Edith Fiore   Já Vivemos Antes
123 pág.

Edith Fiore Já Vivemos Antes


DisciplinaAstrologia619 materiais2.143 seguidores
Pré-visualização50 páginas
a conhecer? B. \u2014
Não. 
Dr.ª F. \u2014 Estiveste alguma vez na sua presença ou na sua companhia? 
B. \u2014 Não. 
Dr.ª F. \u2014 Estavas instalada com outras mulheres, ou tinhas um sítio só para ti? 
B. \u2014 Tínhamos os nossos próprios quartos. 
Dr.ª F. \u2014 Agora avança para o próximo acontecimento significativo. Um ... dois ... três ... quatro ... 
cinco. Que vês? 
B. \u2014Casa. 
Dr.ª F. \u2014 Conta-me o que vês. 
B. \u2014 Cozinha ... grande mesa de madeira, bancos.
Dr.ª F. \u2014 Porque estás tu em casa? 
B. \u2014 Para encontrar a minha família. 
Dr.ª F. \u2014 Tiveste problemas em deixar o lugar onde estavas? 
B. \u2014 Não. 
Dr.ª F. \u2014E encontraste a tua família? 
B. \u2014Não, eles não estão ali. [Parecendo admirada.] 
Dr.ª F. \u2014 Há alguma nota, ou mensagem? 
B. \u2014 Não. 
Dr.ª F. \u2014 O local está em ordem, ou dá a impressão de ter acontecido alguma coisa de repente? 
B. \u2014 Bom, não está devastado, mas parece que aconteceu qualquer coisa, de repente. 
Dr.ª F. \u2014 Bom, que te vem à cabeça? Onde julgas que está a tua família? Que poderá ter 
acontecido? 
B. \u2014 Devem ter sido obrigados a partir à pressa ... fugir de qualquer coisa. [Preocupada.] 
Dr.ª F. \u2014 Que poderia ter sido? Que está a acontecer no campo, nesta altura? 
B. \u2014 Bom, inquietação. Há muita incerteza. Eles podem ter sido obrigados a partir. Podem ter sido 
soldados. 
Dr.ª F. \u2014 E agora que fazes? Passeias pela casa? 
B. \u2014 Sim, e decido ir até à loja, para ver se ainda lá está. 
Dr.ª F. \u2014 Qual é a distância da loja até à casa? 
B. \u2014Um quarteirão, mais ou menos. 
Dr.ª F. \u2014 Diz-me o que estás a fazer. 
B. \u2014 Estou a descer a rua ... para chegar à loja. 
Dr.ª F. \u2014 Que tipo de mercadorias há lá? 
B. \u2014 Coisas diversas. Tecidos e farinha ... alguns objectos de metal e coisas assim. Um lote 
pequeno. 
Dr.ª F. \u2014Vês algum velho amigo, ou vizinho? 
B. \u2014 Não vejo ... ninguém. [Agarrando os braços da cadeira.] 
Dr.ª F. \u2014 Isso e estranho? 
B. \u2014Sim. 
Dr.ª F. \u2014 Que te vem à cabeça? 
B. [Lentamente] \u2014 Que todos eles devem ter sido obrigados a partir. 
Dr.ª F. \u2014 Como te sentes ali sozinha? 
B. \u2014 Assustada. Não compreendo. [A sua voz treme.] 
Dr.ª F. \u2014 Conta-me, passo a passo, o que está a acontecer. Estás a passear agora?
B. \u2014 Caminho e a porta está aberta, o que é estranho ... Olho à volta e chamo. Ninguém responde. 
Então parece-me que saio pelas traseiras. 
Dr.ª F. \u2014 Como são as traseiras? 
B. \u2014A um beco estreito. Está molhado e cheira mal. [Pondo a mão no nariz.] 
Dr.ª F. \u2014 Porque está molhado? 
