Aspecto verbal no português   Travaglia
320 pág.

Aspecto verbal no português Travaglia


DisciplinaPortuguês69.660 materiais1.605.574 seguidores
Pré-visualização50 páginas
acabado; em outras palavras, temos um aspecto acabado apenas aparente, que não 
é na realidade marcado. Ocorre aqui o mesmo fato registrado quando comentamos 
a relação do acabado e do habitual. Aqui como lá podemos provar que o acabado 
não é marcado, acrescentando à frase elementos semelhantes aos acrescentados a 
(291a) e que tornariam a frase inaceitável se o acabado fosse marcado. Veja (19) 
e (299 a-c) abaixo.
19. O clube ficava no topo da colina.
299. a - O clube ficava no topo da colina e ainda fica.
 b - O clube ficava no topo da colina, mas não sei se ainda fica 
ou se não fica mais.
 c - O clube ficava no topo da colina, mas não fica mais.
Nesse caso também, a implicação de acabamento só valerá se não houver nada 
que a suspenda. O mesmo raciocínio pode ser feito em relação às frases com a perífrase 
\u201cser + de + infinitivo\u201d no pretérito perfeito do indicativo (cf. exemplos 266 e 296).
5.2.18 - durAtivo e AcAbAdo, começAdo e não começAdo
O não começado só aparece junto ao durativo para situações diferentes em 
frases como (34), (37), (132), (259) uma das quais transcrevemos abaixo.
37. Este livro ficou por ler, pois não tive tempo.
 a) S.R.: \u201cficou por ler\u201d - perfectivo, durativo.
 b) S.N.: \u201cler\u201d - não começado.
O começado ou não acabado frequentemente aparece junto ao durativo para 
a mesma situação. Podemos observar isto em frases como (8a, b), (11a), (38), (39), 
(49), (65), (70), (72 a 75), (120a), (126), (128), (250), (252), (259), (262), (282), 
algumas das quais transcrevemos abaixo.
8a. Ele estava nadando desde as 6 horas.
11a. José lia um romance quando sua irmã chegou.
38. Os rapazes continuam jogando apesar da chuva.
72. Tenho a lição estudada.
120a. Tenho amado você e mais ninguém.
250. A tábua está lixada.
O começado ou não acabado aparece pouco junto ao durativo para situações 
diferentes. Isto ocorre, por exemplo, em frases como (249).
121
Relações entRe aspectos
O acabado também aparece frequentemente junto ao durativo para a mesma 
situação. Isto se pode observar em frases como (42), (58), (71), (82), (122a), (139), 
(140), (143) e (260), por exemplo. Abaixo transcrevemos três destes exemplos.
42. O treinador do time esteve doente.
58. A menina esteve balançando lá fora por muito tempo.
71. O pobre animal morreu pouco a pouco.
O acabado aparece ao lado do durativo também para situações diferentes em 
frases como (72 a 75), (128), (250), (262) e (282), por exemplo.
Cremos ter descrito aqui todas as relações possíveis entre os aspectos que 
constituem o quadro aspectual do Português. Estas relações estão resumidas no quadro 
IV na página seguinte. As relações que nos mostram que aspectos podem aparecer 
juntos para uma mesma situação são, naturalmente, as mais importantes, porque a partir 
delas e utilizando o QUADRO IV podemos saber se uma situação pode ou não ser 
apresentada com uma dada combinação de aspectos. Assim, por exemplo, suponhamos 
que se queira saber se uma situação pode ser apresentada com os aspectos \u201cperfectivo, 
pontual e não começado\u201d. Verificando no quadro IV vemos que perfectivo e pontual 
aparecem juntos, mas que nem o perfectivo e nem o pontual podem aparecer juntos 
ao não começado para a mesma situação. Assim sendo, verifica-se que não temos 
uma situação apresentada com a combinação de aspectos acima.
