Alice Bailey & Djwhal Khul   Iniciação Humana e Solar
106 pág.

Alice Bailey & Djwhal Khul Iniciação Humana e Solar


DisciplinaAstrologia619 materiais2.140 seguidores
Pré-visualização49 páginas
b) Síntese dos fogos, por meio de uma atividade oculta que os traz, um para dentro do raio do 
outro. 
 
c) Aumento da atividade vibratória de algum centro, seja num homem, seja num Homem 
Celestial, ou num Logos Solar. 
 
d) Expansão de todos os corpos mas, principalmente, do corpo causal. 
 
e) A elevação do fogo de Kundalini (ou fogo na base da espinha) e a direção de sua marcha 
para cima. Este fogo e o fogo de manas são dirigidos segundo certas rotas \u2014 os triângulos 
\u2014 ao acompanhar o Cetro à medida que este se move de maneira específica. Há uma razão 
oculta, precisa, sob as leis da eletricidade, por trás do fato conhecido de que cada iniciado 
apresentado ao Iniciador é acompanhado por dois Mestres, Que permanecem um de cada 
lado do iniciado. Eles três juntos formam um triângulo que possibilita o trabalho. 
 
A força do Cetro é dupla e seu poder, tremendo. Isolado e só, o iniciado não poderia receber a 
voltagem do Cetro sem graves lesões mas, na transmissão triangular, há segurança. Devemos 
lembrar-nos que dois Mestres apadrinham todos os solicitantes à Iniciação e representam duas 
polaridades do Todo elétrico. Parte de Sua função é acompanhar os candidatos à iniciação quando 
estes se apresentam ante o Grande Senhor. 
 
Quando os cetros são manejados pelo Iniciador na Sua posição de poder e nas estações 
determinadas, eles atuam como transmissores de força elétrica de níveis bem altos, tão altos mesmo 
que o "Diamante Flamejante", em algumas das iniciações finais, na sexta e na sétima, transmite força 
por intermédio do Logos, totalmente de fora do sistema. Este Cetro principal é o usado no planeta 
mas, dentro do sistema, há vários destes Cetros de Poder e eles podem ser encontrados em três 
graus \u2014 se assim se pode exprimir. 
 
Um Cetro de Iniciação é usado nas duas primeiras iniciações (123) e é empunhado pelo Grande 
Senhor. Ele é magnetizado pela aplicação do "Diamante Flamejante", a magnetização sendo repetida 
 62
para cada novo Instrutor do Mundo. Quando Este toma posse do cargo, realiza-se uma cerimônia 
maravilhosa na qual Ele recebe Seu Cetro de Poder \u2014 o mesmo Cetro usado desde a fundação da 
Hierarquia Planetária \u2013 e o oferece ao Senhor do Mundo, Que o toca com o Seu próprio Cetro 
poderoso, causando uma recarga nova de sua capacidade elétrica. Esta cerimônia se realiza em 
Shamballa. 
 
O Cetro de Iniciação conhecido como "Diamante Flamejante" é usado por Sanat Kumara, o Iniciador 
Único. Este Cetro está oculto "no Oriente" e mantém o fogo oculto que irradia a Religião da 
Sabedoria. Este Cetro foi trazido de Vênus pelo Senhor do Mundo e uma vez, em cada período 
mundial, ele é submetido a um processo similar ao do Cetro menor, só que desta vez ele é 
recarregado devido à ação direta do próprio Logos, o Logos do sistema Solar. A localização exata 
deste Cetro só é conhecida pelo Senhor do Mundo e pelos Chohans dos raios e, sendo o talismã 
desta evolução, o Chohan do segundo raio é \u2014 abaixo do Senhor do Mundo \u2014 seu principal 
guardião, ajudado pelo Senhor Deva do segundo plano. Os Budas de Atividade são responsáveis por 
sua custódia e, abaixo d'Eles, o Chohan do raio. Ele é exibido apenas em determinadas épocas, 
quando um trabalho específico tem de ser feito. Não é usado apenas na iniciação dos homens mas, 
também, em certas funções planetárias das quais nada se sabe presentemente. Ele teu seu lugar e 
sua função em certas cerimônias referente à ronda interna e ao triângulo formado pela Terra, Marte e 
Mercúrio. 
 