B. \u2014 Esgotos ... não está ninguém lá fora. 
Dr.ª F. \u2014 Aqui também não está ninguém? 
B. \u2014Mão consigo ver ninguém. 
Dr.ª F. \u2014E agora, que estás a fazer? 
B. \u2014 Estou a pensar. 
Dr.ª F. \u2014A pensar em quê?
B. \u2014 Estou a tentar decidir o que vou fazer a seguir ... então fecho a porta e volto para dentro ... não 
há dinheiro. 
Dr.ª F. \u2014 Verificaste isso? 
B. \u2014 Hum-humm. 
Dr.ª F. \u2014 Onde procuraste? 
B. \u2014 Na gaveta ... por trás da secretária ... não é ... o local não parece ter sido roubado, portanto, 
creio que apenas partiram para outro sítio. 
Dr.ª F. \u2014Mantém-te calma e descontraída; relaxa-te cada vez mais, após cada inspiração. Que fazes 
agora? 
B. \u2014 Agora estou a sair da loja. 
Dr.ª F. \u2014E as ruas ainda estão vazias?
B. \u2014 Sim ... ouço cães, mas não muitos ... não consigo encontrar pessoas. [Agora nitidamente 
preocupada.] 
Dr.ª F. \u2014E como te sentes? 
B. \u2014 Assustada. Estou a começar a ficar muito assustada. Não sei onde se meteu toda a gente. 
Dr.ª F. \u2014 Mantém-te calma e relaxada. E agora, que estás a fazer? 
B. \u2014 Deixei de andar às voltas na tentativa de encontrar alguém. 
Dr.ª F. \u2014 Procuravas alguém em especial? 
B. \u2014 Qualquer pessoa. 
Dr.ª F. \u2014 Conhecias a maior parte dos comerciantes e das pessoas aqui da cidade? 
B. \u2014 Hum-humm. 
Dr.ª F. \u2014 E agora, que acontece? 
B. [Baixando a voz] \u2014 Ouço passos. 
Dr.ª F. \u2014 Alguém a caminhar? 
B. \u2014 Mais que um. Parecem homens. [Respirando rapidamente \u2014a sua face fica corada.] 
Dr.ª F. \u2014 Estão atrás de ti? 
B. \u2014 Hum-humm. [Tremendo violentamente.] 
Dr.ª F. \u2014 Como te sentes quando ouves esses passos? 
B. \u2014 Assustada, porque se ... se fossem pessoas conhecidas, não caminhariam tão depressa atrás 
de mim, sem dizer nada ... sem me saudar ... então continuo a caminhar. Eles apanham-me. 
Dr.ª F. \u2014 Conta-me o que te está a suceder. Que vês? 
B. \u2014 Vejo três homens. As suas caras estão turvas. 
Dr.ª F. \u2014 Vou contar de um a três e as caras tornar-se-ão claras para ti. Relaxa-te, faz uma 
inspiração profunda ... bem profunda, agora. Expira e deixa que a tensão se liberte. Um ... dois ... três. Que 
te vem à cabeça? 
B. \u2014 Um é louro ... cabelo louro ... o outro, moreno, com um bigode ... outro moreno, mas sem 
bigode. 
Dr.ª F. \u2014 Como são as suas expressões? 
B. \u2014 Bom ... têm um ar zangado. 
Dr.ª F. \u2014 Dizem-te alguma coisa? 
B. \u2014Não. 
Dr.ª F. \u2014Estão a tocar-te? 
B. \u2014 Sim. [Lágrimas correm-lhe pela cara abaixo.] 
Dr.ª F. \u2014 Que fazem eles? 
B. \u2014 Um está por trás, a agarrar-me os braços ... arrastaram-me para um vão, entre dois edifícios, 
tiraram-me a bolsa ... a minha capa. 
Dr.ª. F. \u2014 Dizem-te alguma coisa? 
