AMAMENTAÇÃO.pdf
92 pág.

AMAMENTAÇÃO.pdf


DisciplinaPediatria I4.791 materiais42.723 seguidores
Pré-visualização27 páginas
DA AMAMENTAÇÃO
 O princípio fundamental da prescrição de medicamentos para nutrizes baseia-se, sobretudo, 
no risco versus benefício. As vantagens e a importância do aleitamento materno são bem conhecidas. 
Assim, a amamentação somente deverá ser interrompida ou desencorajada, se existirem evidências 
de que a droga usada pela nutriz é nociva para o lactente, ou quando não existirem informações a 
respeito e a droga não puder ser substituída por outra que seja compatível com a amamentação.
Razão leite-plasma = Concentração do fármaco no leite
Concentração do fármaco no plasma
Dose relativa do lactente (%) = x 100
Dose absoluta no lactente (mg/kg/dia)
Dose materna (mg/kg/dia)
13
 Em geral, as mães que amamentam devem evitar o uso de quaisquer medicamentos. No 
entanto, se isto for imperativo, deve-se fazer opção por uma droga já estudada, que seja pouco 
excretada no leite materno, e que não tenha risco aparente para a saúde da criança. Drogas de 
uso prolongado pela mãe em geral oferecem um maior risco para o lactente pelos níveis que 
podem atingir no leite materno.
 Os seguintes aspectos práticos podem auxiliar na tomada de decisões quanto ao uso de 
fármacos na mulher que está amamentando:
\u2022 Avaliar a necessidade da terapia medicamentosa. Neste caso, a consulta entre o pediatra 
e o obstetra ou clínico é muito útil. A droga prescrita deve ter um benefício reconhecido 
na condição para a qual está sendo indicada.
\u2022 Preferir uma droga já estudada e sabidamente segura para a criança, que seja pouco 
excretada no leite materno. Por exemplo, prescrever acetominofen em vez de aspirina, 
penicilinas em vez de cloranfenicol.
\u2022 Preferir drogas que já são liberadas para o uso em recém-nascidos e lactentes.
\u2022 Preferir a terapia tópica ou local, em vez de oral e parenteral, quando possível e indicado.
\u2022 Programar o horário de administração da droga à mãe, evitando que o pico do medica-
mento no sangue e no leite materno coincida com o horário das mamadas.
\u2022 Optar, quando possível, por preparações contendo apenas um fármaco. Assim, prescrever 
apenas dipirona em vez de associação dipirona, prometazina e adifenina.
\u2022 Considerar a possibilidade de dosar a droga na corrente sanguínea do lactente quando 
houver risco para a criança, como nos tratamentos maternos prolongados, a exemplo do 
uso de anticonvulsivantes.
\u2022 Orientar a mãe para observar a criança com relação aos possíveis efeitos colaterais, tais 
como alteração do padrão alimentar, hábitos de sono, agitação, tônus muscular e dis-
túrbios gastrintestinais.
\u2022 Evitar drogas de ação prolongada por causa da maior dificuldade de serem excretadas 
pelo lactente. Por exemplo, preferir midazolam em vez de diazepam.
\u2022 Escolher medicamentos pouco excretados para o leite materno. Antidepressivos como 
sertralina e paroxetina possuem níveis lácteos mais baixos que a fluoxetina.
\u2022 Orientar a mãe para retirar o seu leite com antecedência e estocar em congelador para 
alimentar o bebê no caso de interrupção temporária da amamentação, conforme as reco-
mendações dos bancos de leite humano (http://www.bvsam.icict.fiocruz.br/normastecnicas/
doadoras.pdf). Sugerir ordenhas frequentes e regulares para manter a lactação.
\u2022 Informar os pais sobre a ausência de informações sobre o fármaco prescrito para uso 
durante a amamentação ou os riscos de possíveis efeitos adversos sobre o lactente, prin-
cipalmente em medicamentos de uso crônico.
