Sistema_Nervoso.pdf
37 pág.

Sistema_Nervoso.pdf


DisciplinaFisioterapia9.184 materiais27.184 seguidores
Pré-visualização6 páginas
[setas], cujo assoalho é formado 
por uma larga faixa de fibras mielínicas, o corpo caloso [c] 
(principal meio de união \u2013 ou comissura \u2013 entre os dois 
hemisférios). O corpo caloso subdivide-se em tronco [d] (a 
maior parte), que se dilata posteriormente no esplênio [e], e se 
flete anteriormente no joelho [f], que se afila para formar o 
rostro [g]. Este continua até a lâmina rostral [h], que segue à 
comissura anterior [i], e deste à lâmina terminal [j], uma lâmina 
de substância branca que também une os hemisférios. 
 
 
Localização: 
Cavidade craniana, 
ocupando 80% da 
mesma. 
a b 
c 
e 
d f 
g 
h 
i 
j 
 17
 
Sulcos e 
Giros: 
Os hemisférios cerebrais apresentam depressões, os sulcos, que delimitam as 
circunvoluções cerebrais, os giros. A função dos sulcos é permitir 
considerável aumento da superfície sem grande aumento de volume cerebral. 
Além disso, delimitam os lobos cerebrais, que são áreas anatômicas de grande 
importância clínica, mas nenhuma importância funcional. Os principais 
sulcos são: 
a) sulco lateral (de Silvius) [a] \u2013 fenda profunda que separa o lobo frontal 
do temporal e dirige-se para a face súpero-lateral e divide-se em três 
ramos: ascendente [b], anterior [c] (ambos mais curtos) e posterior [d].
b) sulco central (de Rolando) [e] \u2013 sulco profundo que separa os lobos 
frontal e parietal. Separa os giros pré-central [f] (limitado pelo sulco pré-
central [g]) e pós-central [h] (limitado pelo sulco pós-central [i]). 
 
e 
a b 
c 
d 
f h g i 
 18
 
Lobo 
Frontal: 
O lobo frontal possui três sulcos e quatro giros principais: 
a) sulco pré-central [a] \u2013 corre paralelo ao sulco central, e entre 
estes encontramos o: 
b) giro pré-central [b] \u2013 onde se localiza a área motora principal 
do cérebro. 
c) sulco frontal superior [c] \u2013 perpendicular ao sulco pré-
central, delimita o: 
d) giro frontal superior [d] \u2013 que se continua na face medial do 
cérebro. 
e) sulco frontal inferior [e] \u2013 também perpendicular ao sulco 
pré-central. Entre ele e o sulco frontal superior, 
encontramos o: 
f) giro frontal médio [f]. 
g) giro frontal inferior [g] \u2013 abaixo do sulco frontal inferior, é 
subdivido pelos ramos anterior e ascendente do sulco lateral 
em três partes: orbital [h] (abaixo do ramo anterior), 
triângular [i] (entre o ramo anterior e ascendente) e 
opercular [j] (entre o ramos ascendente e o sulco pré-
central). Este giro é também denominado de giro de Broca, e 
possui geralmente o centro cortical da palavra falada. 
 
 
 
 
a 
b 
d 
c 
f 
f 
e 
g 
h 
i 
j 
 19
 
Lobo 
Temporal: 
O lobo temporal possui dois sulcos e quatro giros principais: 
a) sulco temporal superior [a] \u2013 corre paralelo ao ramo 
posterior do sulco lateral, terminando no lobo parietal, e 
entre estes encontramos o: 
b) giro temporal superior [b]. 
c) sulco temporal inferior [c] \u2013 paralelo ao sulco temporal 
superior, possui partes descontínuas. Acima dele temos: 
d) giro temporal médio [d], e abaixo do sulco temporal 
inferior encontramos o: 
e) giro temporal inferior [e] \u2013 que se delimita com o sulco 
occípito temporal, na face inferior do hemisfério cerebral.
f) giro temporal transverso anterior [f] \u2013 aparece no assoalho 
do sulco lateral, e é transversal a este. Sua importância é a 
de ser o centro cortical da audição. 
 
