RESUMO DIREITO TRIBUTÁRIO E EMPRESARIAL
8 pág.

RESUMO DIREITO TRIBUTÁRIO E EMPRESARIAL


DisciplinaFundamentos de Direito Empresarial2.620 materiais17.105 seguidores
Pré-visualização3 páginas
CONCEITO DE MERCANCIA
1º. A compra e venda ou troca dos efeitos móveis ou semoventes para os vender por grosso ou a retalho, na mesma espécie ou manufaturados, ou para alugar o seu uso.
§ 2º. As operações de câmbio, banco e corretagem.
§ 3º. As empresas de fábricas, de comissões, de depósitos, de expedição, consignação e transporte de mercadorias, de espetáculos públicos. ETC
Direito Comercial ou Empresarial?
A nomenclatura direito comercial vem da Antiguidade onde a atividade do comércio prevalecia no ramo do direito. A transição para nomenclatura Direito Empresarial, veio da necessidade de abranger toda atividade que envolve o comércio, e especialmente nas relações empresariais.
Conceito de empresário
\u201cConsidera-se empresário quem exerce profissionalmente atividade econômica organizada para a produção ou a circulação de bens ou de serviços\u201d.
Empresário individual e Sociedade empresária 
Em uma sociedade empresária seus sócios não são empresários e sim a própria sociedade é que se designa empresário, tendo ela a personalidade com seus direitos e obrigações.
RESPONSABILIDADE SOCIETÁRIA
Na sociedade empresária, a pessoa jurídica tem patrimônio próprio, que não se mistura ao patrimônio dos sócios, e com isso não são, em regra, executados por dívidas da sociedade. 
O empresário individual não obtém essa separação patrimonial e responde pelos seus bens devido ao risco do empreendimento.
RESPONSABILIDADE DOS SÓCIOS
Na sociedade empresária a responsabilidade dos sócios é subsidiária, pode ser limitada, como por exemplo, nas sociedades limitadas e nas sociedades anônimas, 
O empresário individual tem responsabilidade direta e responde com todos seus bens por dívidas obtidas no exercício da atividade econômica, não tendo limite de responsabilização. 
Empresa Individual de Responsabilidade Limitada \u2013 EIRELI
O objetivo da EIRELI foi de criar um novo tipo de pessoa jurídica, podendo ser constituída por apenas uma pessoa física, que possa exercer atividade empresarial e limitando assim a sua responsabilidade e o seu capital investido na empresa (protegendo seu patrimônio particular), que é de montante igual ou superior a 100 vezes o valor do maior salário mínimo vigente do país.
ATOS CONSTITUTIVOS
As sociedades são instituídas no Brasil através de seus atos constitutivos que, posteriormente, são devidamente arquivados nos órgãos competentes, como por exemplos as \u201cJuntas Comerciais\u201d. Nesse sentido, é importante distinguirmos um contrato de direito empresarial e um contrato eminentemente cível. 
A diferença existente entre empresário individual e a sociedade empresária
A diferença existente entre empresário individual e a sociedade empresária é que a pessoa jurídica tem patrimônio próprio, que não se mistura ao patrimônio dos sócios, e com isso tal patrimônio não é executado por dívidas da sociedade. Já o empresário individual não obtém essa separação patrimonial e responde pelos seus bens devido ao risco do empreendimento. Assim na sociedade empresária a responsabilidade dos sócios é subsidiária, pode ser limitada, como por exemplo, nas sociedades limitadas e nas sociedades anônimas, e do empresário individual é direta, respondendo com todos seus bens por dívidas obtidas no exercício da atividade econômica, não tendo limite de responsabilização.
Estabelecimento empresarial - considera-se estabelecimento todo complexo de bens organizado, para exercício da empresa, por empresário, ou por sociedade empresária
SOCIEDADES PERSONIFICADAS E NÃO PERSONIFICADAS
* As sociedades são assim designadas \u2013 não personificadas - por ausência do arquivamento dos seus atos constitutivos no órgão registral, o que contribui para a existência de uma atividade paralela, pautada na economia informal, antes de transparência nebulosa para responsabilização dos sócios atuantes naquela prática empresarial.
