Edith Fiore   Já Vivemos Antes
123 pág.

Edith Fiore Já Vivemos Antes


DisciplinaAstrologia619 materiais2.140 seguidores
Pré-visualização50 páginas
zangada ... e ... 
aborrecida. 
Dr.ª F. \u2014 Como decorre agora a sua vida? Como preenche os seus dias? 
P. \u2014 Oh ... levanto-me ... como algumas frutas e ... vou nadar ... a água é boa para nadar e ... ando 
por aí ... não ... não trabalho. 
Dr.ª F. \u2014 Interessa-se por alguma coisa? Gosta de pintar, cantar ou tocar algum instrumento 
musical? 
P. \u2014 Não. Gosto de ... passear pelos ... montes e ... almoçar. Tenho ... tenho um tubo de madeira e 
ele emite ... emite sons. Gosto disso. Vou sozinha e sento-me no monte e olho cá para baixo ... para a água. 
Levei Estin para ali. 
Dr.ª F. \u2014 Parece ser um belo lugar. 
P. \u2014 Hum-humm. 
Dr.ª F. \u2014 Viveu sempre nesta ilha? 
P. \u2014 Hum-humm. 
Dr.ª F. \u2014 Pode dizer-me mais qualquer coisa a respeito da ilha? 
P. \u2014Hmm ... os homens pescam todos os dias. Trazem-nos peixe, comida. As mulheres fazem ... 
fazem a comida, com o peixe ... e o chefe está, hmmm ... está preocupado. 
Dr.ª F. \u2014 Porque está ele preocupado? 
P. \u2014 Parece que uma das outras ilhas vai ... entrar em guerra. 
Dr.ª F. \u2014 Sabe escrever e ler? 
P. \u2014 Não. Não temos escolas ... não. 
Dr.ª F. \u2014 Por quem é constituída a sua família? 
P. \u2014 Parece-me que tenho ... três irmãs. Elas são lorpas ... são lorpas, são ... 
Dr.ª F. \u2014 São lorpas? 
P. \u2014 São ... palermas. 
Dr.ª F. \u2014 São mais novas que você? 
P. \u2014 Sim. 
Dr.ª F. \u2014 Vou pedir ao seu subconsciente que a leve até um acontecimento ocorrido em sua casa, 
para que possa apreciar tudo isso. Um ... dois ... três. Que faz agora? 
P. \u2014 Hmm ... estou sentada no ... sentada no chão. 
Dr.ª F. \u2014 Onde está? 
P. \u2014 Dentro de uma cabana. 
Dr.ª F. \u2014 De quem é a cabana? 
P. \u2014 Acho que é a minha cabana. 
Dr.ª F. \u2014 A cabana é só sua ou partilha-a com algum membro da sua família? 
P. \u2014 É ... é só minha. 
Dr.ª F. \u2014 Pode dizer-me o que há 1á dentro? Consegue descrevê-la? 
P. \u2014 Humm ... tapetes para nos deitarmos ... pote. 
Dr.ª F. \u2014 Para que serve?
P. \u2014 Hmm ... acho que é para a comida ... e é ... o sol entra e está quente, é bom. 
Dr.ª F. \u2014 Gosta da sua cabana? 
P. \u2014 Hum-humm. 
Dr.ª F. \u2014Vê alguém da sua família? 
P. \u2014 Vejo o meu pai, de pé, na praia ... com a sua ... com a sua ... grande barriga. [Ri baixinho.] 
Dr.ª F. \u2014 Que acha da cena? 
P. \u2014 Oh ... hmm. É divertida. 
Dr.ª F. \u2014 Que quer dizer?
P. \u2014 Ele é ... ele é gordo. Tem uma grande barriga. 
Dr.ª F. \u2014 A sua mãe também é gorda?
P. \u2014 Hmm...
Dr.ª F. \u2014 Consegue vê-la? 
P. \u2014 Não. 
Dr.ª F. \u2014 Consegue ver alguma das suas irmãs? 
P. \u2014 Só ... só, ah ... o meu pai, de pé, na praia. 
Dr.ª F. \u2014 Bom, agora vou pedir ao seu subconsciente que a leve até uma ocasião em que se 
encontre com toda a sua família. Um ... dois ... três. Que lhe vem à cabeça? 
P. \u2014 Oh! Estamos todos a comer; as minhas três irmãs e o meu pai. 
Dr.ª F. \u2014 Mais alguém? 
P. \u2014 Hmm ... acho que o meu tio também está aqui. 
Dr.ª F. \u2014 Onde está a sua mãe? 
P. \u2014 Hmm ... não sei. [Com voz espantada.] 
P. \u2014 Ela é ... eu não ... não sei nada dela. 
Dr.ª F. \u2014 Mas vive com o seu pai e com as suas três irmãs?
P. \u2014Hum-humm. 
Dr.ª F. \u2014Há um único chefe na ilha? 
P. \u2014Hum-humm. 
Dr.ª F. \u2014 Que está a comer? 
P. \u2014 Uns ... uns frutos e peixe e ... peixe esmagado com raízes. 
Dr.ª F. \u2014 Quem prepara a comida? 
P. \u2014 Algumas das mulheres da ilha. 
Dr.ª F. \u2014 Bom, avance mais no tempo, até um acontecimento muito significativo. Um ... dois ... três. 
P. [Pausa longa.] \u2014 Acho que estou ... a morrer ... sinto que fui tola, por ter feito o que fiz. [A voz é 
pesada e triste.] 
Dr.ª F. \u2014 Que fez? 
