aula 02   Introdução
48 pág.

aula 02 Introdução


DisciplinaHistória do Pensamento Econômico1.029 materiais8.554 seguidores
Pré-visualização12 páginas
a escola foi válida, útil ou correta em sua época? 
---- aqui há dois riscos: aqui há dois riscos: aqui há dois riscos: aqui há dois riscos: 
a)a)a)a) os antigos estavam errados, os antigos estavam errados, os antigos estavam errados, os antigos estavam errados, eram eram eram eram inocentes, inocentes, inocentes, inocentes, 
ignorantes ou tolosignorantes ou tolosignorantes ou tolosignorantes ou tolos; ; ; ; nós, mais sábios, descobrimos a nós, mais sábios, descobrimos a nós, mais sábios, descobrimos a nós, mais sábios, descobrimos a 
verdade finalverdade finalverdade finalverdade final 
---- é a é a é a é a visão visão visão visão hard sciencehard sciencehard sciencehard science; Say, Blaug, Knight, Stigler; Say, Blaug, Knight, Stigler; Say, Blaug, Knight, Stigler; Say, Blaug, Knight, Stigler 
 
 29
---- J. J. J. J.B. B. B. B. Say: Say: Say: Say: \u201cque finalidade útil pode ser obtida desse \u201cque finalidade útil pode ser obtida desse \u201cque finalidade útil pode ser obtida desse \u201cque finalidade útil pode ser obtida desse 
estudo de doutrinas e opiniões absurdas que foram e estudo de doutrinas e opiniões absurdas que foram e estudo de doutrinas e opiniões absurdas que foram e estudo de doutrinas e opiniões absurdas que foram e 
mereciam mesmo ter sido dizimadas há muito tempo? É mereciam mesmo ter sido dizimadas há muito tempo? É mereciam mesmo ter sido dizimadas há muito tempo? É mereciam mesmo ter sido dizimadas há muito tempo? É 
mero pedantismo inútil tentar revivêmero pedantismo inútil tentar revivêmero pedantismo inútil tentar revivêmero pedantismo inútil tentar revivê----las. Quanto mais las. Quanto mais las. Quanto mais las. Quanto mais 
perfeita se torna a ciência, mais curta tornaperfeita se torna a ciência, mais curta tornaperfeita se torna a ciência, mais curta tornaperfeita se torna a ciência, mais curta torna----sssse a história\u201de a história\u201de a história\u201de a história\u201d 
---- modelo aplicável às ciências físicas melhor que às modelo aplicável às ciências físicas melhor que às modelo aplicável às ciências físicas melhor que às modelo aplicável às ciências físicas melhor que às 
ciências sociaisciências sociaisciências sociaisciências sociais 
---- Blaug: Blaug: Blaug: Blaug: \u201co perigo da arrogância com relação aos \u201co perigo da arrogância com relação aos \u201co perigo da arrogância com relação aos \u201co perigo da arrogância com relação aos 
escritores do passado certamente é real, mas também o escritores do passado certamente é real, mas também o escritores do passado certamente é real, mas também o escritores do passado certamente é real, mas também o 
é a adoração a ancestrais\u201dé a adoração a ancestrais\u201dé a adoração a ancestrais\u201dé a adoração a ancestrais\u201d 
---- necessidade de manter uma postura \u201cabert necessidade de manter uma postura \u201cabert necessidade de manter uma postura \u201cabert necessidade de manter uma postura \u201caberta\u201d na leituraa\u201d na leituraa\u201d na leituraa\u201d na leitura 
b)b)b)b) outro extremo: toda idéia dominante no passado outro extremo: toda idéia dominante no passado outro extremo: toda idéia dominante no passado outro extremo: toda idéia dominante no passado 
estava certa, justa, era boa para sua época estava certa, justa, era boa para sua época estava certa, justa, era boa para sua época estava certa, justa, era boa para sua época 
 
