Sun Gazing   A medicina gratuita do futuro
21 pág.

Sun Gazing A medicina gratuita do futuro


DisciplinaAstrologia620 materiais2.144 seguidores
Pré-visualização6 páginas
a insônia?
HRM \u2013 Sem dúvida alguma. 25% dos medicamentos estão 
destinados a facilitar o sono. A melatonina é a substância que 
está relacionada com o bom dormir. A glândula pineal, que está 
justamente no centro do cérebro, sob a coroa, segrega melatonina
durante a noite, se antecipadamente tomou serotonina durante o 
dia. E pode carregar-se com serotonina por meio da exposição à 
luz solar suave, através do Sun Gazing.
R \u2013 Que doenças podem ser curadas?
HRM \u2013 Muitas: artrite, osteoporose, câncer, aids\u2026
R \u2013 Disse câncer e aids?
HRM \u2013 A aids guarda relação com a perda de luz do corpo, 
especialmente do rosto. O Sun Gazing ajuda também a curar o 
câncer; é útil contra qualquer tumor. Se você tem um tumor e 
ainda tem tempo, o Sun Gazing o irá desfazer. No entanto, se o 
seu caso é urgente, recomendo-lhe que se submeta a uma 
operação cirúrgica.
R \u2013 Se decido seguir um tratamento de quimioterapia, o Sun 
Gazing é compatível? 
HRM \u2013 Sim. Com o Sun Gazing, pouco a pouco, vão conseguindo 
um estado de meditação natural ao longo do dia. Esta meditação 
integra-se de maneira natural com as suas atividades quotidianas.
R \u2013 O Sun Gazing é também eficaz no caso de câncer linfático?
HRM \u2013 Se o detecta a tempo, com paciência tem solução. No caso 
de problemas físicos acentuados tente tomar banhos de sol, sem 
roupa ou com pouca roupa, durante 30 ou 45 minutos diários. 
Usufrua do calor do sol, evitando as horas mais fortes de radiação
solar. Desta maneira a insulina se equilibra (adeus diabetes) e as 
células cancerígenas rejuvenescem. Os banhos de sol constituem 
a quimioterapia natural. Como bem sabemos, a quimioterapia 
médica é muito problemática; inclusivamente quando funciona, os
neurônios costumam ser afetados. Com os banhos de sol o corpo 
se carrega de vitamina D, a qual é muito benéfica também em 
caso de artrite, artrose, reumatismo, osteoporose, etc. Para os 
problemas de pele é importante sentir o calor do sol.
R \u2013 No entanto, suponho que devemos ir com cuidado, pois 
poderíamos gerar um câncer de pele\u2026
HRM \u2013 O sol não é prejudicial, sempre que não se façam asneiras. 
O câncer de pele se vê favorecido com todas esses cremes (ou 
loções) cheios de químicos os quais, por transpiração, entram 
dentro da pele, podendo provocar um grande prejuízo. Se você não
se expuser a um índice de ultravioleta superior ao recomendado, 
não tem nada que temer. Nas horas seguras que mencionamos, o 
índice de ultravioleta não vai ser superior a dois. Até chegar a 5 o 
Sol não vai realmente causar-lhe um prejuízo. A partir de 5, sim, é 
prejudicial. Evite estender-se ao sol nas horas fortes do verão. 
Use o senso comum.
O resto da tarde decorre com uma sucessão de exemplos, nos 
quais o Sun Gazing se mostrou efetivo: Asma, Bulimia, Anorexia, 
Leucemia, etc. É recomendável ler um par de livros: 
"Luz: A Medicina do Futuro", de Jacob Lieberman" e The Healing 
Sun", de Richard Hobday.
HRM - Atualmente, muita gente que se guia pelo meu método está 
sendo observada; gente que está começando a viver da luz solar.
R - Como é possível isto? 
HRM - Aos seis meses de prática, que coincide com estar olhando 
o Sol durante 30 minutos, todas as células do corpo começam a 
armazenar energia do Sol. Convertem-se em células fotovoltaicas;
são como um painel solar. Para além dos seis meses, a energia do
Sol é muito bem recebida pelas células, que estão capacitadas 
para armazená-la, com o que a fome diminui. De fato, sentimos 
fome porque o corpo precisa de energia; não porque necessite, 
especificamente de comida.
Geralmente, tomamos energia ingerindo comida, a qual pôde 
desenvolver-se graças ao Sol. Agora tomamos a energia do lugar 
primário: o próprio Sol. Cada dia o corpo se sacia desta energia e 
uma pessoa cada vez depende menos da comida física, inclusive 
mesmo se realiza um trabalho corporal pesado.
