resumo de anatomia
266 pág.

resumo de anatomia


DisciplinaAnatomia Humana I29.032 materiais1.162.351 seguidores
Pré-visualização50 páginas
o Lambda (G., a letra L): ponto na calvária correspondente à junção das suturas 
lambdóidea e sagital. 
o Bregma (G., parte anterior da cabeça): ponto na calvária correspondente à 
junção das suturas coronal e sagital. 
o Vértice (L., espiral): ponto mais superior do neurocrânio, no meio com o 
crânio orientado no plano anatômico (orbitomeático ou de Frankfort). 
FELIX, Fernando Álison M. D. 
 
 163 
o Astério (G., estrelado): tem formato de estrela; localizado na junção de três 
suturas: parietomastóidea; occipitomastóidea e lamdóidea. 
o Glabela (L., liso, sem pêlos): proeminência lisa localizada na região entre os 
dois arcos superciliares (ou seja, entre as duas sobrancelhas) do osso frontal, 
superiormente à raiz do nariz; é mais acentuada em homens. 
o Ínio (G., dorso da cabeça): ponto mais proeminente da protuberância 
occipital externa. 
o Násio (L., nariz): ponto de encontro das suturas frontonasal e internasal; 
localizado abaixo da glabela, é um pouco mais rasa profunda que ela. 
 
 
Figura 68: Ponto craniométricos. 
 
 
Resumo de Anatomia Humana 
 164 
PPPPPPPPEEEEEEEESSSSSSSSCCCCCCCCOOOOOOOOÇÇÇÇÇÇÇÇOOOOOOOO 
 
 
Limites: 
- superior: margem inferior da mandíbula, ângulo da mandíbula e linha nucal inferior 
do osso occipital; 
- inferior: manúbrio do esterno, margem superior das clavículas e a vértebra T1. 
OSSOS DO PESCOÇO 
Formado pelas vértebras cervicais, pelo osso hióide, pelo manúbrio do esterno e 
pelas clavículas. 
Vértebras Cervicais 
Sete vértebras: C1 à C7. (Melhor discutido em \u201cDorso\u201d neste mesmo capítulo.) 
Hióide 
É um osso que se situa na parte anterior do pescoço humano, acima da cartilagem 
tireóide, ao nível da vértebra C3. É um osso móvel, pois não está articulado com mais 
nenhum osso. É apenas suportado pelos músculos do pescoço. Suporta, por sua vez, a 
base da língua. Tem a forma de uma ferradura. Os ligamentos estilóides, os quais 
partem das extremidades dos processos estilóides dos ossos temporais, se ligam ao 
corno menor do hióide. A membrana e os ligamentos tireo-hióideos ainda se fixam no 
hióide, inferiormente. 
 
Figura 69: Hióide; as marcações em vermelho mostram as fixações dos músculos apontados. (Vista ântero-superior) 
 
Reconhece-se, no osso hióide, uma parte média, o corpo, de cada extremidade 
lateral do corpo partem dois prolongamentos: o corno maior e o corno menor. 
Vários músculos se fixam ao hióide, como mostra a Figura 69. 
FELIX, Fernando Álison M. D. 
 
 165 
FÁSCIAS DO PESCOÇO 
As estruturas no pescoço são compartimentalizadas por camadas de fáscia cervical. 
Tecido Subcutâneo Cervical e o Platisma 
Tela subcutânea é constituída pelo tecido conjuntivo mais o tecido adiposo. Esta tela 
situa-se entre a derme da pele e a lâmina superficial da fáscia cervical. Contém: 
o M. platisma: superficial, ocupando grande parte anterior do pescoço. É 
inervado pelo n. facial; 
o Nn. cutâneos; 
o Vasos sanguíneos superficiais; 
o Linfonodos; 
o Gordura. 
Fáscia Cervical 
A fáscia cervical é um tecido fibroso composto por três lâminas: superficial, pré-
traqueal e pré-vertebral. Forma planos de sustentação e separação de músculos, 
vísceras, vasos, nervos e linfonodos, limitando a disseminação de infecções e de fluido 
(sangue, pus). Facilita a deglutição e os movimentos do pescoço e da cabeça, pois reduz 
o atrito entre as estruturas. As três lâminas da fáscia cervical se unem para formar a 
bainha carótica. 
 