 
A Finalidade dos Cetros de Poder 
 
No cetro de um monarca está velado o simbolismo destes vários Cetros. Eles são devidamente 
reconhecidos como símbolos de posição e poder mas, geralmente, não é considerado que eles são 
de origem elétrica e que sua verdadeira significação se relaciona com o estimulo dinâmico de todos 
os subalternos que venham ao seu contato, inspirando-os, assim, a uma maior atividade e a um 
maior serviço à humanidade. 
 
O grande Cetro de Poder do Logos está oculto no sol. 
 
Recapitulando, a localização esotérica dos vários cetros assim se distribui: 
 
1. O Cetro do Bodhisattva está oculto no "coração da sabedoria" ou seja, em Shamballa. (124) 
 
2. O Cetro do Iniciador Único está oculto no "Oriente", uma localização planetária definida. 
 
3. O Cetro do Logos solar se oculta no "coração do sol", aquela esfera misteriosa subjetiva que 
está por trás do nosso sol físico e da qual ele é apenas a capa protetora e envoltório. 
 
4. O Cetro do Logos cósmico associado com o nosso Logos solar está guardado secretamente 
naquele ponto central no céu, ao redor do qual nosso sistema solar gira, e que é chamado de 
"sol central espiritual". 
 
Um Cetro é novamente carregado em Shamballa para cada novo Instrutor Mundial; o Cetro de Sanat 
Kumara é carregado a cada período mundial recorrente, portanto, sete vezes na história de um 
esquema planetário. O Cetro Logóico de Poder é eletrificado na ocorrência de cada novo período de 
criação, ou para cada sistema solar por meio do qual o Logos se manifeste, da mesma maneira que 
um homem se manifesta por meio de sua vida física. As duas primeiras cerimônias se realizam em 
Shamballa, o ponto sagrado de manifestação planetária, aquela localização de um ser humano. Por 
exemplo, muitos dos lugares na superfície da Terra que são famosos por suas propriedades de cura, 
são assim conhecidos porque são locais magnetizados e suas propriedades magnéticas se 
demonstram como influências curadoras. O reconhecimento destas propriedades pelo homem é 
apenas um preâmbulo para um conhecimento posterior e mais exato, que ocorrerá guando sua visão 
elétrica estiver normalmente desenvolvida. 
 
Estes sítios são magnetizados de três modos: 
 
5. Por Sanat Kumara, trabalhando através do Manú. Isto ocorre guando se deseja formar um 
ponto central magnético que, por seu poder atrativo, levará uma raça, uma nação, ou uma 
 63
grande organização, a um todo coerente. Toda nação tem seu "ponto magnético" formado, 
na matéria elétrica, pela aplicação do \u201cDiamante Flamejante', aos éteres; é o coração 
nacional e a base para o caráter nacional. Geralmente, a cidade principal de uma nação é 
construída ao seu redor, mas não invariavelmente. 
 
6. Por Sanat Kumara, trabalhando através do Bodhisattva. Neste caso, a força elétrica no Cetro 
é manejada para aproximar mutuamente aquelas influências que se demonstram nas 
grandes religiões do mundo. O menor Cetro de Poder é aqui usado em (125) conjunção com 
o maior. Por meio deles se estabelece a qualidade atrativa ou tônica de qualquer religião e a 
de qualquer organização com base religiosa. 
 
7. Por Sanat Kumara, trabalhando através do Mahachohan Pelo manejo do Cetro do Poder, os 
pontos focais magnéticos daquelas grandes organizações que afetam a civilização e a cultura 
de um povo, são trazidos a uma atividade coerente. 
 
Todas as organizações no plano físico \u2014 governamentais, religiosas, ou culturais \u2014 são o resultado 
de causas e forças internas e, antes que elas apareçam definitivamente em manifestação física, uma 
focalização \u2014 se assim pode ser expresso \u2014 destas influências e energias ocorre nos níveis 
etéricos. A maçonaria é um destes casos. Ela tem dois centros magnéticos, um dos quais na Europa 
Central. Em todos os casos citados, o Senhor do Mundo foi o oficiante, como é sempre o caso na 
fundação de grandes e importantes movimentos. Em todos os movimentos menores em auxilio da 
raça iniciados pelos Mestres, trabalhando através de Seus discípulos, a ajuda do Bodhisattva é 
invocada e o menor Cetro de Poder empregado. 
 
Quando os discípulos iniciam um movimento em uma escala relativamente reduzida, o Mestre com 
Quem eles trabalham pode assisti-los de maneira semelhante e embora não empunhe nenhum Cetro 
de Poder, Ele tem métodos pelos quais pode estimular e levar à coesão dos pequenos esforços de