B. \u2014 Não, falam entre eles ... uns com os outros. [Grande tensão no seu corpo.] 
Dr.ª F. \u2014 Que dizem eles? 
B. \u2014 Oh, bem sabe: «Depressa, depressa, tragam-na para aqui.» Dizem-me: <(Está calada!» ... uns 
para os outros e para mim. Um dos homens tapa-me a boca com a mão. 
Dr.ª F. \u2014 Como te sentes? 
B. \u2014 Hmm ... Estou assustada porque acho que eles podem magoar-me. Mas ... estive com muitos 
homens, sem ser por minha vontade, portanto, na verdade, essa parte não ... é mais ou menos o mesmo. 
Mas desta vez estou assustada, porque eles podem magoar-me mesmo ... e eu não os conheço. 
Dr.ª F. \u2014E agora, que acontece? 
B. \u2014 Alguém tem uma moca qualquer ... metal ... Ohhh ... batem-me na cabeça porque estou a 
resistir ... Eu caio, eles deixam-me cair. [O seu corpo desfalece.] 
Dr.ª F. \u2014 Doeu-te muito, quando te bateram na cabeça? 
B. \u2014 Sim. Acho que a partiram ... sangue ... bateram-me outra vez. [Soluçando violentamente.] 
Dr.ª F. \u2014 Onde te bateram desta vez? 
B. \u2014 Do outro lado da cabeça. 
Dr.ª F. \u2014 Agora estás no chão? 
B. [Gemendo] \u2014 ... Sim. 
Dr.ª F. \u2014 Eles estão de pé? 
B. \u2014 Sim ... não, estão a baixar-se ... de joelhos, sentados ... estão a decidir qual deles me vai violar 
em primeiro lugar ... Estou apenas semiconsciente: 
Dr.ª F. \u2014 Que dizem eles? 
B. \u2014 Oh! Estão só a discutir: «Eu primeiro.» 
Dr.ª F. \u2014Sentes-te semiconsciente? 
B. \u2014 Hum-humm. Não posso resistir. Eles ainda me seguram as mãos. [A sua voz tornava-se mais 
fraca.] 
Dr.ª F. \u2014 Ainda estás a lutar? 
B. \u2014 Não. 
Dr.ª F. \u2014 Agora estás no chão e eles estão ajoelhados à tua volta?
B. \u2014 Hum-humm. 
Dr.ª F. \u2014 Fisicamente, que sentes? 
B. \u2014A pedra fria debaixo de mim ... a pressão nos meus pulsos ... o frio. O meu vestido está todo 
levantado. 
Dr.ª F. \u2014 Mantém-te muito calma e muito relaxada. Descreve o que acontece. Relaxando-te cada vez 
mais. Agora, que se passa? 
B. \u2014 Bom, acho que o louro foi o primeiro ... magoa ... estou a sangrar. 
Dr.ª F. \u2014 Estás a sangrar pela vagina?
B. \u2014 Sim. [Respirando com dificuldade.] 
Dr.ª F. \u2014 Como sabes? 
B. \u2014 Sinto ... é quente ... e senti ... a rasgar. 
Dr.ª F. \u2014 Ele faz-te mais alguma coisa? 
B. \u2014 Não. Apenas ... é rápido. Satisfaz-se mesmo depressa. 
Dr.ª F. \u2014 Depois que acontece? 
B. \u2014 Depois o .. . o outro indivíduo ... o tipo sem bigode ... a mesma coisa. 
Dr.ª F. \u2014 Sentes muitas dores quando isto acontece?
B. \u2014 Sim, da segunda vez não são tão fortes ... quer dizer, não são mais fortes.
Dr.ª F. \u2014 Dizes-lhes alguma coisa? 
B. \u2014 Não. Quase não posso ... eu ... quase não consigo contar o que se está a passar. 
Dr.ª F. \u2014 Que percepções tens? 
B. \u2014 Apenas sons distantes ... estão muito longe, mas posso sentir a pressão