5.3 - a diStinção entre Situação narrada e referenciaL e a anáLiSe aSPectuaL
Como se pôde observar na descrição das relações entre os aspectos, a distin-
ção entre situação narrada e referencial é extremamente importante. Apenas por meio 
dela podemos explicar a presença, em uma mesma forma, de aspectos muitas vezes 
opostos e incompatíveis, já que não se pode conceber, por exemplo, uma situação 
como acabada e não acabada ao mesmo tempo. Este parecia ser o caso da situação 
expressa em frases como (74), (75) e (250); mas a distinção entre situação narrada 
e referencial na análise aspectual mostrou-nos que, em frases como estas, temos 
aspecto não acabado para o estado expresso (situação referencial) e aspecto acabado 
para a ação (situação narrada) de cuja conclusão resultou o estado. A observação 
de várias análises aspectuais feitas na descrição das relações dos aspectos mostra 
a importância da distinção desses dos tipos de situação.
Na análise aspectual, sempre que encontramos uma forma onde temos uma 
situação narrada e uma referencial, é preciso especificar o aspecto de cada uma, 
para evitar qualquer problema de análise e compreensão.
123
6 - O aspecto nos nomes
Normalmente o aspecto é apresentado como uma categoria nitidamente ver-
bal, porque é nele que normalmente se concentra a expressão da situação, entretanto 
parece que podemos ter aspecto também nos nomes.
Dubois et al. (1978, p.73, grifo nosso) define o aspecto como \u201cuma categoria 
gramatical que exprime a representação que o falante faz do processo expresso 
pelo verbo (ou pelo nome de ação), isto é, a representação de sua duração, do seu 
desenvolvimento ou do seu acabamento [...]\u201d. 
Pela definição dada poderíamos pensar que Dubois admite o aspecto em 
nomes como \u201cmarcação\u201d, \u201cviolação\u201d, \u201cnomeação\u201d, mas ele não exemplifica.
Comrie (1976) registra que, em algumas línguas, certos derivados nominais 
têm uma distinção aspectual clara como é o caso, por exemplo, de thieving (signi-
ficado Imperfectivo) versus theft (significado Perfectivo) no inglês.1
No Português parece haver algumas oposições aspectuais nos nomes. Eis 
alguns exemplos:
a. muitos substantivos apresentam situações como durativas ou pontuais, 
como dinâmicas ou estados, assim temos por exemplo:
300. Explosão - é um evento (pontual)
301. Festa - é um processo (durativo)
302. Paz - é um estado (durativo)
Mas, como nos verbos, o fato de uma situação ser um evento, um processo 
ou um estado não nos permite falar na presença de aspecto pontual ou durativo.
b. ao que parece a oposição entre acabado/não acabado existe em pares 
de substantivos tais como:
1 Exemplo de Seuren (1974) apud Comrie (1976, p.40, nota 1)
124
O aspectO verbal nO pOrtuguês - a categOria e sua expressãO
 Não acabado Acabado
303. mordeção mordedura
304. queimação queimadura
305. assação assadura
306. rachação rachadura
307. escravização escravatura
Os nomes da primeira coluna, geralmente de uso popular, indicam uma si-
tuação não acabada, em curso; enquanto os da segunda coluna indicam o resultado 
de uma situação acabada. A colocação em frases pode deixar mais clara a oposição. 
Veja as frases (308) e (309).
308. Essa queimação no estômago me deixa louco! (isto é, o estômago 
estar queimando).
309. O sol na praia queima muito. Para evitar queimaduras use um 
bom óleo. (Isto é para evitar o resultado do fato de ter queimado).
c) Os adjetivos terminados em -NTE, tais como corrente, nascente, cons-
tituinte, residente, por exemplo, têm frequentemente um valor cursivo que se 
percebe mais claramente em frases como (310) a (313) abaixo.
310. Há água corrente (= que corre) bem perto daqui.
311. Encontrei-a na janela contemplando o sol nascente (= que estava 
nascendo).
312. Os elementos constituintes (= que constituem, que estão consti-
tuindo) da comissão merecem a inteira confiança do presidente. 
313. João Silva, casado, motorista, residente (= que reside, que está 
 residindo) nesta cidade, vem requerer...
Estes mesmos adjetivos parecem ter um valor aspectual de começado ou não 
acabado que fica nítido quando eles são opostos ao particípio (que também é uma 
forma de valor adjetivo) do mesmo verbo que lhes serve de base.
 Começado ou Acabado
 não acabado
 nascente nascido
 corrente corrido
 constituinte constituído
125
O aspectO nOs nOmes
d) os adjetivos em -VEL têm um valor de não começado que se percebe 
claramente em exemplos tais como constituível, tocável, lavável, etc.
Se