UC20 Apostila Resp. Social e Ambiental no Agronegócio
119 pág.

UC20 Apostila Resp. Social e Ambiental no Agronegócio


DisciplinaAgroindústria e Agronegócio80 materiais1.346 seguidores
Pré-visualização29 páginas
da responsabilidade social. Além do respeito pelos interesses das partes 
interessadas, do respeito ao estado de direito, do respeito às normas internacionais 
de comportamento e do respeito aos direitos humanos, há ainda outros três princípios 
importantes:
I. Transparência
II. Comportamento ético
III. Partes interessadas
IV. Engajamento
V. Accountability
Estão CORRETAS as opções descritas apenas em:
a) I, II, V.
b) II, IV, V.
c) I, III, V.
d) I, II, IV.
e) I, II, III.
Responsabilidade Social e Ambiental no Agronegócio
79
2. Independentemente do porte ou do fato de a empresa ser de antes, de dentro ou de fora 
da porteira, uma coisa é inegável: não há como não respeitar as leis e os regulamentos 
aplicáveis. Isso significa que as empresas precisam não só tomar conhecimento dessas 
leis, mas também fazer um esforço para cumpri-las, o que significa inseri-las durante a fase 
de planejamento e execução de suas ações. Esse é um dos sete princípios fundamentais 
da responsabilidade social e recebe um nome especial.
Assinale a alternativa CORRETA.
a) Transparência
b) Normas internacionais de comportamento
c) Estado de direito
d) Accountability
e) Comportamento ético
3. A necessidade de comunicar é parte integrante das premissas da responsabilidade social 
e sustentabilidade. A organização que aspira ser sustentável precisa utilizar comunicação 
dialógica. Nesse sentido, podemos afirmar que:
I. A gestão socialmente responsável inclui atividades de comunicação com as partes 
interessadas e gerenciamento de riscos reais e potenciais.
II. A consistência das decisões organizacionais decorre da falta de relação entre as ações 
de comunicação e seus objetivos e estratégias.
III. Para garantir a longevidade das organizações, é necessário compreender os vínculos 
com todas as partes interessadas e desenvolver estratégias mais equilibradas de rela-
cionamento.
IV. A troca de informações baseada no diálogo gera simetria e permite uma relação mais 
equilibrada e harmoniosa entre as organizações e suas partes interessadas.
V. A utilização de estratégias de comunicação dialógica não é fundamental para a gestão 
socialmente responsável.
Estão CORRETAS as afirmações descritas apenas em:
a) I, II, III.
b) II, IV, V.
c) I, II, V.
d) I, III, IV.
e) I, II, IV.
Curso Técnico em Agronegócio
80
4. O escândalo envolvendo os carros a diesel da Volkswagen traz à luz uma questão ética: 
por que uma empresa, mesmo sabendo o que tem de ser feito, burla a legislação e mente 
para toda uma sociedade? No caso dos alimentos, isso não é diferente. Temos casos de 
amendoim contaminado por salmonela nos Estados Unidos, de leite adulterado com 
formol no Brasil, de broto de feijão orgânico contaminado na Alemanha etc. Essa postura 
está relacionada com outro princípio considerado fundamental para a gestão socialmente 
responsável. Sem tradução para o português, esse princípio se refere à condição de uma 
organização de responsabilizar-se por decisões e atividades e prestar contas dessas 
decisões e atividades aos órgãos de governança, às autoridades legais e, de modo mais 
amplo, às suas partes interessadas.
Assinale a alternativa com o nome desse princípio, segundo a norma ISO 26000.
a) Stockholders
b) Accountability
c) Desenvolvimento sustentável
d) Transparência
e) Stakeholders
5. A observância, a promoção e o encorajamento de padrões éticos estão implícitos em 
todas as atividades de qualquer tipo de organização, inclusive do agronegócio. Nesse 
sentido, disponibilizar informações que afetam a vida dos outros também é considerado 
fundamental. Contudo, não basta disponibilizar, pois não adianta disponibilizá-las de forma 
que ninguém entenda ou de forma tão demorada que, quando chega, não adianta mais. 
É preciso que essas informações estejam prontamente disponíveis e sejam diretamente 
acessíveis, assim como sejam compreensíveis para os que tenham sido ou possam vir a ser 
afetados de modo significativo pela empresa.
Esse outro princípio também não pode ficar de fora da gestão socialmente responsável. 
Indique-o entre as opções a seguir.
a) Transparência
b) Respeito aos direitos humanos
c) Desenvolvimento sustentável 
d) Accountability
e) Globalização
Práticas de 
responsabilidade 
social
04
Curso Técnico em Agronegócio
82
Tema 4: Práticas de responsabilidade 
social
Sabemos que, durante muitos anos, a gestão socialmente responsável, antes tratada de 
forma ideológica, filosófica e utópica, evoluiu para a internalização e a concretização dos 
princípios nos processos das organizações. Atualmente, as organizações empresariais e rurais 
demonstram o crescente interesse e sua mobilização nos assuntos socioambientais e que 
demandam ferramentas específicas para uma atuação eficaz.
Por isso, o conteúdo deste tópico apresentará temas fundamentais para a prática da RS 
em empresas, os quais agregam estratégias para empreendedores que fazem a gestão da 
comunicação e de riscos em seu negócio.
d
Comentário do autor
Ao final deste tema, você será capaz de:
\u2022 Compreender, analisar e discutir as relações existentes entre os temas 
centrais e o agronegócio.
\u2022 Conhecer as normas e as ferramentas de gestão, suas estruturas e as 
possibilidades de uso.
Tópico 1: Liderança em responsabilidade social: reconhecendo 
temas e questões relevantes
As organizações empresariais tradicionais, que se desenvolveram ao longo dos últimos 50 anos, 
passaram por processos de crescimento, especificaram-se e tornaram-se mais complexas. 
Como consequência disso, os critérios técnicos que antes eram suficientes para seu sucesso, 
hoje, recebem críticas por não considerarem as realidades dos sistemas ambientais e sociais.
Responsabilidade Social e Ambiental no Agronegócio
83
No entanto, seja pela motivação moral ou instrumental, não há como compreender que as 
ações de RS possam ser superficiais e esporádicas em vez de terem um compromisso profun-
do e permanente com o desenvolvimento sustentável, já que esse é requisito para a própria 
sobrevivência da empresa, produção ou organização.
 
