Dion Fortune   A Doutrina Cósmica
218 pág.

Dion Fortune A Doutrina Cósmica


DisciplinaAstrologia620 materiais2.143 seguidores
Pré-visualização44 páginas
recebe um condicionador. 
Essas grandes "tensões de substância planetária" possuem muita 
influência tanto sobre sua própria esfera quanto sobre a Terra porque, quando a 
terra estava, por assim dizer, começando seu curso nos céus, várias influências e 
substâncias vindas de planetas diferentes penetraram a massa então vazia e 
descoordenada que se tornou a Terra: essas tensões deixaram sua marca sobre a 
estrutura da Terra e sobre a natureza mais interior e às vezes são responsáveis por 
distúrbios de uma ou outra espécie \u2014 terremotos, por exemplo, pois ainda existe um 
vínculo entre certas substâncias da Terra e a substância correspondente em algum 
outro planeta e os dois se ativam mutuamente e as reações se estabelecem em 
ambos. Esta é em grande medida a base do lado mais exato da astrologia, mas é 
muito intricado e muito remoto estudá-lo hoje ou usá-lo como base de tributação. 
Nos dias mais antigos, os mais avançados entre os membros do 
sacerdócio sabiam sobre as "tensões" estelares e planetárias e sobre o magnetismo 
da Terra e com base nesse conhecimento construíram um sistema do qual, de fato, 
algo subsiste embora suas bases tenham sido esquecidas. Existem pessoas na 
Terra cuja faculdade psíquica pode ser estimulada por essas tensões; algumas 
pessoas, por exemplo, são sensíveis a terremotos ou a pressões atmosféricas de 
uma maneira muito diferente de outras. Essas pessoas possuem em sua 
constituição interior algumas das tensões correspondentes às tensões do planeta 
particular que está perturbando a Terra. Determinados planetas influenciam as 
condições "Água", "Fogo", "Ar" e "Terra" da Terra ao atuarem sobre a aura da Terra. 
O princípio subjacente é o da unidade de tudo. A Terra não é única; ela 
deve ser considerada por aquilo que ela é \u2014 um dos corpos do Sistema Solar que 
passou por estados e por condições que se condensaram gradualmente naquilo que 
chamamos de "Terra", mas que vieram da Lua, de Vênus, de Saturno e de outros 
planetas. 
Os Seres Planetários podem ser considerados, em certo sentido, as 
Almas de Grupo dos planetas e podem receber da imaginação visual uma forma 
definida - como de fato acontece nos tempos antigos. Esses Seres Planetários, na 
medida em que afetaram a mente e o caráter do homem, foram evoluídos pela visão 
e pela imaginação para formas astrais cujas forças são conhecidas pela mitologia. 
Há, entretanto, um vínculo muito forte entre os Seres Planetários e as formas-
deuses apropriadas, tal como são estudadas ainda hoje por alguns. 
No final das evoluções, os planetas se modificaram e planetas diferentes 
entraram em ação durante a evolução subseqüente de maneira que a astrologia, nos 
dias atuais, tem de se ver com dificuldades praticamente intransponíveis. 
Há muito mais a aprender sobre os Enxames-de-Vida e sobre a maneira 
pela qual sua vinda afeta de maneira geral a humanidade no presente. Todos esses 
acontecimentos e desenvolvimentos antigos devem ser incluídos em qualquer 
estimativa da condição do homem e de seu desenvolvimento. Durante os vários 
períodos históricos certas Forças Planetárias \u2014 pois Forças Planetárias é uma 
denominação mais exata do que "Planetas" \u2014 influenciaram a Terra, cada uma de 
acordo com sua natureza especial; quando essas Forças são levadas à 
manifestação, elas trazem à superfície condições correspondentes às suas 
naturezas, elas as trazem para perto da Terra. Embora tenhamos utilizado o termo 
"Forças Plenta Planetárias", incluímos também certas Forças Estelares que operam 
na Jurisdição Solar, tais como os Signos do Zodíaco, mas esse assunto é vasto 
demais para ser tratado aqui em detalhes. Tenham em mente, todavia, o Signo de 
Gêmeos, pois as Forças representadas por esse Signo influenciaram a Atlântida e 
voltarão a influenciar a Terra na era atual. As estrelas se estabelecem em 
configurações algo similares àqueles que influenciaram os últimos dias da Atlântida: 
determinados Signos e Forças Planetárias estão novamente influenciando a 
humanidade e, embora as combinações sejam diferentes, há algo da mesma 
espécie de condição interior: as combinações são diferentes, mas há algo de uma 
condição inferior similar e o mundo, embora não seja inundado por um cataclisma de 
água, está cheio de estrépitos e de rivalidade de variados tipos. 
 
