apostilha de gestão em recursos materiais logística
138 pág.

apostilha de gestão em recursos materiais logística


DisciplinaAdministração112.608 materiais800.748 seguidores
Pré-visualização25 páginas
Popularidade: em um armazém, os materiais podem ser guardados em áre-
as de armazenagem em profundidade e posicionados de forma a minimizar 
a distância total percorrida. Se os materiais mais populares forem guarda-
dos em áreas de armazenagem em profundidade a distância total percorrida 
será menor. Os materiais mais populares podem estar distribuídos dentro 
do armazém de diferentes formas, no entanto, aqueles que apresentam um 
rácio de recepção/expedição elevado devem estar localizados próximos do 
10 Fontes: http://fortium.edu.br/blog/paulo_cesar/files/2010/05/Aula_03_Armazenagem.doc 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Layout_de_armaz%C3%A9m 
http://xa.yimg.com/kq/groups/1217392/728931668/name/Apostila+Adm+de+Materiais+4.doc
96
ponto de entrada, ao longo do caminho mais perto entre a entrada e saída 
dos materiais.
Semelhança: os materiais que são recebidos e expedidos ao mesmo tempo de-
vem ser armazenados juntos. O mesmo acontece com os materiais que são ou 
recebidos ou expedidos juntos.
Tamanho: o espaço de um armazém deve ser organizado tendo em conta a 
popularidade e o tamanho dos materiais pois, se isso não acontecer, pequenos 
materiais podem ser armazenados em espaços que foram desenhados para 
armazenar grandes materiais, havendo desperdício de espaço.
Características: as características dos materiais a serem armazenados devem seguir 
um método diferente de armazenamento relativamente aos princípios acima referidos.
Utilização do espaço: o planejamento do espaço deve ser feito tendo em conta 
o espaço necessário para a armazenagem dos materiais. O layout de armazém 
deve maximizar o espaço utilizado bem como, o nível de serviço fornecido. O 
desenvolvimento do layout deve ter em conta alguns factores como: a conser-
vação do espaço, as limitações do espaço e a sua acessibilidade.
Desenvolver um layout de armazém: para se desenvolver um layout é ne-
cessário criar vários layouts e compará-los com os princípios da popularidade, 
semelhança, tamanho, características e utilização do espaço.
Os passos para desenvolver um layout de armazém são:
 ‡ traçar a área global a escalar;
 ‡ abranger todos os obstáculos fixos (colunas, elevadores, escadas, instalações 
de serviços);
 ‡ localizar as áreas de recepção e envio;
 ‡ localizar os vários tipos de armazenagem;
 ‡ atribuir a cada material a sua localização de armazenagem.
A manutenção do layout exige que os materiais sejam armazenados segundo a 
ordem estabelecida e que as localizações dos stocks sejam conhecidas.
Aspectos a considerar na manutenção do layout:
 ‡ Segurança: movimentação de cargas pesadas;
 ‡ Existência de equipamentos de movimentação;
97Unidade 5
Gestão de Recursos Materiais
 ‡ Extensão e clareza dos fluxos de movimentação de materiais (entrada e saí-
da) e sua intensidade;
 ‡ Utilização da verticalização (melhor utilização do pé direito existente, otimi-
zando a ocupação do espaço);
 ‡ Possibilidade de alterações através do tempo, analisando a possibilidade 
de crescimento.
Modelo de estrutura de armazenagem:
Tinta, demarcação; à base de borracha clorada, cor amarela, de secagem rápida 
ao toque até 10 minutos; ótima aderência e resistência ao atrito, à gasolina, ao 
óleo, às intempéries, à umidade e ao calor; galão de 3,6 litros.
 Figura 9: Estrutura de armazenagem com entrada e saída frente a frente
Figura 10: Estrutura de armazenagem com espaços de 
circulação principal e secundária
98
Figura 11: Estrutura de armazenagem com variedade de movi-
mentações de material
Outras recomendações:
 ‡ Funções inter-relacionadas devem ficar próximas.
 ‡ Aproximar pessoas com contatos frequentes.
 ‡ Serviços centrais e equipamentos muito utilizados devem ficar próximos aos usuários.
 ‡ O trabalho deve seguir um fluxo contínuo e para a frente.
 ‡ Chefia em posição que facilite a supervisão.
 ‡ Separar as áreas com ruídos.
 ‡ Áreas com contato público próximas à entrada.
 ‡ O trânsito até a chefia não deve perturbar o trabalho.
 ‡ A iluminação deve atingir o posto de trabalho por trás, acma e ligeiramente 
à esquerda (se o funcionário for destro).
Figura 12: Numeração de acordo com o posicionamento 
na estrutura de armazenagem
99Unidade 5
Gestão de Recursos Materiais
 
