UC14   Técnicas de Produção Animal
171 pág.

UC14 Técnicas de Produção Animal


DisciplinaAgroindústria e Agronegócio80 materiais1.346 seguidores
Pré-visualização38 páginas
da diversidade e a base para os 
cruzamentos. As principais linhagens de corte puras são:
Plymouth Rock Branca \u2013 Pele amarela e crista lisa, foi usada nos 
primeiros cruzamentos. Hoje serve de material básico de muitas 
linhagens cruzadas, sendo as penas brancas uma vantagem, já que 
os frigoríficos preferem aves de penas brancas.
New Hampshire - Cor vermelha clara, pele amarela, crista lisa, 
produz ovos marrons, tendo sido usada por muito tempo para 
a produção de frangos de corte, mas passou a ser utilizada nos 
cruzamentos híbridos com outras raças para produção de frangos 
de corte mais eficientes. Atualmente, poucos criadores se dedicam 
a sua criação.
Cornish Branca \u2013 Apresenta crista tipo ervilha (semelhante a uma 
vagem de ervilhas), pele amarela e seus ovos têm casca marrom. 
Elas possuem pernas mais curtas, corpo amplo e peito musculoso, 
habilidade na produção de carne, mas produz poucos ovos e de 
tamanho pequeno. Tem sido mais usada nos cruzamentos para 
produzir linhagens híbridas.
Sussex \u2013 Raça de origem inglesa, desenvolvida para produção de 
carne, a pele é branca e produz ovos de casca marrom, sendo uma 
ótima produtora de carne.
 