 30
---- é certo que a validade se relaciona com a época, mas é certo que a validade se relaciona com a época, mas é certo que a validade se relaciona com a época, mas é certo que a validade se relaciona com a época, mas 
pode não ocorrerpode não ocorrerpode não ocorrerpode não ocorrer 
---- cabe julgar também as teorias antigas pelos padrões cabe julgar também as teorias antigas pelos padrões cabe julgar também as teorias antigas pelos padrões cabe julgar também as teorias antigas pelos padrões 
contemporâneoscontemporâneoscontemporâneoscontemporâneos 
---- cabecabecabecabe reconhecer que os conceitos de hoje podem não reconhecer que os conceitos de hoje podem não reconhecer que os conceitos de hoje podem não reconhecer que os conceitos de hoje podem não 
ser aplicáveis ao passado e talvez não sejam no futuroser aplicáveis ao passado e talvez não sejam no futuroser aplicáveis ao passado e talvez não sejam no futuroser aplicáveis ao passado e talvez não sejam no futuro 
\u25cf quais dogmas da escola tornaram\u25cf quais dogmas da escola tornaram\u25cf quais dogmas da escola tornaram\u25cf quais dogmas da escola tornaram----se contribuições se contribuições se contribuições se contribuições 
duradouras?duradouras?duradouras?duradouras? destacar as destacar as destacar as destacar as contribuições que passaram no contribuições que passaram no contribuições que passaram no contribuições que passaram no 
teste do tempo, separadas das que, embora válidasteste do tempo, separadas das que, embora válidasteste do tempo, separadas das que, embora válidasteste do tempo, separadas das que, embora válidas na na na na 
época, não são mais aplicáveis devido a novas época, não são mais aplicáveis devido a novas época, não são mais aplicáveis devido a novas época, não são mais aplicáveis devido a novas 
evidências ou mudanças nas condiçõesevidências ou mudanças nas condiçõesevidências ou mudanças nas condiçõesevidências ou mudanças nas condições 
 
 
 31
1.2. 1.2. 1.2. 1.2. Origens e divisão Origens e divisão Origens e divisão Origens e divisão 
do pensamento econômicodo pensamento econômicodo pensamento econômicodo pensamento econômico 
\u25cf \u25cf \u25cf \u25cf voltaremos voltaremos voltaremos voltaremos ao tema da origem no tópico 4.1ao tema da origem no tópico 4.1ao tema da origem no tópico 4.1ao tema da origem no tópico 4.1 
 
\u25cf \u25cf \u25cf \u25cf idéias econômicas na Antiguidade e na Idade Médiaidéias econômicas na Antiguidade e na Idade Médiaidéias econômicas na Antiguidade e na Idade Médiaidéias econômicas na Antiguidade e na Idade Média 
---- escritores da Antiguescritores da Antiguescritores da Antiguescritores da Antiguidade deram alguma atenção aos idade deram alguma atenção aos idade deram alguma atenção aos idade deram alguma atenção aos 
problemas econômicos, mas geralmente de economia problemas econômicos, mas geralmente de economia problemas econômicos, mas geralmente de economia problemas econômicos, mas geralmente de economia 
domésticadomésticadomésticadoméstica; ; ; ; economia era o gerenciamento das questões economia era o gerenciamento das questões economia era o gerenciamento das questões economia era o gerenciamento das questões 
domésticasdomésticasdomésticasdomésticas 
---- Xenofonte tratou do problema da divisão do trabalho Xenofonte tratou do problema da divisão do trabalho Xenofonte tratou do problema da divisão do trabalho Xenofonte tratou do problema da divisão do trabalho 
---- Platão (± 400 aC.) escreveu sobre os benefícios da Platão (± 400 aC.) escreveu sobre os benefícios da Platão (± 400 aC.) escreveu sobre os benefícios da Platão (± 400 aC.) escreveu sobre os benefícios da 
espeespeespeespecialização humana dentro da cidadecialização humana dentro da cidadecialização humana dentro da cidadecialização humana dentro da cidade----estado idealestado idealestado idealestado ideal 
 
 32
---- Aristóteles (± 350 aC.) dedicou atenção ao problema Aristóteles (± 350 aC.) dedicou atenção ao problema Aristóteles (± 350 aC.) dedicou atenção ao problema Aristóteles (± 350 aC.) dedicou atenção ao problema 
das trocas (\u201ccrematística\u201d)das trocas (\u201ccrematística\u201d)das trocas (\u201ccrematística\u201d)das trocas (\u201ccrematística\u201d); ; ; ; distinguiu entre \u201cartes distinguiu entre \u201cartes distinguiu entre \u201cartes distinguiu entre \u201cartes 
naturais e nãonaturais e nãonaturais e nãonaturais e não----naturais\u201d de aquisiçãonaturais\u201d de aquisiçãonaturais\u201d de aquisiçãonaturais\u201d de aquisição 
naturais: agricultura, pesca e caça naturais: agricultura,