António Rodrigues   Radiestesia Clássica e Cabalística
274 pág.

António Rodrigues Radiestesia Clássica e Cabalística


DisciplinaAstrologia619 materiais2.143 seguidores
Pré-visualização50 páginas
do Deus Trino, Bardet relata o fato 
curioso que motivou esta descoberta: "Eis como descobri esta propriedade das 
letras hebraicas. Eu estava na Espanha. Jean de La Foye me escreveu da 
Bretanha... Um cigano que ele tinha desalojado de sua residência secundária 
havia magiado a propriedade. Excelente radiestesista, portanto com um 
psiquismo muito mais sensível, Jean de La Foye tinha 40° de febre e não sabia 
como se defender. Eu lhe disse para experimentar com um pêndulo: K Sh Ph 
(Magia). Ele detecta imediatamente os 'encantamentos' e neutraliza sua ação 
nefasta. Se tratava, no caso, de 'vibrações mágicas' e não de 'ondas de forma' as 
quais este radiestesista dominava, por razões agrícolas." 
Os pêndulos com letras ou palavras hebraicas são emissores por si 
próprios e seu uso não necessita de nenhuma convenção mental. O operador 
deve ficar com a mente neutra e aguardar que a emissão do objeto entre em 
ressonância com a onda de forma emitida pelas letras do pêndulo, produzindo o 
movimento pendular. A maioria das emissões relacionadas com assuntos 
passíveis de serem detectados por meio da radiestesia são dextrogiras, isto é, 
partem do emissor, daquilo que as gera, em linha reta, mas com a forma de uma 
espiral dextrogira. Também a emissão própria das letras hebraicas é dextrogira. 
Assim, quando as duas emissões têm as mesmas características, o pêndulo livre, 
suspenso sobre o testemunho espontaneamente gira em sentido horário (no 
sentido da rotação da espiral energética), demonstrando a presença da energia 
compatível com a expressão hebraica. Giros para a esquerda e oscilações, em 
radiestesia cabalística, são desconsideráveis. Eles são o resultado da ação 
involuntária do operador sobre o pêndulo. Estes movimentos não significam um 
"não" 
No hebraico clássico, a todas as letras do alfabeto são atribuídos 
números; Bardet constatou que essa numeração não representava o valor 
energético real próprio de cada letra, introduziu então uma nova numeração, 
esta seqüencial de 1 a 27. Mais tarde Jean de La Foye descobriu ser possível 
criar um emissor que reproduza a vibração própria 
 
 
208 
da expressão de uma palavra hebraica. Para isso, basta usar um cilindro de 
madeira cujo comprimento em centímetros seja igual ao número correspondente 
à soma dos valores das letras da palavra em questão. Exemplifiquemos: a 
palavra hA W R (Haur = luz) emite UVm e seu valor numérico é 1 + 6 + 20 = 
27. Um cilindro de madeira de 27 cm de comprimento, com ranhuras circulares 
a 1 e a 7 cm (1 + 6) da mesma extremidade, emite UVm na extremidade oposta, 
desde que o eixo longitudinal do cilindro coincida com o eixo Norte\u2014Sul de 
Forma (Norte de Forma a 355 graus). A emissão será sempre ao Sul de Forma. 
Para se imprimir o Norte de Forma ao cilindro, fazendo-o emitir em qualquer 
posição, basta colocar um pequeno prego no sulco (a partir do fim da palavra). 
Este cilindro é denominado canhão e emite em fase magnética na extremidade 
que correspondente à última letra da palavra; a extremidade oposta emite em 
fase elétrica. Esta experiência demonstra que a nova numeração atribuída por 
Bardet às letras hebraicas está correta e permite expressar o valor real das 
expressões grafadas com este extraordinário alfabeto. 
Os pêndulo "encamisados" com as palavras em hebraico e usados com 
rigor, segundo as indicações prescritas por Bardet/La Foye: 
a) possibilitam a investigação especializada de qualquer estado ou 
emissão em qualquer área da atividade humana, bastando para isso dispor da 
palavra adequada oriunda de boa fonte, tendo em vista as dificuldades impostas 
pelo hebraico ou outros alfabetos capazes de emitir o sentido da palavra escrita, 
ou ainda o gráfico ou ícone dotado das mesmas qualidades. (Ter em mente que a 
radiestesia é uma prática investigatória que faz uso da faculdade supra-sensorial 
do tato, ou seja, qualifica o homem como um sofisticadíssimo instrumento 
capaz de detectar as mais variadas emissões, nas mais variadas circunstâncias). 
b) permitem a investigação em uma área extremamente complexa e de 
difícil designação (magia, espiritual, esotérica, parapsicológica, etc.) em que 
todos os cuidados são poucos e que: "A mais bela astúcia do Diabo é nos 
persuadir de que ele não existe" dizia Baudelaire, conhecedor das Flores do 
Mal. 
Uma aplicação típica da alínea (a) foi-nos dada por La Foye para a 
prospecção de água: usa-se a expressão hebraica "Jorrará água" (Y Ts hA W M 
Y M). Com o texto a direito, detecta-se os locais onde se pode furar, onde existe 
uma pressão de água, geralmente sobre um cruzamento 
 
