apostilha de gestão em recursos materiais logística
138 pág.

apostilha de gestão em recursos materiais logística


DisciplinaAdministração112.770 materiais802.252 seguidores
Pré-visualização25 páginas
pode culminar em perda ou extravio de dados.
Contudo, as ligações via internet tem sido atrativas para os usuários do EDI. Os 
principais fatores que têm definido o uso desse meio de comunicação são: me-
nor custo comparado com o uso da rede privada, padronização de protocolos, 
interconexão entre provedores e independência.
Considere-se que, no futuro, haverá uma migração de muitas aplicações direta-
mente para Internet. Em função de sua versatilidade, o EDI via internet deverá 
se constituir em um padrão, principalmente para pequenas empresas.
EDI via intranet: intranet é um meio de comunicação de dados que tem sido 
muito utilizado em EDI. Em função de seu caráter privado, ela fornece mais 
segurança que a Internet. Também implica em custos menores, relativamente às 
ligações utilizando VAN. Potencialmente, é indicada para pequenas e grandes 
organizações que trabalham com baixo volume de transferência de dados. Em 
alguns casos, pode-se ter uma Intranet ampla, sem a necessidade de se implan-
tar um sistema integrado EDI.
EDI para fax/Fax para EDI: esse meio de comunicação é semelhante ao serviço 
de conversão de papel oferecido por algumas VANs. A conversão EDI para fax / 
Fax para EDI foi projetada para permitir o acesso ao sistema EDI para as empre-
sas sem a necessidade de software, muitas vezes caros. Essa opção é favorável 
quando um parceiro muito pequeno efetua transações com outro muito grande, 
e o volume de dados intercambiados é mínimo.
79Unidade 4
Gestão de Recursos Materiais
Desse modo, o parceiro maior pode alcançar maiores benefícios do uso do EDI, 
envolvendo todos os demais.
Tabela 4: Comparação entre os meios de comunicação para o EDI
Ligação 
direta
VAN 
comercial
EDI via 
internet
EDI via 
inter-
net
EDI p/ fax 
Fax p/ EDI
Segurança de 
dados Baixa Alta Baixa Alta Baixa
Área de ser-
viço
Local
Local / 
Global
Global Local Local
Número de 
parceiros 
comerciais
Limitado Ilimitado Ilimitado Limitado Ilimitado
Facilidade de 
implementa-
ção e manu-
tenção
Baixa Alta Alta Alta Muito alta
Custos Baixo Alto Baixo Baixo Baixo
Nível de 
habilidades 
necessárias
Alto Baixo Baixo Baixo Baixo
Programação 
operacional 
avançada
Necessária
Não ne-
cessária
Não neces-
sária
Não ne-
cessária
Necessária
Internet: torna-se cada vez mais difundida entre nós a utilização do e-mail 
como um veículo de transação comercial ou o e-commerce. Basta estar ligado 
a um provedor e teremos toda a WWW (World Wide Web) ao nosso alcance, 
24 horas por dia, sete dias por semana. Todo o mundo pode ser acessado e a 
comunicação bilateral estabelecida. 
80
Um exemplo bastante conhecido é o da livraria virtual, onde podemos 
consultar e comprar livros via internet sem sair de nossas casas. Além disso, 
temos o supermercado virtual Pão de Açúcar, que já é responsável por 20% 
das vendas da rede. Na Antarctica, um terço de todas as consultas recebidas 
é encaminhado pelo site.
A internet, como veículo de comércio, ganha, cada dia, mais e mais adeptos, 
pois apresenta uma série de vantagens em relação ao EDI. Veja quais são.
 ‡ investimento inicial em tecnologia é bem mais baixo, pois a internet custa 
bem menos que uma VAN;
 ‡ atinge praticamente a todos na cadeia de suprimento;
 ‡ pode ser operada praticamente em tempo real;
 ‡ maior flexibilidade nos tipos de transações.
Cartões de Crédito: está se tornando prática usual entre as empresas a com-
pra de mercadorias, como matérias-primas e materiais auxiliares, por meio de 
cartão de crédito, também conhecido como cartão-empresa ou cartão empre-
sarial. Os bancos e as administradoras de cartão de crédito, por meio de pro-
gramas específicos, têm incentivado as empresas a efetuar suas compras por 
meio de cartões. Vários deles são bastante atualizados, oferecendo às empresas 
diversos tipos de benefícios, como acesso à movimentação do cartão on-line, 
relatórios gerenciais sobre as compras efetuadas e parcelamento do total gasto. 