 
(17) 
 
Consideremos o Segundo Enxame, a onda-da-vida daqueles Regentes do 
Logos que chamamos de "Senhores da Forma". Eles também podem ser 
denominados de "Construtores", pois através deles são desenvolvidas todas as 
formas, todos os formatos. Os Construtores fazem esse formato que cobre ou 
envelopa a consciência-de-vida guardar essa vida por um tempo suficiente para a 
vida reagir como for necessário às tensões da Esfera em que ela está, depois do 
que a vida se retira para outra condição permitindo que a forma se decomponha nos 
elementos da Esfera. Esta é uma das concepções mais antigas de "morte", de 
maneira que os Senhores da Forma são também os "Deuses da Morte". 
Quando existe morte em larga escala, especialmente a morte em grupos, 
como em situações de guerra, os Senhores da Forma estão intimamente envolvidos 
no fato, pois todo o planeta é, por assim dizer, sacudido e suas forças planetárias 
precisam ser reconstruídos. Os Senhores da Forma trabalham mais com almas-de-
grupo do que com indivíduos, mas, quando um grande mestre está instruindo a 
humanidade (especialmente se o ensinamento diz respeito à evolução humana), os 
Senhores da Forma estão adaptando a "matéria planetária" ao conceito novo e 
maior de vida e a evolução está sendo levada a cabo. Quando Cristo, usando o 
corpo de Jesus de Nazaré, influenciou fortemente o planeta Terra, aconteceram 
mudanças muito definidas, embora talvez incalculáveis, nas linhas atuais da Terra: 
talvez elas não tenham parecido observáveis à ciência, mas as Forças Logoidais 
mudaram para outro curso, por assim dizer, e as forças interiores que estão por trás 
da manifestação exterior da Terra \u2014 a estrutura etérica \u2014 começaram a se alterar. 
A forma não está confinada ao esboço, mas é essencialmente todo o formato e 
preenche a necessidade de Vida para um formato particular: o formato não aparece 
de uma vez, mas cresce e se desenvolve no curso da evolução, como também o faz 
a vida. 
Os esboços ou as configurações atuais da forma cósmica, tais como as 
estrelas, os planetas, e também as grandes massas de terra são todos influenciados 
pelos Senhores da Forma. Os antigos estavam cônscios desses seres antiquíssimos 
(os Senhores da Forma) e de seus poderes, reconhecendo-os como grandes Forças 
Titânicas conectadas ao fogo e aos minérios metálicos e prestando homenagem a 
eles em alguns dos Mistérios mais antigos. 
Esses Senhores estão por trás dos grandes fogos químicos (e 
alquímicos). Eles constroem o formato por meio da mescla e da união dos Poderes 
Elementais e das forças metálicas e minerais da Terra \u2014 construindo estruturas de 
todo tipo, especialmente estruturas planetárias, pois foram eles que construíram os 
planetas. Vocês perceberão que as formas mais vastas e mais extensas são sempre 
as mais simples \u2014 as grandes formas esféricas são as mais simples, mas os tipos 
menores aumentam em complexidade, como poderia mostrar uma comparação dos 
tremendos animais pré-históricos e a fauna dos nossos dias. A estrutura "externa" de 
um planeta é, na verdade, simples. 
Os Senhores da Forma também podem ser chamados de "Senhores do 
Ritmo" (bem como os Senhores da Chama podem ser chamados de "Senhores da 
Vibração") por causa dos seus avanços e recuos rítmicos na construção do universo. 
Foi o início do ritmo no universo que estabeleceu os grandes ritmos "Morte" e 
"Nascimento". Assim, esses Senhores podem ser chamados