P. \u2014 Isolei-me. Fiz ... fiz com que eu mesma deixasse de ter prazer e isso foi loucura da minha parte; 
que posso fazer? Não posso ter prazer. Foi mesmo loucura da minha parte ... isso. 
Dr.ª F. \u2014 Sente na realidade que fez uma má escolha, que cometeu um grande erro? 
P. \u2014 Creio que sim. 
Dr.ª F. \u2014Agora é velha, Alena? 
P. \u2014 Não me parece ... não me parece que seja muito velha, mas ... estou a preparar-me para 
morrer. 
Dr.ª F. \u2014 Como sabe isso. 
P. \u2014 Não sei.
Dr.ª F. \u2014 Tem consciência de mais alguma coisa? 
P. \u2014 Sinto a falta de Estin. Já passaram ... já passaram muitos anos, desde a última vez que o vi ... 
mas ainda lhe quero da mesma maneira. [Lágrimas enchiam os seus olhos.] Quem me dera não ter feito 
aquilo. Tantos anos perdidos. 
Dr.ª F. \u2014 Casou, teve filhos? 
P. \u2014 Não, acho que não. 
Dr.ª F. \u2014E agora está doente? É por causa disso que está a morrer? 
P. \u2014 Não me sinto doente. 
Dr.ª F. \u2014Vá até ao momento da sua morte. Veja se se apercebe da causa da sua morte e da 
sensação da morte. Um ... dois ... três. Que sente? 
P. \u2014 Estou ali deitada. 
Dr.ª F. \u2014 Está alguém consigo?
P. \u2014 Parece que está muita gente à minha volta. [Calmamente e baixinho.] Não sinto dores, mas sei 
que vou morrer. 
Dr.ª F. \u2014 Onde está? Está em sua casa ou ...? 
P. \u2014 Estou ao ar livre. Acho que eles vão matar-me. 
Dr.ª F. \u2014 Eles vão matá-la? 
P. \u2014 Acho que sim. Acho que é ... acho que é um sacrifício. Acho que é isso e ... e não me importo. 
Não me faz diferença nenhuma morrer. 
Dr.ª F. \u2014 Como vão matá-la? 
P. \u2014 Acho que me vão atirar para uma montanha. Para um vulcão? Não sei. 
Dr.ª. F. \u2014Como chegou aí acima? 
P. \u2014 Parece-me ... que me trouxeram numa plataforma, com o meu vestido azul e branco e penso 
que me vão atirar. 
Dr.ª F. \u2014É um costume do sítio onde vive? 
P. \u2014 Acho que é. 
Dr.ª F. \u2014 Ao contar até três saberá exactamente onde está, quais são as razões desse costume e 
sob que circunstâncias se escolhe a pessoa. Um ... dois ... três. 
P. \u2014 Sou a filha do chefe e houve ... foi um ano mau para as colheitas, não há água e a única 
maneira de apaziguar os deuses é ... é sacrificarem-me e eu sei isso. 
Enquanto ainda se encontrava sob hipnose, concordei com Patricia que ela tinha cometido um erro 
em «desligar» e dei-lhe sugestões para permitir a si mesma a recuperação da actividade sexual que 
naquela vida tão naturalmente desfrutara. O seu subconsciente indicou concordância. 
Saiu da hipnose e conversámos sobre a sua primeira experiência na pele de «outra pessoa». 
Dr.ª F. \u2014 Sente que voltou? 
P. \u2014Sim. [Rindo.] 
Dr.ª F. \u2014 Sente que é uma pessoa muito diferente daquela que foi? 
P. \u2014 Sim. Bem, sim e não. Sentia-me muito superior, sabe, mas ... 
Dr.ª F. \u2014 Desempenhava esse papel. Tinha uma maneira de agir arrogante. 
P. \u2014 Vi isso, sim. Sentia, «sou um 'eu' diferente». Eu não sou assim, sabe. Talvez seja, mas não sou. 
[Rindo.] Tinha uma atitude desinteressada acerca dos outros amantes, quem se 
importa? Não interessa o que eles sentiram por mim. Eu, sabe ... é de loucos! 
Dr.ª F. \u2014 Sente que esteve muito envolvida emocionalmente com Estin, apesar de não haver um bom 
relacionamento? 
P. \u2014 Sentia-me apegada a ele, mas ele não sentia o mesmo por mim. 
Dr.ª F. \u2014Mas você não gostava dele?
P. \u2014Eu não gostava dele, mas de certo modo gostava. Eu estava ... talvez eu não gostasse dele, por 
ele não gostar de mim, mas, a verdade, sabe, eu ... queria-o de verdade. 
Dr.ª F. \u2014 Na verdade, você queria mais qualquer coisa dele. Então decidiu que não gostava dele, 
quando na realidade isso não era verdade. 
P. \u2014 Sim, penso que foi isso. 
Dr.ª F. \u2014 Isso explica-lhe o que lhe aconteceu nesta vida? Faz sentido para si?
P. \u2014 Sim, faz. Na realidade explica porque não me consigo descontrair. É engraçado, por vezes, 
nessas ocasiões, eu pensava: «Oh! Isto é só fantasia, sabe, estou a inventar toda esta estúpida coisa!» 
Mas, nessas alturas, tinha uma espécie de visões, como cenas, que ... 
Dr.ª F. \u2014E na altura do sacrifício, estava lá em cima da montanha, quando fazia a descrição? 
P. \u2014 Bom, quando comecei a descrição estava cá em baixo, porque só me conseguia ver deitada 
numa laje, mas depois estava no cimo da montanha e acho que me atiraram. 
Dr.ª Viu-se a ser atirada? 
P. \u2014 Não. 
Dr.ª F. \u2014