a 
a 
b 
c 
d 
e 
f 
 20
 
Lobos 
Parietal e 
Occipital: 
O lobo parietal possui dois sulcos e três giros principais: 
a) sulco pós central [a] \u2013 corre paralelo ao sulco central, é 
frequentemente dividido em dois segmentos. Posteriormente 
a ele encontramos o: 
b) giro pós central [b] \u2013 onde encontramos a área somestésica, 
que contém importantes áreas sensitivas do córtex. 
c) sulco intraparietal [c] \u2013 normalmente perpendicular ao 
sulco pós-central, estende-se posteriormente terminando no 
lobo occipital. Divide o lobo parietal em dois lóbulos, os 
lóbulos parietais superior [d] e inferior [e]. 
d) giro supramarginal [f] \u2013 presente no lóbulo parietal inferior, 
é curvado sobre a extremidade do ramo posterior do sulco 
lateral. 
e) giro angular [g] \u2013 também presente no lóbulo parietal 
inferior, é curvado em torno das porções terminal e 
ascendente do sulco temporal superior. 
O lobo occipital possui sulcos e giros pequenos, inconstantes e 
irregulares. O único que merece referência, por questões 
antropológicas, é o sulco semilunar [h] (lunatus). 
 
 
a b 
c 
e 
d 
f 
g 
h 
 21
 
Insula: 
A Ínsula aparece afastando-se os lábios do sulco lateral, e é um lobo 
cerebral que cresce menos que os demais. Possui dois sulcos e dois 
giros principais: 
a) sulco circular [a] 
b) sulco central [b] 
c) giros curtos [c] 
d) giro longo [d] 
a 
a 
b d 
d 
c c 
c 
 22
 
Vista 
Medial: 
O lobo occipital possui dois sulcos e três giros principais: 
a) sulco calcarino {L.-relativo a espora} [a] \u2013 inicia-se abaixo do 
esplênio do corpo caloso, e dirige-se ao pólo occipital. Em seus 
lábios situa-se o centro cortical da visão. 
b) cúneus {L.-cunha} \u2013 giro complexo e triângular, situa-se entre o 
sulco calcarino e o: 
c) sulco parieto-occipital [b] \u2013 profundo, separa o lobo occipital e 
parietal, é disposto em ângulo agudo ao calcarino. 
d) pré-cúneus (lobo parietal) \u2013 giro situado anteriormente ao 
cúneus. 
e) giro occípito-temporal medial \u2013 situa-se abaixo do sulco 
calcarino, continua-se anteriormente com o giro para-
hipocampal. 
Os lobos parietal e frontal apresentam cinco sulcos e três giros: 
f) sulco do corpo caloso [c] \u2013 inicia-se abaixo do rostro e contorna o 
tronco e o esplênio. Continua-se com o sulco do hipocampo [d].
g) sulco do cíngulo {L. cinto, relativo a cercar} [e] \u2013 paralelo ao 
sulco do corpo caloso, do qual é separado pelo giro do cíngulo, e 
possui dois ramos: o ramo marginal [f], direcionado à margem 
superior do hemisfério, e o sulco subparietal [g], que continua-se 
posteriormente no giro do cíngulo. 
h) sulco paracentral [h] \u2013 delimita o lóbulo paracentral, cujas 
partes anterior e posterior delimitam as áreas motora e sensitiva 
da perna e do pé. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
a 
b c 
d 
e 
f 
g 
h 
 23
 
Vista 
Inferior: 
O lobo temporal possui quatro sulcos e três giros principais: 
a) sulco occípito-temporal [a] \u2013 limita com o sulco temporal 
inferior [b] o giro temporal inferior [c]. 
b) giro occípito-temporal lateral [d] \u2013 é limitado pelo sulco occípito 
temporal e medialmente pelo: 
c) sulco colateral [e] \u2013 que se inicia próximo ao lobo occipital e 
dirige-se à frente, delimitando com os sulcos calcarino [f] e do 
hipocampo [g], os giros occípito-temporal medial [h] e para-
hipocampal [i]. 
d) úncus [j] \u2013 é considerado o centro cortical da audição, sendo a 
continuação do giro para-hipocampal, que se curva sobre o sulco 
do hipocampo. 
e) sulco rinal [k] \u2013 é a continuação do sulco colateral. 
f) istmo do giro do cíngulo [l] \u2013 ponto de união do giro para-
hipocampal com o giro do cíngulo. 
O lobo frontal apresenta dois sulcos e dois giros: 
g) sulco olfatório [m] \u2013 profundo e de direção ântero-posterior. 
h) giro reto [n] \u2013 situa-se medialmente ao sulco olfatório, continua-
se dorsalmente como giro frontal superior [o]. A face anterior 
do lobo frontal apresenta os sulcos e giros orbitários [círculo], 
bastante irregulares. 
 
 
 
a e 
b 
c 
d 
f 
g 
h 
i 
j k 
l 
m 
n 
o 
 24
 
Divisões 
Anatômicas 
II: 
Os hemisférios cerebrais possuem cavidades, os ventrículos laterais direito [a] 
e esquerdo [b] (telencéfalo), que possuem quatro partes: a) corno anterior; b) 
parte central; c) corno posterior;