TCC Christopher. ESTUDO COMPARATIVO ENTRE PÓRTICOS DE EDIFÍCIOS INDUSTRIAIS EM AÇO
88 pág.

TCC Christopher. ESTUDO COMPARATIVO ENTRE PÓRTICOS DE EDIFÍCIOS INDUSTRIAIS EM AÇO


DisciplinaEdificios Industriais em Estruturas de Aço2 materiais93 seguidores
Pré-visualização13 páginas
aço possuem um único 
pavimento esão formadas por pórticos igualmente espaçados.Esses edifícios podem ser 
fabricados e montados in loco ou fabricados em outros locais, como oficinas de 
montagem em empresas especializadas,e em seguidatransportados para o local da obra 
onde serão montados, sendo essa alternativa a mais utilizada (BELLEI,2006). 
De acordo com Bellei (2006) os edifícios industriais podem ser de vãos isolados 
(simples) ou múltiplos. Os edifícios de vãos múltiplos são utilizados quando é 
necessário vencer grandes vãos, uma vez que, a utilização de um vão simples gerará um 
número elevado de colunas internas o que pode prejudicar a utilização do edifício, já 
que a maioria dos edifícios industriais tem como finalidade abrigar uma área de 
estocagem e ou de produção. 
 
 
 
2.1.1. Edifícios com vãos simples
Nos itens a seguir serão apresentadas algum
em aço com vãos simples.
2.1.1.1. Edifícios com coluna simples e tesoura 
Os edifícios com coluna simples e tesoura são 
em aço mais antigos. Contudo, até hoje são
sistema mais barato,haja vista que o peso de aço por unidade de área (kg/m²) nesse tipo 
de edifício é muito baixo.
Esses edifícios são indicados
tesouras com inclinação superior a 15º
o uso da tesoura pode-se
de outras geometrias (BELLEI 
Figura 1
2.1.1.2. Edifício com coluna simples e treliça
No caso de edifícios industriais com grandes
inclinações menores.Assim
(Figura 2). 
Edifícios com vãos simples 
Nos itens a seguir serão apresentadas algumas tipologias de edifícios industriais 
em aço com vãos simples. 
Edifícios com coluna simples e tesoura 
Os edifícios com coluna simples e tesoura são os tipos de edifícios
. Contudo, até hoje são muito utilizados, pois, possivelmente, 
,haja vista que o peso de aço por unidade de área (kg/m²) nesse tipo 
de edifício é muito baixo. 
s edifícios são indicados para edificações com vãos de até 15 metros
tesouras com inclinação superior a 15º (Figura 1). No caso de inclinações abaixo de 15° 
se tornar inconveniente, sendo, nesses casos,recomendado 
de outras geometrias (BELLEI 2006). 
1. Edifício com coluna simples e tesoura (CBCA, 2010). 
Edifício com coluna simples e treliça 
No caso de edifícios industriais com grandes vãos é vantajoso a 
.Assim, tem-se optado por substituir as tesouras por vigas treliçadas
5 
as tipologias de edifícios industriais 
de edifícios industriais 
, possivelmente, é o 
,haja vista que o peso de aço por unidade de área (kg/m²) nesse tipo 
vãos de até 15 metros e 
inclinações abaixo de 15° 
, nesses casos,recomendado o uso 
 
 
vantajoso a utilização de 
as tesouras por vigas treliçadas 
 
Figura 2. Edifício com coluna simples e viga treliçada (BELLEI, 2006).
2.1.1.3. Edifício com 
Em edifícios industria
colunas treliçadas (Figura 
transferir os esforços da ponte até as fundações. 
Para essa tipologia, muitas formas de coberturas podem ser adotadas, contudo, 
segundo Bellei (2006), a forma exibida na 
Figura 3. Edifício com coluna 
2.1.1.4. Edifícios com 
Outra tipologia 
edifícios com coluna e viga de alma cheia
vencer vãos pequenos e m
elementos com inércia variável 
. Edifício com coluna simples e viga treliçada (BELLEI, 2006).
Edifício com coluna treliçada ou travada e tesoura 
industriais que possui ponte rolante é comum 
Figura 3), que tem a função de apoiar a viga de rolamento e 
transferir os esforços da ponte até as fundações. 
essa tipologia, muitas formas de coberturas podem ser adotadas, contudo, 
segundo Bellei (2006), a forma exibida na Figura 3 é uma das mais econômicas.
. Edifício com coluna treliçada e tesoura de cobertura (BELLEI, 2006).
Edifícios com coluna e viga de alma cheia 
 muito encontrada nos edifícios industriais em aço são os 
edifícios com coluna e viga de alma cheia (Figura 4). Essa tipologia é indicada para 
vencer vãos pequenos e médios.No caso de grandes vãos, em geral, tem
elementos com inércia variável (BELLEI, 2006). 
6 
 
