermelho (obtido de vermes e insetos): Vermelho é a cor do sangue e lembra sacrifício. Essa cor se refere à obra redentora de Cristo ao oferecer sua vida em sacrifício, derramando seu sangue pelos pecados de muitos (Levítico 17.11 e Isaías 1.18). Vermelho seria a cor do evangelho de Marcos, que retrata o sofrimento sacrificial de Cristo.
4. Pêlos de cabra: Cabras eram usadas basicamente como oferta pelo pecado no Antigo Testamento. Assim, a cobertura feita de pêlos de cabra refere-se ao pecado (Levítico 4.22-29 e 16.15,16).
5. Peles de carneiro tingidas de vermelho: O carneiro, assim como o cordeiro, era um animal de sacrifício. Abraão ofereceu um carneiro no lugar de seu filho Isaque. As peles de carneiro referem-se à consagração, dedicação e substituição (Gênesis 22.13,14; Êxodo 29).
6. Couro (possivelmente de animais marinhos): O couro desses animais não tem grande valor. Era usado na parede externa do Tabernáculo para protegê-lo. Se um observador olhasse para o Tabernáculo teria essa visão. Se relacionarmos o couro desses animais a Cristo, encontraremos a humanidade de Cristo. O couro aponta para seu corpo terreno, sem qualquer majestade ou beleza para nos atrair. A beleza de Cristo estava em seu interior, não em sua aparência externa (Isaías 52.14 e 53.1-3).
Retomaremos a essa parte freqüentemente, pois estas verdades simbólicas serão mantidas nos demais ensinamentos.

A ARCA DA ALIANÇA
_________Êxodo 25.10-22; 37.1-9; 40.20,21; Levítico 16.13-15_______
 \ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb\ufebb

Tipos de arca
No Antigo Testamento, Deus dispôs a revelação da verdade divina em três diferentes arcas, todas indicando um sentido de preservação. A primeira arca mencionada nas Escrituras é a arca de Noé (Gênesis 6.13-9.18). Esta arca foi fabricada com madeira de cipreste e revestida de piche por dentro e por fora. O conceito de preservação é evidente nessa arca, pois nela foram preservadas as vidas dos animais e de oito pessoas, salvando-as das águas do juízo e da morte (1 Pedro 3.20).
A segunda arca mencionada no Antigo Testamento foi preparada para preservar a vida de um bebê, Moisés, e a chamaremos aqui de arca de Moisés (Êxodo 2.3-6). Esta arca era feita de junco e vedada com piche por dentro e por fora, assim como a arca de Noé. Aqui, também, podemos notar que a arca foi usada para preservar o bebê Moisés das águas da morte. É interessante notar que a palavra hebraica \u201ctebah\u201d é usada para se referir a essas duas arcas, significando literalmente \u201ccaixa, baú, embarcação ou arca\u201d.
A terceira arca referida na Bíblia é a arca da aliança. Ao mencionar essa arca, a Bíblia emprega uma palavra hebraica totalmente diferente, \u201carown\u201d, que significa \u201cbaú ou arca\u201d, mas também carrega uma série de outras conotações. Em Gênesis 50.26, esta mesma palavra é usada com relação ao caixão (sarcófago) de José. Em outra passagem, em 2Reis 12.10,11, encontramos essa palavra usada em referência a uma caixa (cofre) para guardar dinheiro. Porém, essa palavra é usada com mais freqüência em relação à arca da aliança. A arca da aliança é mencionada no Antigo Testamento com vários títulos ou nomes diferentes. Ela é chamada de:

1. Arca do testemunho (Êxodo 25.22)
2. Arca da aliança do Senhor (Números 10.33)
3. Arca do Soberano, o Senhor (1 Reis 2.26).
4. Arca do Senhor, o Soberano de toda a terra (Oséias 3.13).
5. Arca de Deus (1 Samuel 3.3)
6. Arca sagrada (2 Crônicas 35.3)
7. Arca de tua fortaleza (Salmo 132.8 - ERA)
8. Arca da aliança de Deus (Juízes 20.27 \u2013 ERA).
9. Arca da aliança (Josué 3.6)
10. Arca do Senhor (Josué 4.11)
11. Arca do Deus de Israel (1 Samuel 5.7)
12. Arca de madeira de acácia (Êxodo 25.10)