É muito difícil que uma única linhagem de aves seja boa produtora de carne e também de 
ovos. Se uma linhagem é selecionada para alta quantidade de carne, a produção de ovos 
diminui muito e o inverso também é verdadeiro.
Curso Técnico em Agronegócio
120
5. Principais doenças das aves
Muitas moléstias podem ser transmitidas às aves por outros animais domésticos ou selvagens 
pelo ar, por meio de pássaros, pela água ou pelo trânsito de pessoas e veículos dentro ou 
próximo ao aviário, portanto, deve este tipo de fluxo deve ser evitado.
Outro cuidado é o recolhimento e destinação das aves mortas que devem ser depositadas 
em uma fossa séptica, afastada do aviário e protegida contra enxurradas e animais silvestres.
O sistema de produção de frangos deve focar no cuidado sanitário, sendo usado o conceito 
de todos dentro e todos fora, ou seja, todos os pintos entram de uma só vez e todos os frango 
saem juntos para ser possível fazer o vazio sanitário que pode ser de 15 dias entre um lote e 
outro.
Confira a seguir as três principais síndromes que acometem a avicultura:
1- Prostração: é provocada por ondas de calor, ocorrendo mais no verão, quando a 
temperatura ambiente está maior que 27 ºC e a umidade do ar está alta, causando grande 
aumento da frequência respiratória das aves para eliminar calor. Vale lembrar que aves não 
suam, causando o estresse calórico e a redução do oxigênio no organismo pela ineficiente 
respiração, o que eleva o pH sanguíneo e a temperatura, que normalmente é de 41°C, pode 
chegar a 46 °C e levar a ave à morte.
Fonte: Shutterstock
2- Morte súbita: quando as aves acometidas geralmente são encontradas mortas de barriga 
para cima, deitadas sobre o dorso, sendo em geral aves bem desenvolvidas e não apresentam 
nenhuma lesão externa e interna, salvo congestão de pulmão e fígado.
Técnicas de Produção Animal
121
Fonte: Shutterstock
3- Ascite: também chamada de barriga d\u2019água, caracteriza-se por acúmulo de fluído na cavidade 
abdominal, sendo favorecida por altitude elevada, frio, má ventilação, rápido crescimento, 
hipertensão pulmonar, elevada energia da ração, deficiência de vitamina E, níveis elevados de 
sódio na dieta, baixos níveis de fósforo, doenças respiratórias, microtoxinas e estresse.
Fonte: Shutterstock
As síndromes têm ocorrido mais em animais maiores e de crescimento mais rápido, 
principalmente devido ao funcionamento irregular do aparelho cardiovascular e respiratório. 
No frango moderno, o volume pulmonar em relação ao seu peso vivo é menor, o que denota 
diminuição da capacidade respiratória, além do coração não se desenvolver tão rapidamente 
quanto o músculo esquelético. Este desequilíbrio e metabolismo acelerado tornam as aves 
mais suscetíveis a essas enfermidades.
Curso Técnico em Agronegócio
122
Com o objetivo de diminuir e, até mesmo, erradicar estas enfermidades, a avicultura segue um 
rigoroso programa de prevenção onde são usadas diversas vacinas, dentre elas: Newcastle, 
Bronquite infecciosa, Encefalomielite, Bouba aviária, Doença de Marek, Eds-76, Gumboro, 
Laringotraqueite, Bacterinas e Artrite viral.
Atividade de aprendizagem
Tópico 1: Avicultura
1. Dentre os fatores que afetam o desempenho das aves, assinale V para verdadeiro e F para 
falso e encontre a alternativa correspondente à sequência correta:
(\u2002(( Os pintinhos nascidos de ovos maiores têm mesmo desempenho que dos menores.
(\u2002(( A qualidade da matéria-prima da ração pouco importa.
(\u2002(( A época do ano em que se desenvolve a criação não afeta o desempenho do lote, afinal 
o ambiente interno do aviário é controlado.
(\u2002(( O manejo, a densidade da criação e a qualidade da cama pouco influenciam.
(\u2002(( A ocorrência de doenças afeta diretamente os resultados da criação.
a) F F V V V
b) V V V F F
c) F V V V F
d) F V V F F
e) F F F F V
2. Assinale a alternativa CORRETA em relação ao manejo das aves:
a) A avaliação do umbigo dos pintinhos não é necessária.
b) O fornecimento de calor artificial em regiões quentes pode ser dispensado.
c) Pode-se colocar até 15 frangos por metro quadrado, independente do peso e idade das 
aves.
d) Deve ser mantida a temperatura de aproximadamente 21°C durante toda a vida dos 
frangos.
e) O local da correta localização do termômetro é na altura do dorso das aves, assim é 
possível medir em qual a temperatura que as aves estão sendo criadas.
Técnicas de Produção Animal
123
3. Em relação às instalações para as aves, a única alternativa INCORRETA é:
a) A largura do galpão deve ser de no máximo 14 metros e o pé direito de 3 metros para 
facilitar a ventilação.
b) Além da cortina, o aviário deve possuir uma mureta de proteção de 50 centímetros para 
evitar o excesso de umidade de fora do galpão.
c) O piso do aviário deve ser em nível.
d) O galpão deve ser construído de forma a facilitar a colocação e a retirada da cama de 
dentro do aviário.
e) A parte vazada do aviário deve ter uma tela de malha fina para não permitir a entrada de 
predadores e outras aves.
Tópico 2: Suinocultura
Você sabia que a suinocultura, criação racional de suínos, avançou muito nos últimos anos e 
hoje está muito profissionalizada? O consumo da carne suína no Brasil aumentou 40% nos 
últimos 10 anos, o que se deve às campanhas de conscientização, mostrando que este tipo de 
carne é saudável devido à redução no teor de gordura.
Fonte: Shutterstock
A suinocultura está consolidada no país, com o mercado interno firme e o externo confiante 
na qualidade da carne brasileira. O Brasil tem uma das melhores tecnologias para a produção 
de suínos, com índices muito superiores à maioria dos países com tradição na produção.
Essa atividade passa por altos e baixos, já que tem dependência forte da produção de grãos, 
pois a alimentação representa 70% dos custos. Por isso, não se sustenta mais uma gestão 
Curso Técnico em Agronegócio
124
amadora dentro da suinocultura, pois as margens estão cada vez mais estreitas e é preciso 
ser profissional.
'
Dica
Outra preocupação importante da suinocultura é a destinação dos dejetos. Uma 
dica valiosa é usar as dejeções na fertilização das plantas.
Toda instalação suinícola precisa ter o devido cuidado com a destinação dos estercos, sendo 
desejável a construção de esterqueira, que deve ser bem dimensionada, conforme o rebanho 
e o local, e estas instalações devem respeitar as leis ambientais e as exigências dos frigoríficos.
1. Alimentação e manejo
Um dos fatores mais importantes na produção de suínos é a temperatura, cujas necessidades 
variam conforme a fase do suíno. Confira a seguir a tabela que indica a temperatura ideal para 
suínos de acordo com cada