. Edifício com coluna simples e viga treliçada (BELLEI, 2006). 
possui ponte rolante é comum a utilização de 
, que tem a função de apoiar a viga de rolamento e 
essa tipologia, muitas formas de coberturas podem ser adotadas, contudo, 
é uma das mais econômicas. 
 
(BELLEI, 2006). 
muito encontrada nos edifícios industriais em aço são os 
. Essa tipologia é indicada para 
, em geral, tem-se utilizados 
 
Figura 4. Edifício com coluna e viga de alma cheia (
2.1.1.5. Edifícios 
Os edifícios com cobertura em arco 
arquitetônicas, obtenção de um pé direito mais elevado, e vencer grandes vãos
5). 
Figura 
2.1.2. Edifícios com vãos múltiplos 
Os edifícios industriais com vãos múltiplos são utilizados quando 
uma área livre maior, isto é, uma área sem interferência de c
. Edifício com coluna e viga de alma cheia (CBCA, 2010).
 com cobertura em arco 
Os edifícios com cobertura em arco são utilizados em função de necessidades 
arquitetônicas, obtenção de um pé direito mais elevado, e vencer grandes vãos
Figura 5. Edifício com cobertura em arco (CBCA, 2010). 
Edifícios com vãos múltiplos 
Os edifícios industriais com vãos múltiplos são utilizados quando 
uma área livre maior, isto é, uma área sem interferência de colunas intermediárias.
7 
 
). 
são utilizados em função de necessidades 
arquitetônicas, obtenção de um pé direito mais elevado, e vencer grandes vãos (Figura 
 
Os edifícios industriais com vãos múltiplos são utilizados quando se necessita de 
olunas intermediárias. De 
 
acordo com Bellei (2006), p
colunas intermediárias por uma viga de apoio como exibido na 
Figura 
Em geral, nos edifícios industriais com múltiplos vãos as coberturas 
várias águas e podem ser em teso
2.1.2.6. Edifícios com coberturas com d
A utilização de coberturas com duas águas em tesoura (
tipologias mais utilizadas em edifícios industriais com múltiplos vãos, uma vez que, 
essas coberturas são leves e geram pouco desperdício do espaço coberto
2006). 
2.1.2.7. Duas água
De acordo com B
interno, desde que a altura seja o suficiente para abrigar a treliça de apoio no eixo 
central, tendo também uma aparência muito agradável além de ser bastante econômica 
(Figura 7). 
acordo com Bellei (2006), para resolver esse problema, em geral, substituem
colunas intermediárias por uma viga de apoio como exibido na Figura 6
Figura 6. Edifício com vãos múltiplos (BELLEI, 2006). 
os edifícios industriais com múltiplos vãos as coberturas 
várias águas e podem ser em tesoura, treliçada, alma cheia ou do tipo Shed
Edifícios com coberturas com duas águas em tesoura 
A utilização de coberturas com duas águas em tesoura (Figura 
tipologias mais utilizadas em edifícios industriais com múltiplos vãos, uma vez que, 
essas coberturas são leves e geram pouco desperdício do espaço coberto
Duas águas em treliça 
De acordo com Bellei (2006) esta configuração resulta em um maior espaço 
interno, desde que a altura seja o suficiente para abrigar a treliça de apoio no eixo 
central, tendo também uma aparência muito agradável além de ser bastante econômica 
8 
substituem-se as 
6. 
 
os edifícios industriais com múltiplos vãos as coberturas possuem 
Shed. 
Figura 6) é uma das 
tipologias mais utilizadas em edifícios industriais com múltiplos vãos, uma vez que, 
essas coberturas são leves e geram pouco desperdício do espaço coberto (BELLEI 
configuração resulta em um maior espaço 
interno, desde que a altura seja o suficiente para abrigar a treliça de apoio no eixo 
central, tendo também uma aparência muito agradável além de ser bastante econômica 
 
9 
 
Figura 7. Estrutura germinada sem pilares intermediários