 
 
209 
de correntes de água subterrânea. Com o pêndulo com o texto invertido, ela 
passa a só reagir sobre as correntes de água e não mais sobre os cruzamentos. 
Na vertical de uma corrente de água subterrânea, o pêndulo Nó de Vida 
também gira e, por isso, pode ser usado na prospecção. O componente 
Leste\u2014Oeste do Campo Vital sofre um desvio de 90 graus sob a ação das 
correntes subterrâneas. 
A física moderna modificou alguns de nossos conceitos tradicionais 
em relação à matéria. Por exemplo, hoje sabemos que a simples presença do 
observador modifica as reações do fenômeno sob observação. E que a visão 
pode involuntariamente influir, gerando um pensamento motor, transmitido, 
até às fibrilas dos dedos das mãos, movimentos que serão amplificados pelo 
pêndulo. Assim sendo, em radiestesia, não se deve olhar fixamente o objeto da 
pesquisa, deve-se olhar sem ver e fazer foco atrás do objeto. 
Radiestesia Cabalística e Magia 
Originalmente este estudo faz parte do trabalho de Jean de La Foye e 
está circunscrito ao estudo das ondas de forma. Jean Gaston Bardet ao utilizar 
a radiestesia com pêndulos com palavras hebraicas para comprovar os 
fenômenos relacionados ao estudo do hebraico, entreabriu uma porta mais 
tarde escancarada por um restrito grupo aqui no Brasil. Enquanto os pudores e 
a forte orientação cristã impediram os criadores da disciplina de ampliar seu 
estudo na direção do "oculto" da prática mágica tradicional, nós, por influência 
do meio, desenvolvemos um certo "gosto" pelo tema o que nos permitiu de 
certa forma "completar" aquela lacuna deixada no campo espiritual, 
reportar-se ao livro Ondas de Vida Ondas de Morte, capítulo XI. 
Um novo tipo de magia branca surgiu com a radiônica e a radiestesia 
de ondas de forma, no caso específico da radiestesia este assunto foi tratado 
em especial pelos irmãos Servranx da Bélgica. Esta é uma forma de magia 
ritual. Conhecedores do perigo do choque de retorno, quando da prática de 
emissões a distância, dado que o fechamento do circuito se faz sobre aquele 
que envia, estas emissões não funcionam como um tiro, atirador\u2014alvo e sim 
como um circuito elétrico pilha-lâmpada-pilha, para fechar o circuito, o 
receptor comporta-se como um filtro passivo ou receptor 
 
 
 
210 
inconsciente. Os irmãos Servranx acreditavam terem criado um estado de 
"consciência ativa" capaz de mantê-los ao abrigo do efeito do choque de retorno. 
Sua morte de congestão cerebral, assim como seus discípulos mais bem 
sucedidos, provou de forma inconteste seu erro. O grupo afirmava sofrer efeitos 
nefastos em série, em sua vida cotidiana, atingindo inclusive os familiares. Toda 
tentativa de criar uma influência capaz de inverter a ordem natural, cria um 
desequilíbrio. 
Não vamos nos aprofundar na explicação de conceitos sobre o que é 
magia, existem demasiados livros tratando do assunto. Gostaríamos, no entanto, 
de alertar o leitor para os perigos envolvidos nesta área, em que o fio condutor é 
de tal forma tênue que se torna invisível a maior parte do tempo e que os erros 
cometidos são extremamente