Manual de Reumatologia (USP)
208 pág.

Manual de Reumatologia (USP)


DisciplinaReumatologia968 materiais2.150 seguidores
Pré-visualização50 páginas
da febre reumática é aguda, migratória, bastante dolorosa e 
autolimitada, não deixando seqüela. Atinge crianças e adolescentes, dificilmente 
ocorrendo no adulto. 
A osteoporose não representa problema no diagnóstico diferencial com 
artropatias porque não causa manifestações articulares. Na verdade, podem até 
acarretar dor na coluna quando houver fratura, o que é facilmente identificável ao 
raioX. 
Na seqüência serão apresentados quadros e figuras que resumem os principais 
aspectos clínico-radiográficos e laboratoriais que auxiliam no diagnóstico diferencial 
destas entidades (QUADROS 2, 3 e 4 e FIGURA 2). 
Debora
Line
 4
 
 
FIGURA 1. Topografia do envolvimento articular nas doenças reumáticas: artrose = 
osteoartrite; artrite = artrite reumatóide; DDTC = doenças difusas do tecido conjuntivo; 
soro- = artropatias soronegativas 
 
 
 
QUADRO 2. Diagnóstico diferencial das manifestações articulares das doenças reumáticas 
 Artropatias Inflamatórias Crônicas 
 Artrite Reumatóide 
Soro-
negativas DDTC Osteoartrite 
 Sinovite ++++ +++ ++ (variável) + 
Quadro Erosões ++++ +++ +/- ++ 
Articular Axial ++ ++++ - +++ 
 Sacro-iliíte + ++++ - - 
 Punhos / MCF +++ + ++ + 
 IFD + + +/- +++ 
 
