Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
sociologia clássica I - saint simon

Pré-visualização | Página 1 de 1

*
*
Saint-Simon -> 1760-1825
RUSS, Jaqueline. O socialismo utópico. São Paulo, Martins Fontes, 1991, p.90-102
ZEITLIN, Irving. Ideología y Teoría Sociológica. Buenos Aires: Amorrortu,1997, p.70-84 
*
*
Quem foi Saint Simon?
Aos 40 anos -> carreira na ciência (p.27- Cuin)
Ilustre família? Analistas divergem sobre sua origem
Não pensa em reinventar o Antigo Regime (p.27- Cuin) 
Crise da sociedade europeia não terminou – sendo encarado como um filósofo da história (p.27 – Cuin)
Base da sociedade que aspira -> INDUSTRIAL (esta irá sobrepujar as antigas formas) (p.27- Cuin)
*
*
“Sociedade industrial visa a transformar pacificamente a natureza, a garantir a cada um a satisfação de suas necessidades materiais e espirituais”. (Cuin, p.27-28)	
Miséria operária faz rever um pouco o rumo de sua análise (Cuin, p.28)
Preconiza uma ciência do homem positiva (Cuin, p.28)
Sociedade = sistema de elementos interdependentes (Cuin, p.29)
Conflitos não anárquicos, porém obedecem a leis gerais de evolução (Cuin, p. 29)
*
*
Conceitos fundamentais
Ciência = força de ligação -> “(...) aferrou-se a concepção da ciência como um conjunto de crenças verificadas e estabelecidas que podia ocupar o lugar da religião como força de união da sociedade”. Zeitlin, p.73-1&
Princípios intelectuais = positivismo -> “A ciência deveria cumprir na nova ordem a mesma função que a religião na ordem anterior. Como? Por meio do positivismo ou seja da aplicação dos princípios científicos à todos os fenômenos naturais e humanos”. Zeitlin, p.72-2& 
*
*
Papel do conhecimento -> “... é o fator subjacente e sustentador de uma sociedade;um sistema social é a aplicação de um sistema de ideias. O desenvolvimento histórico do conhecimento, ou a ciência, foi uma causa fundamental da transformação da sociedade europeia. O conhecimento constitui, pois, tanto a potência do progresso como a força agregadora da sociedade, a qual é, com efeito, uma comunidade de ideias”. Zeitlin, p.77, 1&
*
*
Sistema social = aplicação de ideias -> “Na medida em que um sistema social é a aplicação de ideias, será impossível construir a nova sociedade enquanto não se desenvolva a filosofia positiva, que deve ser sua base. Se bem que já existam muitas ciências, falta a mais importante: a ciência do homem. Esta é a única que pode reconciliar os interesses de classes e por fim, ser o fundamento de uma sociedade orgânica. Zeitlin, p.77, 1&
*
*
Existência de conflitos -> “Surgiriam conflitos entre os proprietários e os não-proprietários, entre capitalistas e trabalhadores, e entre ricos e pobres em geral. Mas acreditava que uma sociedade verdadeiramente orgânica se podia e devia aplacar esse conflito”. Zeitlin, p.76, 1&
Sistema industrial -> “A sociedade inteira repousa na indústria. A indústria é a única garantia de sua existência, a fonte única de todas as riquezas”. Russ, p.96 
*
*
Elite espiritual e temporal -> (...) na sociedade futura é essencial tanto uma elite espiritual como uma temporal: a primeira está constituída por homens de ciência e a segunda por industriais e outros proprietários produtivos”. – Zeitlin, p.73-2&
Estrutura hierárquica -> (...) a estrutura da nova sociedade segue sendo essencialmente a mesma: a ciência substitui a religião como força
*
*
aglutinadora na sociedade e cada elite do velho sistema é suplantada por uma nova, os científicos pelos sacerdotes e os industriais pelos senhores feudais. Zeitlin, 73-3&
Governo dos mais capazes = administração científica -> “Não queria que governassem os mais fortes, senão os mais capazes e conhecedores da ciência e da indústria. A elite técnico-industrial 
 
 
*
*
não ia ditar ordens, senão somente estabelecer o que não se ajustava na natureza das coisas. No antigo sistema a sociedade está governada essencialmente por homens; no novo, está governada somente por princípios. (...) Os dirigentes e administradores não estariam acima, senão que desempenhariam uma função diferente”. Zeitlin, p.79, 3&
*
*
Organismo planificador -> “Não vê a produção como um fim em si mesma, senão como um meio para melhorar as condições de vida; e na sociedade hierárquica e orgânica que propõe isto é possível mediante a planificação racional da produção. Em sua obra “Organizador” esboça um plano de parlamento industrial ou organismo planificador, composto de 3 câmaras: uma de invenção, outra de exame e outra de execução. A 1ª está formada por científicos, artistas e engenheiros, que 
*
*
devem planejar os diversos públicos; a 2ª, pelos científicos encarregados de supervisionar os projetos e controlar a educação; e a 3ª, por industriais que devem levar a cabo os planos e controlar o orçamento”. Zeitlin, p.75-3&
Amor fraternal -> “O freio do egoísmo, na nova sociedade, seria o amor fraternal cristão. Amai-vos uns aos outros, é o lema que Saint-Simon colocou na 1ª página de seu Sistema Industrial”. Zeitlin, p.80-1&
*
*
Sentimentos morais -> (...) os interesses e as organizações não bastavam para garantir a paz e a unidade, tanto dentro da sociedade como entre elas. Assinalou então, um papel importante aos sentimentos morais. Difere, pois dos utilitaristas, que confiavam no autointeresse para assegurar bem-estar na sociedade. ... Começa a insistir mais na necessidade de união moral como um incremento básico e igualmente importante da ordem e da unidade sociais. A caridade, 
*
*
as obrigações mútuas e filantropia são essenciais; e também a nova religião terá a moral como núcleo fundamental do seu credo e dogma”. Zeitlin, p.82-2&
Solidariedade profissional -> “(...) considerava a ciência como um antídoto contra o nacionalismo. (...) surgiria algum tipo de solidariedade profissional, capaz talvez, de diluir os sentimentos nacionalistas irracionais. Os interesses universais da profissões e ocupações industriais suplantariam e superariam todos os particula-
*
*
rismos da velha ordem”. Zeitlin, p.81-3&
Política -> “... Abrigava a esperança de que chegaria um tempo em que a política seria uma ciência e seus temas seriam tratados da mesma maneira que a ciência trata outros fenômenos. A principal tarefa da nova disciplina é descobrir as leis do desenvolvimento social, da evolução e do progresso da humanidade”. Zeitlin, p.79-3&