 
Figura 70: Pescoço; corte transversal. As partes da fáscia cervical estão destacadas. 
Lâmina Superficial da Fáscia Cervical 
Circunda todo o pescoço, profundamente à pele e ao músculo platisma. 
Vai desde a base do crânio até os processos espinhosos de C7. 
Nos \u201cquatro ângulos\u201d do pescoço, bifurca-se em partes superficial e profunda para 
encerrar os mm. trapézio (posteriormente) e esternocleidomastóideo (anteriormente). 
Resumo de Anatomia Humana 
 166 
Espaço supraesternal (de Burns): entre as cabeças esternais dos mm. 
esternocleidomastóideos e imediatamente acima do manúbrio esternal, limitado pelas 
divisões ântero-posterior da lâmina superficial. Contém: 
o Extremidades inferiores das vv. jugulares anteriores; 
o Arco venoso jugular; 
o Gordura; 
o Linfonodos profundos. 
Lâmina Pré-traqueal da Fáscia Cervical 
Estende-se inferiormente do hióide ao pericárdio fibroso. 
Inclui: (a) parte muscular: reveste os mm. infra-hióideos; (b) parte visceral: reveste a 
gl. tireóide, traquéia e esôfago. 
Funde-se lateralmente com a bainha carótica. 
Um espessamento forma a tróclea para o tendão intermediário do m. digástrico. 
Lâmina Pré-vertebral da Fáscia Cervical 
Fixa à base do crânio e ao lig. longitudinal anterior no nível da vértebra T3. 
Reveste: vértebras cervicais; mm. do pescoço e cabeça; mm. escalenos; mm. 
profundos do dorso. 
Bainha Carótica 
Revestimento fascial tubular formado pelas lâminas superficial, pré-traqueal e pré-
vertebral da fáscia cervical. 
Envolve: a. carótida comum, v. jugular externa e n. vago. 
Espaço Retrofaríngeo 
Espaço virtual que consiste em tecido conjuntivo frouxo entre a parte visceral da 
fáscia cervical e a fáscia bucofaríngea. 
A fáscia alar estende-se de um lado ao outro das bainhas caróticas. Essa fáscia 
subdivide o espaço retrofaríngeoem anterior e posterior. 
O espaço retrofaríngeo permite o movimento de faringe, esôfago laringe e traquéia 
em relação à coluna vertebral durante a deglutição. 
MÚSCULOS DO PESCOÇO 
Platisma 
Lâmina larga e fina de músculo no tecido subcutâneo do pescoço (ântero-
lateralmente). 
Inervado pelo ramo cervical do n. facial (NC VII). 
Ação: tensiona a pele, deprime a mandíbula e abaixa os ângulos da boca. 
A v. jugular externa e os principais nervos cutâneos do pescoço situam-se 
profundamente ao platisma. 
Esternocleidomastóideo (ECM) 
Situado na região ântero-lateral do pescoço. 
FELIX, Fernando Álison M. D. 
 
 167 
Divide cada lado do pescoço em trígonos cervicais anterior e lateral (ou posterior). 
É o principal flexor do pescoço. Largo e robusto, é constituído, no tramo torácico, 
por duas cabeças: a esternal e a clavicular. 
É inervado pelo n. acessório (NC XI). 
Este músculo permite três ações diferentes: a rotação da cabeça para o lado 
contrário, a inclinação lateral, e uma leve extensão da cabeça. 
Trapézio 
O músculo trapézio, de configuração triangular, é o mais superficial dos músculos do 
dorso e do pescoço. É também um músculo do cíngulo do membro superior. Situado na 
face póstero-lateral do pescoço e do tórax. Inervado pelo n. acessório (NC XI) e nervo do 
trapézio (C3 - C4) 
Ação: eleva, retrai e roda a escápula. 
Mm. Supra-hióideos 
Incluem: 
o M. milo-hióideo; 
o M. genio-hióideo; 
o M. estilo-hióideo; 
o M. digástrico. 
Juntos constituem o assoalho da boca, que forma a base para a língua. 
Ação conjunta: elevam o osso hióide e a laringe em relação à deglutição e produção 
do tom. 
Milo-hióideo 
Os músculos direito e esquerdo estão unidos no plano mediano pela rafe mediana. 
Inervação: Nervo Mandibular (NC V3); 
Ação: elevação do osso hióide e da língua. 
Genio-hióideo 
Situado profundamente ao m. milo hióideo. 
Inervação: Nervo Hipoglosso (NC XII); 
Ação: tração anterior do osso hióide e da língua. 
Estilo-hióideo 
Inervação: Nervo Facial (NC VII); 
Ação: elevação e retração do osso hióide 
Digástrico 
Possui dois ventres musculares (anterior e posterior) unidos pelo tendão 
intermediário, que está preso por uma espécie de tróclea, provinda da lâmina pré-
traqueal da fáscia cervical. 
Inervação: Nervo Facial (ventre posterior) e Nervo Mandibular (ventre anterior); 
Ação: elevação do osso hióide e abaixamento da mandíbula (abertura da boca). O 
ventre anterior traciona o osso hióide para frente e o ventre
Madalena
Madalena fez um comentário
Voce poderia me enviar esse documento no email? Gostaria de imprimir
0 aprovações
Carregar mais