 
Simetria ++ 0/++ ++++ ++++ 0/++ 
No artic. ++++ +++ +/+++ +/+++ + 
Erosões 0/++ ++++ +++ ++++ 
Inflamação ++++ 0/++ +/+++ + ++++ 
0 
Artrose Artrite DDTC Soro - Gota 
Debora
Line
5
QUADRO 3. Diagnóstico diferencial das manifestações extra-articulares das doenças reumáticas 
Artropatias Inflamatórias Crônicas 
Artrite
Reumatóide 
Soro-
negativas 
DDTC Osteoartrite 
Quadro
Mucocutâneas + ++
(Variável) 
++++ -
Extra-
Oculares + +++ + -
Articular Vasculite ++ +/- +++ -
Vários órgãos ++ + ++++ -
Auto- F R +++ + + -
Anticorpos FAN + + ++++ -
F R = Fator Reumatóide; FAN = Fator Antinuclear 
QUADRO 4. Diagnóstico diferencial das manifestações radiográficas das doenças reumáticas 
Artropatias Inflamatórias Crônicas 
Artrite
Reumatóide 
Soro-
negativas 
DDTC Osteoartrite Gota
Redução 
Espaço 
Rápida Rápida Não ocorre Lenta Tardia
Osteopenia 
periarticular 
++++ +++ +/- - +/- 
Neoformação 
óssea
- - - +++ +++ 
Erosões ++++ +++ - ++
(forma erosiva)
+++ 
(saca-bocado) 
Cistos ósseos ++++ +++ - + +++ 
Debora
Line
6
CLASSIFICAÇÃO RESUMO 
A reumatologia tem como objeto, as doenças que cursam com manifestações 
osteomioarticulares, com ênfase àquelas próprias do tecido conjuntivo. Algumas se destacam 
pela freqüência, e neste capítulo são abordadas sindromicamente. 
Para facilitar o diagnóstico diferencial, as principais doenças reumáticas podem ser 
agrupadas como artropatias inflamatórias crônicas. Elas apresentam como denominador 
comum o envolvimento poli ou oligoarticular e o curso crônico, e via de regra estão associadas 
à agressão auto-imune. Dividem-se em 3 subgrupos: 
1. Artrite reumatóide: é a mais agressiva do ponto de vista de agressão articular, com 
exuberância inflamatória, erosiva e deformante. Cursam com fator reumatóide positivo. 
2. Artropatias soronegativas: também são agressivas, deixando com freqüência 
seqüelas articulares. Cursam com envolvimento inflamatório da coluna e ausência de 
fator reumatóide. 
3. Doenças difusas do tecido conjuntivo: Anteriormente denominadas de colagenoses, 
caracterizam-se por manifestações articulares mais brandas, muitas vezes somente 
com artralgias ou até ausência de envolvimento articular, e muito envolvimento 
sistêmico bem como presença de fator antinuclear. 
Artropatias microcristalinas: cursam em surtos de mono ou oligoartrite autolimitados, 
em questão de dias, com regressão expontânea. 
Artropatias infecciosas: as bacterianas são agudas, muito destrutivas e mono ou 
oligoarticulares; as fúngicas e tuberculosas são mais insidiosas, e também mono e 
oligoarticulares. As virais são poliarticulares e autolimitadas. 
Febre reumática: artrite migratória de grandes articulações, dolorosa e autolimitada, 
evolui sem deixar seqüelas. 
Osteoporose: Geralmente só se manifesta quando há fraturas vertebrais, que levam a dor 
crônica e deformidade na coluna. 
Reumatismo de partes moles: pode ser localizado como nas tendinopatias, bursites, 
fasciítes e entesites; regionais como nas síndromes miofasciais; e difusas como na 
fibromialgia. Podem ainda acarretar compressões de nervos periféricos. 
Debora
Line
7
CLASSIFICAÇÃO QUESTÕES 
1. A artrite com características erosivas é observada em quais das doenças abaixo: 
a) Artrite reumatóide e artropatias soronegativas 
b) Lupus eritematoso e artrite reumatóide 
c) Esclerose sistêmica e artropatias soronegativas 
d) Osteoartrite e febre reumática 
e) Síndrome de Sjögren e polimiosite 
2. As manifestações extra-articulares são mais freqüentes em quais das doenças 
abaixo: 
a) Artrite reumatóide 
b) Osteoartrite 
c) Doenças difusas do tecido conjuntivo 
d) Artropatias soronegativas 
e) Artrites infecciosas 
3. Em qual situação abaixo as artropatias não se caracterizam por simetria no 
envolvimento articular: 
a) Artrite reumatóide e lupus eritematoso 
b) Esclerose sistêmica e lupus eritematoso 
c) Gota e artrite reumatóide 
d) Síndrome Reiter e gota 
e) Síndrome de Sjögren e artrite reumatóide 
4. Quais dentre as características abaixo são marcantes nas doenças difusas do tecido 
conjuntivo: 
a) Artrite simétrica, envolvimento axial, manifestações extra-articulares 
b) Artrite assimétrica, fator antinuclear, manifestações extra-articulares 
c) Artrite crônica, fator reumatóide, sacro-iliíte 
d) Artrite não erosiva, fator antinuclear, manifestações extra-articulares 
e) Artrite não erosiva, rigidez matinal < 30 minutos, deformidades articulares 
 5 . Homem com 32 anos, artrite dos joelhos e tornozelo esquerdo há 6 meses. Em qual 
das opções abaixo esse paciente teria maior probabilidade de se encaixar: 
a) Síndrome de Reiter 
b) Artrite reumatóide 
c) Febre reumática 
d) Gota 
e) Artrite tuberculosa 
Respostas Classificação: 1-a; 2-c; 3-d; 4-d; 5-a 
Debora
Line
PROPEDÊUTICA REUMATOLÓGICA 
Ricardo Fuller 
Reumatologia é uma especialidade cujo objeto é o estudo das doenças que 
cursam com manifestações no sistema músculo-esquelético, quer diretamente quer 
indiretamente relacionadas a ele. 
Idade e sexo 
As doenças difusas do tecido conjuntivo acometem mulheres jovens, já a partir 
da adolescência. A artrite reumatóide envolve mulheres adultas, e as artropatias 
soronegativas predominam em homens jovens, com exceção da artrite psoriática. A 
osteoartrite atinge indivíduos a partir da quarta e quinta décadas, com discreta 
predominância no sexo feminino. A gota atinge quase que exclusivamente homens 
acima dos 40 anos. A febre reumática acomete crianças e adolescentes. A fibromialgia 
acomete mulheres adultas. O reumatismo de partes moles tem distribuição mais 
universal, dependendo mais de fatores ocupacionais que idade e sexo. A osteoporose 
incide em mulheres idosas. 
Didaticamente as manifestações podem se dividir em articulares e extra-
articulares.
1. MANIFESTAÇÕES ARTICULARES 
Entre artralgia e artrite existe um espectro do acometimento articular. A artrite, 
por representar um processo mais evidente, e ser passível de identificação ao exame 
físico, sendo mais valorizada na elaboração diagnóstica. 
Artralgias são, via de regra inespecíficas, ganhando significado se presentes na 
mesma articulação por um período prolongado. Podem sugerir uma osteoartrite, 
distúrbios mecânicos (neuropatias, instabilidade) e mesmo doenças difusas do tecido