14
4 GUIA DE MEDICAMENTOS
4.1 MEIOS DE CONTRASTES RADIOLÓGICOS
4.1.1 Compostos radioativos
 Orientação geral: o uso de produtos radioativos em nutrizes deve ser considerado com 
grande cautela. A escolha do radiofármaco deve ser baseada na meia-vida mais curta e no poder 
radioativo. Quando a dose for elevada, sugere-se suspender o aleitamento materno por período 
equivalente a até 10 meias-vidas. Portanto, a decisão sobre a manutenção ou a suspensão do 
aleitamento materno deve levar em consideração a dose do fármaco. A unidade utilizada pode 
ser mCi (milicurie) ou MBq (megabequerel), com 1 milicurie correspondendo a 37 megabeque-
rel. Caso necessário, a mãe pode extrair o leite e armazená-lo no freezer ou congelador antes 
de realizar o exame. Como a radioatividade vai reduzindo-se em velocidade fixa, o leite orde-
nhado e congelado no freezer pode ser oferecido ao lactente por período equivalente a 8 a 10 
meias-vidas do fármaco em questão. Amostras de leite podem ser analisadas para detecção de 
radioatividade antes que a amamentação seja reiniciada. Contudo, essa análise requer equipa-
mentos sofisticados ainda pouco disponíveis. Informações mais específicas estão disponíveis no 
site: http://neonatal.ttuhsc.edu/lact/.
C-11 way 100635 ou C-raclopride \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação.
Cr-51 EDTA \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação na dose até 
0,1mCi. Meia-vida \u201cradioativa\u201d: 27,7 dias.
Fludeoxiglicose F 18 \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de 
24 horas.
Ga-67 citrato \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de 
1 semana na dose de 7Mbq (0,2mCi), 2 semanas na 
dose de 50Mbq (1.3mCi) e 1 mês na dose de 150Mbq 
(4mCi). Meia vida \u201cradioativa\u201d: 78,3 horas.
I-123 \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de 
12 horas na dose de 150MBq (4mCi) e após 24 horas 
na dose de 370MBq (10mCi).
I-123 sódio \uf020\uf06e Uso contraindicado durante a amamentação.
I-125 HSA \uf020\uf06e Uso contraindicado durante a amamentação.
I-125 hipuran \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de 
23 horas na dose de 0,05mCi.
I-125 fibrinogênio \uf020\uf06e Uso contraindicado durante a amamentação.
I-131 \uf020\uf06e Uso contraindicado durante a amamentação.
I-131 iodometinorcolesterol \uf020\uf06e Uso contraindicado durante a amamentação.
I-131 OIH \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação na dose entre 
0,15 e 0,30mCi.
I-131 MIBG \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de 
25 dias na dose de 0,5mCi.
I-131 sódio \uf020\uf06e Uso contraindicado durante a amamentação.
I-131 HSA \uf020\uf06e Uso contraindicado durante a amamentação.
15
I-131 hipuran \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de 
34 horas na dose de 0,05mCi.
In-111 CYT-356 \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de 
14 dias na dose entre 5 e 17mCi.
In- 111 DTPA \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de 
14 dias na dose entre 0,5 e 1,5mCi
In-111 leucócitos \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação na dose até 0,5mCi.
In-111 octreotide \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de 
10 dias na dose de 5,3mCi.
In-111 satumomab \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de 
14 dias na dose entre 4 e 6mCi.
In-111 pentetriotide \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de 
72 horas na dose de 6mCi.
In-111 WBC \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de 
1 semana na dose de 20Mbq (0,5mCi).
P-32 Na fosfato \uf020\uf06e Uso contraindicado durante a amamentação.
Se-75 metionina \uf020\uf06e Uso contraindicado durante a amamentação.
Tc-99m arcitumomab \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de 
24 horas na dose a partir de 30mCi.
Tc-99m coletec, hepatolite \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação na dose até 
4mCi.
Tc-99m ceretec ou neurolite \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de 
24 horas na dose de 30mCi.
Tc-99m cardiolite \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação na dose até de 
30mCi.
Tc-99m colóide sulfúrico (SC) \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período 
de 6 horas na dose de 440 Mbq (12mCi). Meia-vida 
\u201cradioativa\u201d: 6,02 horas.
Tc-99m difosfonato \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação na dose até 
16,2mCi.
Tc-99m DISIDA \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação na dose até 
8mCi.
Tc-99m DMSA \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação na dose até 2 a 
5mCi.
Tc-99m DTPA \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação na dose até 
30mCi.
Tc-99m EDTA \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação na dose até 
10mCi.
Tc-99m eritrócitos \uf020\uf06e Uso compatível com a amamentação após período de