A arca da aliança era feita de madeira de acácia, revestida de ouro por dentro e por fora. Essa arca também trazia a idéia de preservação, que pode ser claramente percebida no episódio da travessia do rio Jordão pelo povo de Israel (Josué 3-4). Enquanto a arca guiava o caminho, os filhos de Israel foram preservados das águas do Jordão (salvos da morte). Além disso, a idéia de preservação também pode ser aplicada com relação às Tábuas da Lei, ao vaso contendo o maná e à vara de Arão que floresceu, objetos guardados dentro da arca da aliança.

2. Faça uma arca... (Êxodo 25.10)
Em Êxodo 25.8, Deus expressou o desejo de viver entre seu povo chamado e escolhido. Assim, Deus deu instruções a Moisés para construir um Santuário onde Ele pudesse habitar no meio deles. Deus disse a Moisés para fazer tudo \u201csegundo o modelo\u201d revelado a ele no monte. Por quê? Porque em cada detalhe da construção, nas próprias instruções, nos materiais, nas dimensões e cores, Deus ocultaria verdades divinas e eternas. Assim, no versículo 10, Deus começa pela arca de madeira de acácia. Essa arca, provavelmente, é a peça mais importante em todo o Antigo Testamento. Na verdade, é a única peça que habitou em três diferentes Tabernáculos ou Santuários (1Crônicas 16.1 e 1Reis 8.9). Há aproximadamente 185 referências à arca no Antigo Testamento, e em todas podemos perceber o quanto Deus a considerava importante. A primeira referência à arca aparece aqui, em Êxodo 25.10, e a última menção a ela no Antigo Testamento se encontra em Jeremias 3.14-16. A última referência à arca na Bíblia está em Apocalipse 11.19, onde a verdadeira \u201carca da sua aliança\u201d é vista no céu.
Mas por que Deus começa exatamente com esta arca ou baú de madeira revestido de ouro? Por que Deus designou especificamente este objeto do Santuário para ser construído em primeiro lugar? Para podermos compreender isso melhor, devemos começar analisando o que esta arca representa. A arca da aliança do Senhor representa o seguinte:

1. A arca representa o Trono de Deus na terra;
2. A arca representa a presença de Deus em Cristo, pelo Espírito, no meio do seu povo redimido;
3. A arca representa a glória de Deus, revelada na ordem divina e na adoração;
4. A arca representa a plenitude da divindade revelada no Senhor Jesus Cristo (Colossenses 1.19 e 2.9). O que a arca representava para Israel no Antigo Testamento, Jesus Cristo é para sua Igreja, o Israel espiritual, no Novo Testamento.

Deus começa a revelação do seu Santuário por Ele mesmo: '\u201dNo princípio Deus\u201d (Gênesis 1.1). Deus começa no Lugar Santíssimo, no Santo dos Santos, na sala do trono, com a arca da aliança. Era sobre esta peça que o sumo sacerdote aspergia o sangue da expiação uma vez por ano (Levítico 16 e Hebreus 9.7). Era a partir dessa peça que a voz de Deus falava com Moisés, o legislador e com Arão, o sumo sacerdote (Levítico 1.1). Todos os outros objetos ocupam um lugar secundário em relação à arca do Senhor. Se a arca da presença de Deus fosse removida do Tabernáculo (como aconteceu com o Tabernáculo de Davi), tudo mais perderia
Diogenes
Diogenes fez um comentário
amigo vc dispõe dos outros dois da coleção ?
0 aprovações
Josiel
Josiel fez um comentário
affz
0 aprovações
Carregar mais