A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
116 pág.
A legislação e o marketing de produtos que interferem na amamentação

Pré-visualização | Página 44 de 44

o leite humano e a prática de amamentar sejam o melhor, muitas 
crianças são desmamadas precocemente e alimentadas com substitutos 
do leite materno com a utilização de mamadeiras. A substituição dessa 
prática natural representa importante fonte de lucros para produtores e 
distribuidores desses produtos. Assim, uma eficiente promoção comercial 
utilizando técnicas de marketing abusivas é atitude que necessita ser 
controlada pelos responsáveis pela Saúde Pública, utilizando-se de 
educação, vigilância sanitária e monitoramento. Uma das importantes 
formas de promoção comercial dá-se no sistema de saúde, por meio de 
profissionais, especialmente pediatras e nutricionistas. Existem instrumentos 
legais para auxiliar o controle do marketing de produtos que substituem a 
amamentação: desde 1988 temos a NBCAL, revista e atualizada em 1992 e 
2001, e que foi sancionada como Lei n° 11.265, de janeiro de 2006. Mas os 
profissionais de saúde a conhecem?
A legislação e o
 marketing de
 produtos que
 interferem na
 amamentação:
 um guia para o
 profissional
 de saúde
MINISTÉRIO DA SAÚDE
1ª edição
1ª reimpressão
Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde
www.saude.gov.br/bvs
Brasília – DF
2015
9 7 8 8 5 3 3 4 1 6 2 3 9
ISBN 978-85-334-1623-9
Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde
www.saude.gov.br/bvs

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.