Então, como integrar os aspectos ambientais, sociais e de governança nas decisões das 
organizações? Uma forma eficaz de se fazer essa integração é unir esforços para que cada 
organização se familiarize com as questões relativas à responsabilidade social vinculadas ao 
negócio e às partes interessadas.
Para isso, em primeiro lugar, é necessário identificar questões relevantes e estabelecer 
prioridades para a RS, de acordo com a cultura da empresa. Assim, vamos nos basear, mais 
uma vez, nas diretrizes da ISO 26000. Nessa norma, de forma bastante didática, as questões 
estão divididas em sete temas centrais:
1. governança organizacional;
2. direitos humanos;
3. práticas de trabalho;
4. meio ambiente;
5. práticas leais de operação;
Curso Técnico em Agronegócio
84
6. questões relativas ao consumidor;
7. envolvimento e desenvolvimento da comunidade.
c
Leitura complementar 
Você pode encontrar o detalhamento das 37 questões relativas aos sete temas 
na Norma ABNT NBR ISO 26000:2010. Acesse a biblioteca do AVA para fazer a 
leitura desse documento.
1. Governança organizacional
Governança organizacional é o sistema pelo qual uma organização toma e implementa decisões 
na busca de seus objetivos, por isso é tão relevante para qualquer tipo de organização.
Pode compreender, também, tanto mecanismos formais de governança, baseados em estru-
turas e processos definidos, quanto mecanismos informais, que emergem a partir da cultura e 
dos valores das organizações, geralmente influenciados pelas pessoas que as estão liderando.
Os sistemas de governança variam, dependendo do porte e tipo das organizações e do contexto 
ambiental, econômico, político, cultural e social
Israell
Israell fez um comentário
Não tem como enviar
0 aprovações
Bruno
Bruno fez um comentário
Por que esse material não encontra a busca na pesquisa?
2 aprovações
Carregar mais