A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
QUESTÕES   FUNÇÃO RENAL COM GABA

Pré-visualização | Página 1 de 1

FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU
CURSO: FARMÁCIA. DISCIPLINA: BIOQUÍMICA APLICADA
PROFESSOR: MÁRIO ABEL
QUESTÕES AMINOÁCIDOS E PROTEÍNAS
1 – Quais são os compostos que darão origem aos cinco principais nitrogenados não protéicos que serão excretados do organismo?
A uréia e a amônia são compostos gerados a partir da degradação de aminoácidos, a creatinina é proveniente do metabolismo da creatina muscular, o ácido úrico é produto da degradação de bases púricas (adenina e guanina) e a bilirrubina é produto da degradação de hemeproteínas.
2 – Qual dos nitrogenados eliminados do organismo pode ser usado para o diagnóstico de disfunção renal? Por quê?
Para o diagnóstico de disfunção renal pode-se utilizar as dosagens de creatinina. A creatinina é um composto nitrogenado cuja única via de excreção é a urina, por isso, é muito utilizada na determinação da taxa de filtração glomerular, teste que pode indicar problemas renais.
3 – Qual dos nitrogenados eliminados do organismo pode ser usado para o diagnóstico de disfunção hepática? Por quê?
Para o diagnóstico de disfunção hepática pode-se utilizar a determinação da concentração de bilirrubina e de amônia plasmáticas. A bilirrubina é um composto nitrogenado produzido nos locais onde ocorre destruição de eritrócitos, necessitando sofrer metabolismo no fígado. A alteração da concentração de bilirrubina indica a possibilidade de doenças hepáticas. A amônia é um nitrogenado originado do metabolismo de aminoácidos que participa do Ciclo da Uréia no fígado para formação desse principal excreta nitrogenado. A alteração da concentração de amônia é um importante indicativo de que o Ciclo da Uréia e todas as enzimas envolvidas nessa via metabólica hepática não estão funcionando corretamente, o que também é indicativo de distúrbio hepático.
4 – Por qual razão o principal excreta nitrogenado dos humanos é a uréia, se nosso organismo produz inicialmente amônia em maior concentração, através da degradação de aminoácidos?
Na degradação de aminoácidos ocorre uma grande produção de amônia, porém este composto é muito tóxico para o organismo, necessitando de muita água para sua eliminação. Assim, as moléculas de amônia produzidas participam de uma via metabólica junto com o aspartato para gerar a uréia, composto nitrogenado menos tóxico ao organismo e que necessitada de pequena quantidade de água para ser eliminado, devido à sua boa solubilidade.
5 – Qual é a principal patologia associada ao quadro de hiperuricemia? Como essa patologia é caracterizada?
A hiperuricemia está associada aos quadros de uma doença inflamatória das articulações denominada Gota. A gota é caracterizada por uma reação inflamatória nas articulações decorrente de lesão celular pela presença de cristais de urato de sódio em alta concentração, formados pela precipitação de ácido úrico no líquido sinovial, fluído que não funciona como bom solvente para o ácido úrico. A formação destes cristais ocorre devido ao aumento na produção de ácido úrico pela degradação de bases púricas.
6 – O que significa o termo “clearance de creatinina”? Qual a função desse exame?
Clearance de creatinina é o mesmo que depuração da creatinina. A taxa de clearance é expressa em termos de volume de sangue (medido em mililitros) que pode ser limpo de creatinina em um tempo determinado, expressoem minuto. Arealização deste exame é útil para determinar o funcionamento dos rins, através da determinação da taxa de filtração glomerular, ou seja, o quanto o rim está eliminado desta substância em determinado tempo. Qualquer disfunção que o rim apresente modificará a concentração de creatinina presente na urina, normalmente visualizada como diminuição do nível urinário e aumento no nível sérico, levando a uma diminuição da filtração glomerular.
7 – Como se faz para determinar a azotemia em um paciente? Quais são os fatores que podem interferir em sua determinação?
A azotemia é o aumento da concentração plasmática de uréia. A determinação das concentrações de uréia é feita em amostras de soro e plasma. A uréia é degradada pela ação da urease, passando pela reação de Berthelot, que gera um produto colorido, podendo ser analisado por espectrofotometria. Fatores como a desidratação, aumento na ingestão de proteínas e no catabolismo destas, jejum prolongado, tratamento com cortisol, obstrução uretral ou da bexiga podem alterar os resultados da concentração de uréia no sangue.

Acesse esse e outros materiais grátis

Ao se conectar, você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade.

Já tem cadastro?