As principais vantagens resultantes do uso de um cartão empresarial são a di-
minuição do número de transações e cheques, maior controle sobre as compras 
e, consequentemente, redução de custos.
Leilões: a empresa disponibiliza suas necessidades de compras, informando 
que a seleção do fornecedor se dará por leilão público, em que pretensos for-
necedores farão suas ofertas de preços e prazos de entrega. Cabe ao compra-
dor escolher a melhor oferta. Suas vantagens são:
 ‡ transparência do processo;
 ‡ permite a entrada de novos fornecedores;
 ‡ novas metodologias produtivas ou novas tecnologias.
81Unidade 4
Gestão de Recursos Materiais
Estratégias de aquisição de recursos materiais e patrimoniais
A definição de uma estratégia correta de compras pode dar à empresa uma 
grande vantagem competitiva. Se por um lado ela decidir produzir mais interna-
mente, ganha dependência, mas perde flexibilidade. Por outro lado, se decidir 
comprar mais de terceiros em detrimento de fabricação própria, pode tornar-se 
dependente. Nesse caso, deve decidir também o grau de relacionamento que 
deseja com seus parceiros.
Componentes que são vitais para o produto final eram sempre fabricados inter-
namente. Essa concepção está mudando com o desenvolvimento de parcerias 
estratégicas nos negócios. Outra situação praticamente determinante é aquela 
em que a fabricação de um componente exige altos investimentos, fora do al-
cance de eventuais fornecedores. Mesmo assim, são usuais as situações em que 
um grande fabricante financia as instalações de um futuro fornecedor, pis não 
interessa a ele produzir o referido componente.
Quando se tem uma demanda simultaneamente alta e estável, a fabricação dos 
materiais necessários internamente pode ser uma boa opção.
Basicamente podemos ter duas estratégias operacionais que irão definir as 
estratégias de aquisição dos bens materiais, a verticalização e a horizonta-
lização. Ambas têm vantagens e desvantagens e, de um modo geral, o que é 
vantagem em uma passa a ser desvantagem na outra e vice-versa.
Verticalização
A verticalização é a estratégia que prevê que a empresa produzirá interna-
mente tudo o que puder, ou pelo menos tentará produzir. Foi predominante no 
início do século, quando as grandes empresas praticamente produziam tudo 
que usavam nos produtos finais ou detinham o controle acionário de outras 
empresas que produziam os seus insumos. O exemplo clássico é o da Ford, que 
produzia o aço, o vidro, centenas de componentes, pneus e até a borracha para 
a fabricação dos seus automóveis. A experiência da plantação de seringueiras 
no Brasil, na Fordlândia, no Amazonas, até hoje é citada como exemplo.
As principais vantagens da verticalização são a independência de terceiros \u2013 a 
empresa tem maior liberdade na alteração de suas políticas, prazos e padrão 
de qualidade, além de poder priorizar um produto em detrimento de outro que 
naquele momento é menos importante, ficando com ela os lucros que seriam 
repassados aos fornecedores e mantendo o domínio sobre tecnologia própria 
\u2013 a tecnologia que o fornecedor desenvolveu, muitas vezes com a ajuda da 
empresa, não será utilizada também para os concorrentes.
82
A estratégia da verticalização apresenta também desvantagens. Ela exige maior 
investimento em instalações e equipamentos. Assim, já que a empresa está en-
volvendo mais recursos e imobilizando-os, ela acaba tendo menor flexibilidade 
para alterações nos processos produtivos, seja para incorporar novas tecnolo-
gias ou para alterar volumes de produção decorrentes de variações no mercado 
\u2013 quando se produz internamente é difícil e custosa a decisão de parar a pro-
dução quando a demanda é baixa e comprar novos equipamentos e contratar 
mais funcionários para um período incerto de alta procura.
Tabela 5: Vantagens e desvantagens da verticalização
Vantagens Desvantagens
Independência de terceiros. Maior investimento.
Maiores lucros. Menor flexibilidade (perda de foco)
Maior autonomia. Aumento da estrutura da empresa.
Domínio sobre tecnologia