 Figura 13: Exemplo de estrutura de armazenagem
Concepção de nova proposta de layout
 ‡ Considerar as eventuais limitações do órgão e do setor (exemplo: orçamen-
tárias, físicas, estruturais etc.);
 ‡ Discutir com os colaboradores, considerando a experiência do pessoal;
 ‡ Avaliar com critérios: ganho de espaço de armazenagem (horizontal e vertical), 
otimização dos fluxos e processos operacionais e o custo total de implantação;
 ‡ Considerar as normas de armazenagem, segurança e ergonomia;
 ‡ Administrar as reelaborações até que se chegue a um resultado satisfatório.
Modulação de cargas
A modulação de cargas ou organização modal refere-se à estrutura criada 
para facilitar e padronizar a movimentação de materiais, desde o seu forne-
cedor até o seu cliente final.
A administração do fluxo de materiais fica facilitada e, dispondo de equipamen-
tos padronizados, necessita de menos tempo para carga e descarga.
Tipos de modulação:
 ‡ Modulação externa: consiste em assumir um padrão de carga próprio, fa-
zendo com que os meios de transporte se adaptem a ela.
 ‡ Modulação Interna: é o oposto da anterior, pois baseados nos meios exter-
nos de transporte é que se faz a modulação.
100
Acondicionamentos de cargas
Veja, a seguir, quais são as vantagens dos sistemas modais de deslocamento 
de mercadorias:
 ‡ Volume: utilização dos espaços verticais com liberação de área para a pro-
dução e elevação da capacidade de armazenamento.
 ‡ Segurança: redução dos acidentes com pessoas que trabalham com deslo-
camento de cargas.
 ‡ Custos: economia de até 40% dos custos de deslocamento das mercadorias.
 ‡ Velocidade: redução do tempo de deslocamento e elevação da velocidade 
de atendimento aos clientes.
 ‡ Proteção: melhor qualidade no acondicionamento das mercadorias e re-
dução das perdas.
 ‡ Racionalização: redução substancial dos custos de transporte pela redução 
drástica do tempo de carga e descarga dos caminhões.
 ‡ Valorização: deslocamento dos operários para as atividades produtivas que 
acrescentam valor ao produto.
 ‡ Embalagens: o sistema de embalagem é de suma importância na cadeia 
de suprimentos, pois o sistema de embalagem interage intensamente com 
todas as atividades ligadas à logística.
Modulação de embalagens
Uma das características da modulação de carga é o estudo das embalagens:
 ‡ Embalagens de contenção: embalagem em contato direto com o produto e, por-
tanto, deve haver compatibilidade entre os materiais do produto e da embalagem.
 ‡ Embalagem de apresentação: embalagem que envolve a \u201cembalagem de con-
tenção\u201d, e com a qual o produto se apresenta ao usuário no ponto-de-venda.
 ‡ Embalagem de movimentação: múltiplo da embalagem de comercializa-
ção, para ser movimentada racionalmente por equipamentos mecânicos.
 
Nesta aula, você aprendeu a distinguir armazenagem e estocagem e pôde 
compreender os problemas de organização física do almoxarifado. Além disso, 
estudou as Instalações de armazenagem, pôde compreender o que é layout 
101Unidade 5
Gestão de Recursos Materiais
de armazenagem, ver os objetivos do planejamento do layout, os princípios da 
área de armazenamento e os passos para desenvolver um layout de armazém.
Colocando em prática
Parabéns! Você chegou ao final da Unidade 5. Agora, chegou a hora de 
colocar em prática o conteúdo que você estudou. Acesse o AVA para 
realizar as atividades de aprendizagem desta unidade. Se você estiver 
com dúvidas, procure seu tutor.
Relembrando
Podemos distinguir armazenagem e estocagem da seguinte forma: 
armazenagem: refere-se à guarda de produtos acabados. Estocagem 
refere-se à guarda de matérias-primas.
As instalações de armazenagem compreendem, basicamente, os se-
guintes tipos: armazém, galpão, pátios ou áreas