	* Já as personificadas apresentam seus registros nos órgãos próprios que \u2013 dependendo do seu objeto \u2013 poderão ser realizados no Registro Civil de Pessoas Jurídicas ou nas Juntas Comerciais.
SOCIEDADES NÃO PERSONIFICADAS \u2013 SUBDIVISÃO \u2013 SOCIEDADE EM COMUM
Embora não tenha, ainda, seus atos constitutivos registrados, é uma sociedade de fato, cuja existência é comprovada, independentemente de ter ou não contrato escrito. Os sócios, nas relações entre si ou com terceiros, somente por escrito podem provar a existência da sociedade em comum, mas os terceiros podem prová-la de qualquer forma. A responsabilidade dos sócios é solidária e ilimitada.
Sociedade em conta de participação
A constituição da sociedade em conta de participação independe de qualquer formalidade e pode provar-se por todos os meios em direito admitidos. O contrato social produz efeitos somente entre os sócios, e a eventual inscrição de seu instrumento em qualquer registro não confere personalidade jurídica à sociedade
SOCIEDADES PERSONIFICADAS
As sociedades personificadas se subdividem em sociedade empresária e sociedade simples.
É àquela que tem por objeto o exercício de atividade econômica organizada para a produção ou a circulação de bens ou de serviços, ou seja, considera-se sociedade empresária a antiga sociedade comercial.
SOCIEDADE EMPRESÁRIA:	
	a) sociedade em nome coletivo; 
Sociedade em nome coletivo é aquela em que todos os sócios devem ser, necessariamente, pessoas físicas e respondem solidária e ilimitadamente pelas obrigações sociais, entretanto, poderão estipular limites de responsabilidade pelas obrigações sociais entre si, mas que não terão quaisquer eficácia perante credores.
	b) sociedade em comandita simples;
* Na sociedade em comandita simples tomam parte sócios de duas categorias, a saber: os comanditados, pessoas físicas, responsáveis solidária e ilimitadamente pelas obrigações sociais; e os comanditários, obrigados somente pelo valor de sua quota. 
	c) sociedade limitada;
Sociedade limitada é aquela que realiza atividade empresarial, formada por dois ou mais sócios que contribuem com moeda ou bens avaliáveis em dinheiro para formação do capital social. 
	d) sociedade anônima;
Na sociedade anônima ou companhia, o capital divide-se em ações, obrigando-se cada sócio ou acionista somente pelo preço de emissão das ações que subscrever ou adquirir.
	e) sociedade em comandita por ações.
É aquela constituída por sócios que possuem responsabilidade ilimitada e solidária pelas obrigações sociais e sócios que respondem apenas pela integralização de suas respectivas cotas, sendo estes denominados de comanditários e aqueles de comanditados.
Sociedade Simples
É considerada sociedade simples aquela cujo objeto social seja decorrente de profissão intelectual, de natureza científica, literária ou artística, ainda com concurso de auxiliares ou colaboradores, ou seja, considera-se sociedade simples a antiga sociedade civil. As cooperativas são consideradas sociedades simples, independentemente de seu objeto de funcionamento.
NOME EMPRESARIAL FIRMA OU DENOMINAÇÃO?
Firma: o nome empresarial é o nome civil de um ou mais sócios. Então se não aparecer o nome civil, não poderá ser firma. Na firma tem que constar no mínimo um nome civil. Os nomes civis podem ser por extenso ou abreviados e havendo mais de um, se algum deles for omitido, deverá ser usada a expressão "& Cia" ou "e companhia" ao final da firma, pois se usada no início vai caracterizar sociedade anônima e esta só pode usar denominação. Também pode haver combinação dos nomes civis com o ramo de atividade desenvolvida. Denominação: o nome empresarial é o objeto da empresa, ou seja, o ramo de atividade desenvolvida. Se não constar o ramo de atividade não poderá ser denominação. Aqui também pode haver a combinação da atividade desenvolvida com nomes civis. Não se pode só olhar para o nome empresarial para saber se se trata de firma ou denominação. Por vezes é necessário verificar no contrato social. Certo é que se no nome empresarial não constar nome civil algum, não pode ser firma; e se não constar a atividade, não pode ser denominação.
(Sociedade irregular