Decorridos nove meses chega aos 45 minutos olhando o Sol. 
Então, a fome pode desaparecer para sempre. Aí finaliza a 
prática.
Os cientistas do espaço estão interessados neste processo, pois 
querem capacitar os astronautas a realizarem longas viagens 
espaciais. Estão pesquisando formas de micro-comida, e o Sun 
Gazing entra dentro das suas possibilidades.
Paradoxalmente, o Sun Gazing tem um problema: é uma prática 
gratuita. Os investigadores ainda não querem expor à luz pública 
as suas conclusões, porque ninguém quer práticas gratuitas; não 
interessa. É como com os automóveis: poderiam funcionar 
perfeitamente com a energia do Sol, mas os interesses do 
petróleo vão impedir.
Conheço uma comunidade de pessoas em Moscou que vivem 
somente da energia solar; são centenas de pessoas. Entre elas há
mulheres que ficam grávidas e que produzem leite, duma maneira 
normal. Faz tempo que este grupo se deu a conhecer no maior 
jornal da União Soviética, o Pravda. Infelizmente, como 
suscitaram piadas não revelaram o segredo que estava por detrás 
do seu sucesso. Este segredo é algo muito comum entre as 
pessoas e os grupos que conseguem este resultado.
Paramahansa Yogananda conta-nos na "Auto-biografia de um 
Yogui Contemporâneo", que entre 1900 e 1920 conheceu muitas 
pessoas que viviam da luz solar, as quais não queriam revelar o 
segredo, porque o mundo não estava preparado para conhecer 
esta prática divina. Pois bem: agora o mundo já está preparado, e 
além disso está ansioso por conhecê-la.
Creio que é o momento oportuno para dar a conhecer o Sun 
Gazing: a comida está encarecendo, as comodidades estão sendo 
limitadas\u2026 Seremos obrigados a comer menos.
Conhecem a técnica de Jasmuheen?, essa famosa mulher 
australiana que escreveu livros sobre viver de luz, sem comer. Ela
propunha um programa de jejum de 21 dias, a base de consumir 
água e sumos. Pois bem, Jasmuheen veio ver-me quando jejuei no 
ano 2001 e decidiu aceitar o meu programa, por ser mais fácil e 
suave do que o seu.
R \u2013 Como se chega à conclusão de que já não se precisa comer 
mais?
HRM \u2013 Uma pessoa sente se tem ou não apetite. Ora bem, se 
alguém come mais do que pela fome que tem, este mecanismo 
pode falhar. Também pode sofrer pressões do meio familiar ou 
social para que coma. Sem dúvida, a família quererá forçá-la a 
comer. Há que chegar a um acordo com a família e os amigos, 
para que a deixem fazer. Se depois de uma temporada sem comer, 
quer voltar a comer, poderá fazê-lo lentamente. Além disso, às 
vezes, por motivos sociais, é conveniente comer um pouquinho.
R \u2013 Pode-se prescindir também de beber?
HRM \u2013 O nosso corpo é água em 80%. O que comemos contém 
mais de 50% de água. Nenhuma outra coisa é tão necessária para 
o organismo. Eu bebo água e, quando me oferecem, consumo 
também chá ou sumos de frutas. De qualquer modo, é verdade que
está documentada, que há casos de pessoas que viveram sem 
sequer beber água.
A ingestão de água energizada, ativada pelo sol, constitui um 
aspecto interessante, que pode ser aplicado desde o princípio, por
ser muito benéfico: num recipiente de vidro, redondo, baixo, com 
tampa também de vidro, não ponha mais de dois litros de água e 
mantenha-o todo o dia ao sol. Depois disto, retire-o do sol e 
resguarde a água à sombra para que se refresque por si mesma, 
mas nunca na geladeira. Esta água conserva-se energizada 
durante 24 horas e tem um efeito mais potente e, garantidamente,
bem mais saudável do que qualquer bebida energética que 
encontre no supermercado. Recomendo pôr esta água num pote 
de barro natural, onde se conservará salutar e fresca, e ir 
consumindo dentro das 24 horas. Não colocar nunca num pote que
contenha metais pesados. E se tem dúvidas sobre a sua 
salubridade, ferva-a e deixe-a esfriar, antes de expô-la ao sol.
R \u2013 O Sun Gazing deve ser um bom recurso contra a obesidade\u2026
HRM \u2013 Muita gente está consumindo um excesso de calorias. 
Segundo a ciência, as calorias excessivas favorecem o Alzheimer